Diferenças entre edições de "Kamikaze"

1 byte adicionado ,  02h02min de 20 de janeiro de 2017
Ágeis se escreve com acento agudo no A.
m
(Ágeis se escreve com acento agudo no A.)
== Contexto e surgimento ==
[[Ficheiro:Youngest kamikaze only 17 years old.jpg|thumb|250px|right|Grupo de jovens Kamikazes.]]
A prática de tais ataques suicidas foi inserida em uma época em que os militares do [[Império Japonês]] estavam em crise. No [[Ataque a Pearl Harbor]] em dezembro de 1941 os japoneses tinham a vantagem de possuir os [[Mitsubishi A6M Zero]], caças ageiságeis e manobráveis que representavam uma ameaça aos norte-americanos, mas em 1943 com a introdução do [[F6F Hellcat]] a situação mudou, pois esses caças americanos possuíam uma tecnologia superior a qualquer outro caça japonês, com o uso do [[radar]], novidades táticas e em maiores quantidades, os Estados Unidos conquistou o espaço aéreo. Na [[Batalha do Mar das Filipinas]] nos dias 19 e 20 de junho de 1944, o Império Japonês teve a baixa de cerca de 600 aviões; na [[Batalha de Formosa]]<!--[[:en:Formosa Air Battle]]---> entre 10 a 20 de outubro de 1944, mais 500 aviões japoneses foram perdidos.<ref name="AH">{{Citar periódico | ano = 2013 | mes = Junho | titulo = Kamikazes | jornal = [[Aventuras na História]] | numero = 119 | paginas = 28-37 | autor = Marton, Fábio | editora = [[Editora Abril]] | local = São Paulo }}</ref>
 
Em 19 de outubro de 1944, o vice-almirante [[Takijiro Onishi]] convocou uma reunião formal com vários oficiais e apresentou-lhes seus planos, defendendo o que considerava a única forma pelo qual um pequeno contingente pudesse atacar com grande eficácia, organizando ataques suicidas com os caças [[Mitsubishi A6M Zero]] armados com 250 kg de bombas para atacar porta-aviões inimigos. Assim foi feito, porém nenhum dos oficiais que preparam tais planos se ofereceu para a missão.<ref name="AH"/>
1 633

edições