Diferenças entre edições de "Jaime de Almeida (1920)"

3 bytes removidos ,  19h44min de 29 de dezembro de 2016
sem resumo de edição
'''Jaime de Almeida''' ([[São Fidélis]], [[28 de agosto]] de [[1920]] — [[Lima]], [[17 de maio]] de [[1973]]) foi um [[futebolista]] e [[treinador]] [[brasil]]eiro. Revelado pelo Sete de Setembro-MG, passou ao {{Futebol Atlético-MG}}, vindo para o {{Futebol Flamengo}} no início de 1941, ficando até 1950. No início da carreira, atuava como centromédio. Pouco depois de chegar ao Flamengo foi deslocado para a função de médio-esquerdo, na qual se consagraria. Foi também treinador do clube por várias passagens durante as décadas de 40 e 50, às vezes acumulando a função com a de jogador.
 
Pelo Flamengo participou de 342 partidas e marcou 31 gols como jogador e de 69 como treinador.<ref name="flapedia">{{Citar web|url=http://www.flamengo.com.br/flapedia/Jaime_de_Almeida|título=Jaime de Almeida|publicado=Flapédia|data=25 de julho de 2012|língua3=pt|acessodata=22 de setembro de 2013}}</ref>. Também exerceu a função de supervisor durante o segundo tricampeonato do clube, em 1953, 1954 e 1955.
 
Capitão do Flamengo na conquista do tricampeonato carioca em 1942, 1943 e 1944, era atleta de comportamento exemplar, disciplinado e de jogo limpo, jamais tendo sido expulso de campo. Por este motivo, foi um dos primeiros a receber, em 24 de novembro de 1949, o [[prêmio Belfort Duarte]].<ref name="flapedia" />.
 
Pela Seleção Brasileira, disputou os Campeonatos Sul-Americanos de 1942, 1945 e 1946 (extra), além da Copa Roca de 1945 (a qual conquistou) e da Copa Rio Branco de 1946. Disputou 15 partidas e marcou um gol, contra a Colômbia pelo Sul-Americano de 1945<ref>http://www.rsssfbrasil.com/sel/brazil193946.htm</ref>. Também foi por várias vezes capitão da seleção carioca no antigo Campeonato Brasileiro de Seleções dos anos 1940.
 
Em 1961 foi trabalhar no futebol peruano, dirigindo o Alianza de Lima, um dos clubes mais populares do país. Foi campeão peruano em 1962, 1963 e 1965 comandando a equipe. Em 1966 promoveu a estreia no clube do atacante Teófilo Cubillas, um dos maiores nomes do futebol do país em todos os tempos. Depois, passaria a exercer a função de supervisor, assumindo interinamente o cargo de técnico em outras ocasiões.<ref>http://dechalaca.com/informes/curiosidades/los-tri-brasilenos</ref>. Faleceu na capital peruana em 17 de maio de 1973, aos 52 anos, vitimado por uma trombose cerebral.
 
Jaime era irmão da antropóloga [[Lélia Gonzalez]] e pai do também futebolista e treinador [[Jayme de Almeida]].<ref>{{citar web|URL=http://amaivos.uol.com.br/amaivos2015/?pg=noticias&cod_canal=71&cod_noticia=13070|título=Lélia Gonzalez: Mulher Negra na História do Brasil|autor=|data=4 de agosto de 2009|publicado=Amaivos|acessodata=29 de novembro de 2015}}</ref><ref>{{citar web|URL=http://esporte.ig.com.br/futebol/2013-09-25/filho-de-idolo-do-fla-jayme-de-almeida-tenta-superar-fama-de-tampao-do-pai.html|título=Filho de ídolo do Fla, Jayme de Almeida tenta superar fama de ‘tampão’ do pai|autor=|data=25 de setembro de 2013|publicado=iG|acessodata=29 de novembro de 2015}}</ref>
Utilizador anónimo