Diferenças entre edições de "Rodrigo Constantino"

146 bytes removidos ,  06h13min de 10 de janeiro de 2017
m
Foram revertidas as edições de 177.0.154.247 (usando Huggle) (3.1.22)
(Vírgula após "Rodrigo Constantino dos Santos" na primeira linha do primeiro parágrafo estava incorreta, pois separava sujeito de verbo.)
m (Foram revertidas as edições de 177.0.154.247 (usando Huggle) (3.1.22))
|nome = Rodrigo Constantino
|nome_completo = Rodrigo Constantino dos Santos
|imagem = [[Imagem:Marcel van Hattem e Rodrigo Constantino.jpg|miniatura|Marcel van Hattem à esquerda e Rodrigo Constantino à direita (obviamente)]]
|imagem_tamanho = 250px
|nacionalidade = {{BRAb}} brasileiro
|influências = [[Ludwig von Mises]], [[Friedrich Hayek]], [[Karl Popper]], [[Ayn Rand]], [[isaiah berlin]], [[Mario Vargas Llosa]], [[Thomas Sowell]]
|religião=[[Ateísmo]]<ref>[https://www.institutoliberal.org.br/blog/serie-espiritualidade-e-pensamento-liberal-rodrigo-constantino-ateismoagnosticismo/ Série "Espiritualidade e Pensamento Liberal" - Rodrigo Constantino (Agnosticismo/Ateísmo) - Instituto Liberal]</ref>}}
'''Rodrigo Constantino dos Santos''', ([[Rio de Janeiro]], [[4 de julho]] de [[1976]]) é um [[economista]] e [[colunista]] [[brasileiro]]. É graduado pela [[PUC-RJ]] e possui [[Master of Business Administration|MBA]] pela [[Ibmec (instituição de ensino)|Ibmec]]. Foi articulista da revista "Voto"<ref>{{citar web |url= http://www.revistavoto.com.br/site/noticias_interna.php?id=3781&t=Rodrigo_Constantino_lanca_livro_Privatize_Ja | obra= Revista Voto |título=Rodrigo Constantino lança livro Privatize Já | data=15-11-2012 |acessodata= 20 de novembro de 2013}}</ref>e escreveu regularmente para os jornais "[[Valor Econômico]]" e "[[O Globo]]".<ref>{{citar web|url=http://www.institutomillenium.org.br/author/rodrigo-constantino/|publicado=Instituto Millenium|título=Rodrigo Constantino, Autor em Instituto Millenium}}</ref> A partir de agosto de 2013, passou a escrever também para a revista semanal "[[Veja (revista) |Veja]]".<ref>{{citar web |url= http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/filosofia-politica/texto-inaugural-uma-apresentacao/ |título= Texto inaugural – uma apresentação| primeiro =Rodrigo | último = Constantino| obra =[[Veja (revista) |Veja]] |data= 1 de agosto de 2013 |acessodata= 20 de novembro de 2013}}</ref> Presidente do [[Instituto Liberal]]<ref>{{citar web |url= http://www.blogger.com/profile/09330341852800968799 | obra=Blogger |título=Rodrigo Constantino |publicado= Google | acessodata= 10 de outubro de 2013}}</ref> e um dos fundadores do [[Instituto Millenium]],<ref>{{citar web |url= http://www.imil.org.br/institucional/quem-somos/ | título= Quem Somos |publicado= [[Instituto Millenium]] | acessodata= 10 de outubro de 2013}}</ref> foi considerado em [[2012]] pela revista "[[Época (revista)|Época]]", como um dos "novos trombones da [[Direita política |direita]]" brasileira.<ref>{{citar web | editor = Globo | url= http://revistaepoca.globo.com/ideias/noticia/2012/04/os-novos-trombones-da-direita.html |título=Os novos trombones da direita| primeiro = Paulo | último = Nogueira| obra =[[Época (revista) |Época]]|data= 19 de abril de 2012 |acessodata= 20 de novembro de 2013}}</ref>
Atualmente tem um blog aonde escreve diariamente<ref>{{citar web|url=http://rodrigoconstantino.com/|publicado=Rodrigo Constantino|acessodata=18 de dezembro de 2016|título=Blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda}}</ref> e é colunista na "[[Isto É|IstoÉ]]".<ref>{{citar web|url=http://portalimprensa.com.br/noticias/ultimas_noticias/77927/ex+veja+rodrigo+constantino+estreia+como+colunista+na+istoe|publicado=Portal imprensa|data=22 de julho de 2016|acessodata=31 de julho de 2016|título=Ex-"Veja", Rodrigo Constantino estreia como colunista na “IstoÉ”|autor=Gabriela Ferigato}}</ref><ref>{{citar web|url=http://istoe.com.br/coluna/rodrigo-constantino/|publicado=IstoÉ|acessodata=31 de julho de 2016|título=Rodrigo Constantino}}</ref> Atualmente mantém-se na busca por "[[Ciro Gomes|um bilhão]]", para assim poder embasar seus argumentos em favor de corte de gastos.
 
== Vida acadêmica ==
71 702

edições