Terapia de vidas passadas: diferenças entre revisões

Fonte bibliográfica
(Fonte bibliográfica)
Um dos casos mais notórios da terapia foi o de uma mulher americana que lembrava ter sido ''Bridey Murphy'', e cantava canções [[irlandesas]] antigas; quando o caso foi investigado, foi demonstrado que ela lembrava não de uma vida passada, mas da sua infância.<ref name="bridey">[http://www.skepdic.com/bridey.html Bridey Murphy], no ''site'' www.skepdic.com</ref> O livro [[The Search for Bridey Murphy]] detalha esta história.<ref name="bridey" />
 
O inegável é que mesmo que sejam fantasia, imaginação, alucinações ou mesmo criações mentais as regressões são capazes de fazer sintomas desaparecerem ou promover a cura ; a maioria dos pacientes que passaram pela regressão, dentro de um processo terapêutico diga-se de passagem, livraram-se de vários sintomas, melhoraram sua qualidade de vida{{carece de fontes}}<ref>{{citar livro|titulo=Viajantes|ultimo=Guimarães|primeiro=Maria Teodora|editora=Editora do Conhecimento|ano=1999|local=São Paulo}}</ref>
 
==Ver também==