Abrir menu principal

Alterações

1 235 bytes adicionados, 20h47min de 5 de janeiro de 2017
adequação de imagem.
[[Ficheiro:Monarchies_of_America2.png|direita|miniaturadaimagem|{{Legenda|#A51645|American [[monarchymonarquia|monarchiesmonarquias]] americanas}}
{{Legenda|#ff6ea7|Non-AmericanMonarquias monarchiesnao americanass}}{{Legenda|#967bff|CountriesPaíses withcom [[pretender]]spretendentes, wherecom modernas bordersmodernas alignfronteiras withe theas historicalhitórias borders ofrespectivamente theno respectivelyreclame claimeddos thronesTronos}}]]
[[Ficheiro:Crown_of_Saint_Edward_(Heraldry).svg|direita|miniaturadaimagem|[[Coroa de Santo Eduardo|Coroa de São de Edward]], embora, na verdade, uma parte das [[Joias da Coroa Britânica|Jóias da Coroa Britânica]], é usada na heráldica de os Estados Americanos, com a Rainha [[Isabel II do Reino Unido|Elizabeth II]] como soberana.<ref>{{cite web|url=http://www.pch.gc.ca/pgm/ceem-cced/fr-rf/drap-pers-eng.cfm|last=Department of Canadian Heritage|authorlink=Department of Canadian Heritage|title=Ceremonial and Canadian Symbols Promotion > The Canadian Monarchy > The Queen's Personal Canadian Flag|publisher=Queen's Printer for Canada|accessdate=1 December 2008}}</ref><ref>{{cite journal|last=Royal Household at Buckingham Palace|authorlink=Royal Household#The Royal Household of the United Kingdom|journal=Royal Insight Magazine|title=Mailbox|issue=September 2006|publisher=Her Majesty's Stationery Office|location=London|url=http://www.royalinsight.gov.uk/output/Page5467.asp|accessdate=1 December 2008}}</ref>]]
Há 13 '''monarquias[[monarquia]]s nas [[América|Américas]]''' ([[Autorregulamentação|que se autogovernam]]; Estados e territórios que têm um [[monarca]] como [[Chefe de Estado|chefe de estadoEstado]]). Cada umEstado é uma [[monarquia constitucional]], em que o soberano herda de seu cargo, geralmente mantendo-ao até a morte ou que  [[Abdicação|abdicamabdique]], e está vinculada por leis e costumes no exercício de seus poderes. Dez dessas monarquias são Estados independentes, e compartilhar igualmente Rainha [[Isabel II do Reino Unido|Elizabeth II]], que reside principalmente no [[Reino Unido]], assim como seus respectivos soberanos, tornando-os parte de uma rede global de agrupamento conhecido como [[Reinos da Comunidade de Nações|Reinos da Commonwealth]], enquanto os três restantes são [[Lista de territórios dependentes|dependências]] das monarquias Europeias. Como tal, nenhuma das monarquias nas Américas tem um monarca que resida permanentemente.
 
Essas coroasCoroas continuam a história da monarquia nas Américas, que remonta a antes da [[História da colonização da América|colonização europeia]]. Tanto tribais e até as mais complexas sociedades [[Era pré-colombiana|pré-Colombiana]] existiam sob formas de governo monárquico, com alguns se expandindo e formaram vastos [[Império|impérios]] com uma figura central de [[Monarca|rei]], enquanto outros fizeram eram uma coleção descentralizada de tribos sob um [[Chefe tribal|chefe]] hereditário. Nenhuma das monarquias contemporâneas, no entanto, são descendentes daqueles sistemas pré-colonia, em vez disso, ter suas raízes históricas, ou ainda ser parte das atuais [[Monarquias da Europa|monarquias europeias]], que estenderam suas fronteiras até o outro lado do [[Oceano Atlântico]], a partir da segunda metade do século XIV.
 
A partir dessa data, através da [[Era dos Descobrimentos|Era das Descoberta]]<nowiki/>s, a colonização européia trouxe  o extenso território americano para o controle dos monarcas da Europa, embora a maioria dessas colônias, posteriormente, conseguissem a independência de seus governantes. Alguns o fizeram pelo conflito armado com a terra mãe, como na [[Revolução Americana]] e as [[Independência da América Espanhola|Guerras de independência América Hispânica]], geralmente cortando todos os laços com as ex-metrópoles no processo. Outros receberam sua plena soberania por caminhos legislativos, tais como a [[Patriação (Canadá)|patriação]] ('patriation') do Canadá em sua constituição, a partir do [[Reino Unido]]. Um certo número de ex-colônias tornaram-se [[República|repúblicas]] imediatamente após atingir a auto-governação. O restante continuou com [[Endemismo|endêmicas]] monarquias constitucionais—nos casos do [[Império Mexicano|México]], [[Império do Brasil|Brasil]] e [[Reino do Haiti|Haiti]]—com seus próprios monarcas residentes e, por lugares como o Canadá e alguns estados insulares do [[Caribe]], a partilha de seu monarca com a seu ex-[[Metropole|metrópole]], o mais recentemente criado, sendo [[Monarquia do Belize|BelizBelize]][ ]e , em 1981.
 
== AtualAtuais monarquias ==
Enquanto o monarca de cada uma das monarquias americanas reside predominantemente na Europa, todos os Estados são [[Soberania|soberanos]], e, portanto, têm diferentes governantes em suas respectivas [[Capital|capitais]], com o "monarca" no dia-a-dia nas funções cerimoniais e governamentais e são, em geral, realizados por um local   devidamente indicado, [[Vice-rei|o vice-rei]].
 
=== Monarquias americanas ===
<gallery align="right" widths="100px" heights="145px" perrow="3" caption="TheOs Americas'atuais monarchsmonarcas americanos">
File:Willem-Alexander (Royal Wedding in Stockholm, 2010) cropped.jpg|Willem-Alexander
File:Elizabeth II greets NASA GSFC employees, May 8, 2007 edit.jpg|Elizabeth II
File:Drottning Margrethe av Danmark.jpg|Margrethe II
</gallery>
</gallery>Enquanto o monarca de cada uma das monarquias americanas reside predominantemente na Europa, todos os Estados são [[Soberania|soberanos]], e, portanto, têm diferentes governantes em suas respectivas [[Capital|capitais]], com o "monarca" no dia-a-dia nas funções cerimoniais e governamentais e , em geral, realizados por um local   devidamente indicado, [[Vice-rei|o vice-rei]].
 
==== Antígua e Barbuda ====
 
==== Bahamas ====
A monarquiaMonarquia de [[Bahamas]] tem suas raízes na [[Monarquia Espanhola]], sob a autoridade do que a ilha foi colonizada no final do século XV, e, mais tarde, passou a [[Monarquia Britânica]], como uma [[Colônia da coroa|Colônia da Coroa]], depois de 1717. Em 10 de julho de 1973, o país obteve a independência do [[Reino Unido]], mantendo a então monarca reinante, Elizabeth II,<ref>{{cite web|url=http://www.bahamas.gov.bs/bahamasweb2/home.nsf/vContentW/AD50C97FCEE345FE06256F02007F60C0|last=Government of the Bahamas|authorlink1=Politics of the Bahamas|title=The Government of the Bahamas > About The Government > Overview and Structure of the Government|publisher=Government of the Bahamas|accessdate=1 December 2008}}</ref> como monarca da recém-formada da [[Monarquia das Bahamas]]. A monarca é representada no país pelo [[Governador-geral das Baamas|Governador-Geral das Bahamas]], Dama Marguerite Pindling.<ref>{{cite web|url=http://www.bahamaislandsinfo.com/index.php?option=com_content&view=article&id=5343:sir-arthur-foulkes-is-new-governor-general-&catid=34:Bahamas%20National%20News&Itemid=147|title=Sir Arthur Foulkes is new Governor-General|accessdate=14 April 2010}}</ref>
 
==== Barbados ====
==== Belize ====
Belize foi, até o século XV, uma parte do [[Civilização maia|Império Maia]], contendo pequenos Estados dirigido por um hereditário governante conhecido como um ''[[ajaw]]'' (mais tarde ''k'uhul ajaw'').[[#cite_note-Maya1-13|<span class="mw-reflink-text"><nowiki>[N 1]</nowiki></span>]]{{#tag:ref|Both terms appear in early Colonial texts (including ''Papeles de Paxbolón'') where they are used as synonymous to Aztec and Spanish terms for supreme rulers and their domains – ''tlahtoani'' (''[[Tlatoani]]'') and ''tlahtocayotl'', ''rey'', or ''magestad'' and ''reino'', ''señor'' and ''señorío'', or ''dominio''.|group=N|name=Maya1}} A presente [[Monarquia de Belize]] tem suas raízes na [[Monarquia Espanhola]], sob a autoridade de que a área foi colonizada no século XVI, e, mais tarde, foi para a [[Monarquia Britânica]], como uma [[Colônia da coroa|Colônia da Coroa]]. Em 21 de setembro de 1981, o país conquistou sua independência do Reino Unido, mantendo a então monarca reinante, Elizabeth II, como monarca da  recém-formada da Monarquia de Belize.<ref>{{cite web|url=http://www.governmentofbelize.gov.bz/ab_politics.html|last=Government of Belize|authorlink=Politics of Belize|title=About Belize > Politics > Constitution and Government|publisher=Government of Belize|accessdate=5 January 2009}}</ref> A monarca é representada no país pelo [[Governador-geral do Belize|Governador-Geral de Belize]], Sir [[Colville Young|Colville Jovens]].<ref>{{cite web|url=http://www.fco.gov.uk/en/about-the-fco/country-profiles/north-central-america/belize|last=Foreign and Commonwealth Office|authorlink=Foreign and Commonwealth Office|title=Country profiles > North & Central America and Caribbean > Belize|publisher=Her Majesty's Stationery Office|accessdate=18 December 2008}}</ref>
 
A Monarquia de [[Granada (país)|Granada]] tem suas raízes na [[Monarquia da França|Monarquia francesa]], sob a autoridade de que a ilha foi colonizada em meados do século XVII, e, mais tarde, foi para os ingleses e, em seguida, para a [[Monarquia Britânica]], como uma [[Colônia da coroa]].<ref>{{cite web|url=http://www.fco.gov.uk/en/about-the-fco/country-profiles/north-central-america/grenada?profile=history&pg=3|last=Foreign and Commonwealth Office|title=Country profiles > North & Central America and Caribbean > Grenada|publisher=Her Majesty's Stationery Office|accessdate=18 December 2008}}</ref> Em 7 de fevereiro de 1974, o país obteve a independência do [[Reino Unido]], mantendo a então monarca reinante, Elizabeth II, como monarca da recém-criada [[Monarquia de Granada]]. A monarca é representada no país pelo [[Governador-geral de Granada|Governador-Geral de Granada]], atualmente Dama Cécile La Granada.<ref name="britannica">{{cite encyclopedia|title=Grenada|encyclopedia=Britannica Online Encyclopedia|publisher=Encyclopædia Britannica, Inc.|url=http://www.britannica.com/EBchecked/topic/245745/Grenada|accessdate=1 December 2008}}</ref>
 
A presente monarquia de [[são Vicente e Granadinas]] tem suas raízes na [[Monarquia da França|monarquia francesa]], sob a autoridade do que a ilha foi colonizado, em 1719, e, mais tarde, pasou à [[Monarquia Britânica]], como uma [[Colônia da coroa|Colônia da Coroa]]. Em 27 de outubro de 1979, o país conquistou sua independência do Reino Unido, mantendo a então monarca reinante, Elizabeth II, como monarca da recém-criada [[Monarquia de são Vicente e Granadinas]].<ref>{{cite web|url=http://www.royal.gov.uk/output/Page4928.asp|last=Royal Household at Buckingham Palace|title=The Monarchy Today > Queen and Commonwealth > Other Caribbean Realms|publisher=Her Majesty's Stationery Office|accessdate=5 January 2009}}</ref> A monarca é representada no país pelo [[Governador-geral de São Vicente e Granadinas|Governador-Geral de Vicente e Granadinas]], atualmente Sir [[Frederick Ballantyne]].<ref>{{cite web|url=http://www.fco.gov.uk/en/about-the-fco/country-profiles/north-central-america/st-vincent-grenadines|last=Foreign and Commonwealth Office|authorlink=Foreign and Commonwealth Office|title=Country profiles > North & Central America and Caribbean > Saint Vincent and the Grenadines|publisher=Her Majesty's Stationery Office|accessdate=18 December 2008}}</ref>
 
==== Canadá ====
 
==== Granada ====
A Monarquia de [[Granada (país)|Granada]] tem suas raízes na [[Monarquia da França|Monarquia francesa]], sob a autoridade de que a ilha foi colonizada em meados do século XVII, e, mais tarde, foi para os ingleses e, em seguida, para a [[Monarquia Britânica]], como uma [[Colônia da coroa]].<ref>{{cite web|url=http://www.fco.gov.uk/en/about-the-fco/country-profiles/north-central-america/grenada?profile=history&pg=3|last=Foreign and Commonwealth Office|title=Country profiles > North & Central America and Caribbean > Grenada|publisher=Her Majesty's Stationery Office|accessdate=18 December 2008}}</ref> Em 7 de fevereiro de 1974, o país obteve a independência do [[Reino Unido]], mantendo a então monarca reinante, Elizabeth II, como monarca da recém-criada [[Monarquia de Granada]]. A monarca é representada no país pelo [[Governador-geral de Granada|Governador-Geral de Granada]], atualmente Dama Cécile La Granada.<ref name="britannica">{{cite encyclopedia|title=Grenada|encyclopedia=Britannica Online Encyclopedia|publisher=Encyclopædia Britannica, Inc.|url=http://www.britannica.com/EBchecked/topic/245745/Grenada|accessdate=1 December 2008}}</ref>
Há 13 '''monarquias nas [[América|Américas]]''' ([[Autorregulamentação|que se autogovernam]]; Estados e territórios que têm um [[monarca]] como [[Chefe de Estado|chefe de estado]]). Cada um é uma [[monarquia constitucional]], em que o soberano herda de seu cargo, geralmente mantendo-a até a morte ou que  [[Abdicação|abdicam]], e está vinculada por leis e costumes no exercício de seus poderes. Dez dessas monarquias são Estados independentes, e compartilhar igualmente Rainha [[Isabel II do Reino Unido|Elizabeth II]], que reside principalmente no [[Reino Unido]], assim como seus respectivos soberanos, tornando-os parte de uma rede global de agrupamento conhecido como [[Reinos da Comunidade de Nações|Reinos da Commonwealth]], enquanto os três restantes são [[Lista de territórios dependentes|dependências]] das monarquias Europeias. Como tal, nenhuma das monarquias nas Américas tem um monarca que resida permanentemente.
 
==== Jamaica ====
[[Ficheiro:Charles_Camilla_Jamaica_2008.jpg|direita|miniaturadaimagem|[[Carlos, Príncipe de Gales|Príncipe Charles, O Príncipe de Gales]] (à esquerda), herdeiro do [[Monarquia da Jamaica|Tr]][ ]ono Jamaicano, e sua esposa, [[Camila, Duquesa da Cornualha|CamillaCamila, Duquesa da Cornualha]] (centro), no Half Moon Hotel, [[Montego Bay]], De 13 de Março de 2008]]
A monarquia da [[Jamaica]] tem suas raízes na [[Monarquia Espanhola]], sob a autoridade do que a ilha foi colonizada no final do século XVI, e, mais tarde, foi para a inglesa e, em seguida, para a [[Monarquia Britânica]], como uma [[Colônia da coroa]]. Em 6 de agosto de 1962, o país conquistou sua independência do Reino Unido, mantendo a então monarca reinante, Elizabeth II, como monarca da recém-criada [[Monarquia da Jamaica]]. A monarca é representada no país pelo [[Governador-geral da Jamaica|Governador-Geral da Jamaica]], Sir [[Patrick Allen (político)|Patrick Allen]].<ref>{{cite web|url=http://www.fco.gov.uk/en/about-the-fco/country-profiles/north-central-america/jamaica|last=Foreign and Commonwealth Office|authorlink=Foreign and Commonwealth Office|title=Country profiles > North & Central America and Caribbean > Jamaica|publisher=Her Majesty's Stationery Office|accessdate=18 January 2009}}</ref>
 
 
==== Santa Lúcia ====
AOs presente[[Caraíbas monarquia(etnia)|Caribes]], que ocuparam a ilha de [[sãoSanta VicenteLúcia]] , no período pré-Colombiano tinha uma sociedade complexa, com hereditários reis e Granadinas]]xamãs. A presente monarquia tem suas raízes nanas monarquias [[Monarquia dos Países Baixos|holandesa]], [[Monarquia da França|monarquia francesa]], [[Monarquia da Inglaterra|inglesa]], sob a autoridade do que a ilha foi colonizado,colonizada em 17191605, e, mais tarde, pasoupassou à [[Monarquia Britânica]], como uma [[Colônia da coroa|Colônia da Coroa]]. Em 2722 de outubrofevereiro de 1979, o país conquistou sua independência do Reino Unido, mantendo a então monarca reinante, Elizabeth II, como monarca da recém-criada [[Monarquia de sãoSanta Vicente e GranadinasLúcia]].<ref>{{cite web|url=http://www.royalfco.gov.uk/outputen/Page4928.aspabout-the-fco/country-profiles/north-central-america/st-lucia?profile=history&pg=3|last=RoyalForeign Householdand atCommonwealth Buckingham PalaceOffice|title=TheCountry Monarchy Todayprofiles > QueenNorth and& CommonwealthCentral >America Otherand Caribbean Realms> Saint Lucia|publisher=Her Majesty's Stationery Office|accessdate=51 January 2009}}</ref> A monarca é representada no país pelo [[Governador-geral de SãoSanta Vicente e GranadinasLúcia|Governador-Geral de Vicente e Granadinas]], atualmente Sir Dama [[FrederickPearlette BallantyneLouisy]].<ref>{{cite web|url=http://www.fcostlucia.gov.uklc/enagencies/about-the-fco/country-profiles/north-central-america/st-vincent-grenadinesoffice_of_the_governor_general.htm|last=ForeignGovernment andInformation Commonwealth Office|authorlink=Foreign and Commonwealth OfficeService|title=CountryGovernment profilesof >Saint North & Central America and CaribbeanLucia > SaintOffice Vincentof andthe theGovernor GrenadinesGeneral|publisher=HerGovernment Majesty'sof StationerySaint OfficeLucia|accessdate=181 DecemberJanuary 20082009}}</ref>
 
==== São Vicente e Granadinas ====
OsA [[Caraíbaspresente (etnia)|Caribes]], que ocuparam a ilhamonarquia de [[Santasão Lúcia]] , no período pré-Colombiano tinha uma sociedade complexa, com hereditários reisVicente e xamãs. A presente monarquiaGranadinas]] tem suas raízes nas monarquias [[Monarquia dos Países Baixos|holandesa]],na [[Monarquia da França|monarquia francesa]], [[Monarquia da Inglaterra|inglesa]], sob a autoridade do que a ilha foi colonizadacolonizado, em 16051719, e, mais tarde, passoupasou à [[Monarquia Britânica]], como uma [[Colônia da coroa|Colônia da Coroa]]. Em 2227 de fevereirooutubro de 1979, o país conquistou sua independência do Reino Unido, mantendo a então monarca reinante, Elizabeth II, como monarca da recém-criada [[Monarquia de Santasão LúciaVicente e Granadinas]].<ref>{{cite web|url=http://www.fcoroyal.gov.uk/enoutput/about-the-fco/country-profiles/north-central-america/st-lucia?profile=history&pg=3Page4928.asp|last=ForeignRoyal andHousehold Commonwealthat OfficeBuckingham Palace|title=CountryThe profilesMonarchy Today > NorthQueen &and CentralCommonwealth America> andOther Caribbean > Saint LuciaRealms|publisher=Her Majesty's Stationery Office|accessdate=15 January 2009}}</ref> A monarca é representada no país pelo [[Governador-geral de SantaSão LúciaVicente e Granadinas|Governador-Geral de Vicente e Granadinas]], atualmente Dama Sir [[PearletteFrederick LouisyBallantyne]].<ref>{{cite web|url=http://www.stluciafco.gov.lcuk/agenciesen/office_of_the_governor_general.htmabout-the-fco/country-profiles/north-central-america/st-vincent-grenadines|last=GovernmentForeign Informationand ServiceCommonwealth Office|authorlink=Foreign and Commonwealth Office|title=GovernmentCountry ofprofiles Saint> LuciaNorth & Central America and Caribbean > OfficeSaint ofVincent theand Governorthe GeneralGrenadines|publisher=GovernmentHer ofMajesty's SaintStationery LuciaOffice|accessdate=118 JanuaryDecember 20092008}}</ref>
 
Enquanto o monarca de cada uma das monarquias americanas reside predominantemente na Europa, todos os Estados são [[Soberania|soberanos]], e, portanto, têm diferentes governantes em suas respectivas [[Capital|capitais]], com o "monarca" no dia-a-dia nas funções cerimoniais e governamentais e , em geral, realizados por um local   devidamente indicado, [[Vice-rei|o vice-rei]].
 
=== Monarquias estabelecidas ===
 
==== Países Baixos ====
[[Aruba]], [[Curaçao]] e [[São Martinho (Países Baixos)|Sint Maarten]] são países constituintes do [[Reino dos Países Baixos]], e, assim, têm o [[Guilherme Alexandre dos Países Baixos|o Rei Willem-Alexander]] como  seu soberano, bem como as restantes ilhas que formam o [[Países Baixos Caribenhos|Caribe Holandeses]]. Aruba foi fundada sob a autoridade da [[Coroa espanhola]], por volta de 1499, mas foi adquirida pelos holandeses em 1634, cujo controle sobre a ilha manteve-se, ressalvado  um intervalo entre 1805 e 1816, quando Aruba foi capturada pela [[Marinha Real Britânica|Marinha Real]] do [[Jorge III do Reino Unido|Rei George III]]. A ex-[[Antilhas Neerlandesas|Antilhas Holandesas]] foram originalmente descoberto por exploradores enviados na década de 1490 pelo [[Lista de monarcas de Espanha|Rei da Espanha]], mas eventualmente foram conquistados pela [[Companhia Holandesa das Índias Ocidentais|Companhia holandesa das índias ocidentais]] , no século XVII, apois isso as ilhas permaneceram sob o controle da [[Monarquia dos Países Baixos|Coroa holandesa]] como territórios coloniais. As Antilhas Holandesas alcançaram o status de um país  autônomo dentro do [[Reino dos Países Baixos]], em 1954, a partir do qual Aruba foi dividida em 1986 como um país constituinte a mais no Reino.<ref>{{cite web|url=http://uk.encarta.msn.com/encyclopedia_761574919/aruba.html|title=Aruba|accessdate=1 January 2009|work=|publisher=MSN Encarta|archiveurl=http://www.webcitation.org/5kx8ZpKD5|archivedate=1 November 2009|deadurl=yes}}</ref> As ex-Antilhas Holandesasforam novamente divididas em três áreas, em 2010. O monarca é representado em cada região, pelo [[Governador de Aruba]], Alfonso Boekhoudt, o [[Governador de Curaçao]], Frits Goedgedrag,<ref>{{cite web|url=http://www.gouverneur.an/index.php?lang=en|title=Who is Governor Frits Goedgedrag?|accessdate=1 January 2009|work=|publisher=Official Website of the Governor of the Netherlands Antilles|date=}}</ref> e o [ Governador de Sint Maarten], Eugene Férias.
 
==== Reino Unido ====
 
==== França ====
Apos o Rei [[Francisco I de França|Fancisco I]] contratar [[Jacques Cartier]] para procurar a rota leste para a Ásia, a cidade de [[Port Royal]] foi fundada em 27/07/1605, onde hoje é [[Nova Escócia|Nova Scotia]]. A partir deste ponto o [[Império Colonial Francês]] na América só crescia, o que incluiu áreas de terras nos arredores dos [[Grandes Lagos da América do Norte|Grandes Lagos]] e seguiu o curso do [[Rio Mississippi]].Assim como ilhas no Caribe e no nordeste da [[Guiana Francesa|América do Sul]], o [[Nova França|Vice-Reino de Nova França]] foi mais tarde transformado em Real Província da França em 1663 por [[Luís XIV]].<ref>{{cite journal| last=Emerson| first=Rupert| title=Colonialism and Decolonization| journal=Journal of Contemporary History| volume=4| issue=1| pages=3–16| date=January 1969| doi=10.1177/002200946900400101}}</ref> Algumas regiões foram perdidas para espanhóis ou ingleses através de guerras e tratados que eram possessões do Rei Francês até 21/12/1792 foram para os republicanos quando a monarquia foi abolida no mesmo dia.<ref>{{Cite book| first=Christopher| last=Hibbert| title=The Days of the French Revolution| year=1980| location=New York| publisher=Quill, William Morrow| url=https://books.google.com/?id=yr1z38HCkdAC&dq=Hibbert+French+Revolution| isbn=0-688-03704-6| accessdate=2 January 2009}}</ref><ref>{{Cite book| first=Georges| last=Lefebvre| title=The French Revolution: From Its Origins to 1793| year=1971| publisher=Columbia University Press| url=https://books.google.com/?id=I2oA5MtB0ZkC&dq=Lefebvre+estates+general| isbn=0-231-08598-2| accessdate=2 January 2009}}</ref> Após a [[Restauração francesa|Restauração da Monarquia]] a presença francesa na América colapsou com o Segundo Império Francês de Napoleão III em 1870.
[[Ficheiro:Alexander_II_of_Russia_by_K.Makovskiy_(1881,_GTG).jpg|esquerda|miniaturadaimagem|255x255px|[[Alexandre II da Rússia|O czar Alexandre II]], o Imperador da Rússia, que vendeu o Alasca para os Estados Unidos em 1867]]
 
 
==== Portugal ====
O [[Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves]] surgiu na sequência da guerra de POrtugalPortugal contra a [[Primeiro Império Francês|França Napoleónica]]. O Príncipe Regente, o futuro Rei D. [[João VI de Portugal|João V]]I, com a sua incapacitada mãe, a Rainha Dª. [[Maria I de Portugal]] e a Corte Real, [[Transferência da corte portuguesa para o Brasil|transferiram-se]] para a sua [[Colonização do Brasil|brasileira]], em novembro de 1807.
Com a derrota de Napoleão em 1815, houve apelos para o retorno do  Monarca português a Lisboa, o Príncipe Regente gostava da vida no Rio de Janeiro, onde a monarquia era mais popular e onde ele tinha de mais liberdade, e foi assim, relutante em voltar para a [[Europa]]. No entanto, aqueles que defendiam o regresso da Corte para Lisboa, argumentou que o Brasil era apenas uma colônia e que não era certo para Portugal ser governada a partir de uma colônia. Por outro lado, o governante  foi pressionado para elevar o Brasil a partir da posição de uma colônia, para que eles pudessem desfrutar de todo o estado de ser cidadãos do país-mãe. Nacionalistas brasileiros também apoiaram o movimento, pois é indicado que o Brasil deixaria de ser submisso aos interesses de Portugal, mas seria em igualdade de condições, dentro de uma Monarquia transatlântica.
 
 
==== Suécia ====
Por um período de tempo, os franceses cederam a soberania da ilha de São Bartolomeu aos suecos, mas ela acabou sendo devolvida. Saint Barthélemy (1785-1878) foi operado como um porto franco (porto livre). A cidade capital de [[Gustavia]] mantém seu nome sueco.
 
==== Taíno ====
Estas entidades nunca foram reconhecidos ''de jure'' como governos legítimos, mas às vezes ainda assim exerceram um certo grau de controle local ou influência dentro de seus respectivos locais até a morte do "monarca":
 
====James J. Strang====
[[James Strang]], seria o sucessor do [[Movimento dos Santos dos Últimos Dias|Mórmon,]] de [[Joseph Smith Jr.|Joseph Smith, Jr.]], proclamou-se "rei" sobre a sua [[Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Strangita)|igreja]], em 1850, que foi, em seguida, concentrado principalmente na  Ilha Beaver no [[Lago Michigan]]. Em 8 de julho do mesmo ano, ele foi fisicamente coroado em uma elaborada cerimônia de coroação com a coroa, o cetro, o trono, o manto de arminho e peitoral.<ref>Weeks, Robert P. "For His Was the Kingdom, and the Power, and the Glory.</ref> Embora ele nunca tenha alegado legalmente a soberania sobre  a ilha Beaver ou qualquer outra entidade geográfica, Strang controlava (como um membro do Legistativo do Estado de Michigan) para ter seu "reino", constitui-se como um local separado do condado, onde seus seguidores realizao seguiam, a sua palavra era lei. O Presidente dos EUA, [[Millard Fillmore|Millard Fillmore,]] ordenou uma investigação sobre a colônia de Strang, o que resultou no julgamento de Strang em [[Detroit]] por a [[traição]], fraude, [[falsificação]] e outros crimes, mas o júri considerou o "rei" inocente de todas as acusações. Strang, mais tarde, foi assassinado por dois seguidores descontentes em 1856, e o seu reino&#x2014;juntamente com a sua "regalia real"&#x2014;desapareceu.
 
 
==== James Harden-Hickey ====
James Harden-LouHickey erafoi um auto-proclamado [[Príncipe]], que tentou estabelecer o  chamado [[Principado de Trinidad]] em [[Trindade e as Ilhas Martim Vaz|Trindade]] e MIlhas Martim Vaz no [[Oceano Atlântico Sul]] durante o final do século XIX. Embora, inicialmente, ganhandoganhou alguma atençaoatenção emdo jornaisjornal,as mas reivindicações de Hickey foram ignoradas ou ridicularizadasridiculed por outras nações, e as ilhas foram, ocupadas eventualmente, ocupada por forças militares do [[Brasil]] próximo que permanecem lá atépara oso diasdia atuaisatual.
 
==== James J. Strang ====
ames Strang, um suposto sucessor do profeta Mórmon Joseph Smith, Jr., proclamou-se "rei" sobre sua igreja em 1850, que foi então concentrado principalmente na Ilha Beaver no Lago Michigan. Em 8 de julho daquele ano, ele foi fisicamente coroado em uma elaborada cerimônia de coroação completa com coroa, cetro, trono, manto de arminho e peitoral. Embora nunca reivindicasse a soberania legal sobre Beaver Island ou qualquer outra entidade geográfica, Strang conseguiu (como membro da Legislatura do Estado de Michigan) ter seu "reino" constituído como um condado separado, onde seus seguidores mantinham todos os escritórios do condado, e a palavra de Strang era lei. O presidente dos EUA, Millard Fillmore, ordenou uma investigação na colônia de Strang, que resultou no julgamento de Strang em Detroit por traição, transgressão, falsificação e outros crimes, mas o júri considerou o "rei" inocente de todas as acusações. Strang foi eventualmente assassinado por dois seguidores descontentes em 1856, e seu reino - juntamente com sua regalia real - desapareceu.
James Harden-Lou era um auto-proclamado Príncipe, que tentou estabelecer o [[Principado de Trinidad]] em [[Trindade e Martim Vaz|Trindade]] e MIlhas Martim Vaz no Oceano Atlântico Sul durante o final do século XIX. Embora, inicialmente, ganhando alguma atençao em jornais,as reivindicações de Hickey foram ignoradas ou ridicularizadas por outras nações, e as ilhas foram, eventualmente, ocupada por forças militares do [[Brasil]] que permanecem lá até os dias atuais.
 
==== Mateus Dowdy Shiell ====
* [[Confederação do Canadá|Confederação Canadense]]
* [[Lista de monarcas americanos|Lista de monarcas nas Américas]]
* [[Lista dos últimos monarcas nas Américas]]
* [[Monarquias na África]]
* [[Monarquias da Europa|Monarquias na Europa]]
* [[Monarquias na Oceania]]
* [[Monarquismo]]
 
== Notas ==
 
[[Categoria:América]]
[[Categoria:Monarquia]]