Abrir menu principal

Alterações

663 bytes adicionados ,  18h58min de 22 de janeiro de 2017
Em 1981, seus avós adotivos a concederam um pequeno fundo fiduciário. Ela usou o dinheiro para viajar para Irlanda, onde estudou teologia por dois semestres na Trinity College.<ref name="courting">{{citar periódico |autor=Iley, Chrissy |url=http://www.timesonline.co.uk/tol/life_and_style/article604615.ece |titulo=Courting disaster |língua=inglês |jornal=The Times |local=Londres |data=22 de outubro de 2006 |acessadoem=23 de janeiro de 2011}} "'I talked one of my mother's gurus, of which she had many, into letting me live with him. He got $3,000 a month from my trust fund, which he'd spend on boys, and I went to the junior high, where my friends were teenage prostitutes. They were so glamorous, I just wanted to hang out with them. Melissa, Melinda and Melody. I ended up going through the juvenile system with them because I got arrested shoplifting a Kiss T-shirt.' She was 13."</ref> No Reino Unido, em Liverpool, ela fez amizade com o músico Julian Cope, e mudou para a casa dele brevemente antes de retornar para os Estados Unidos.<ref>Love, Courtney. "So, he [Hank Harrison] said he'd get me into Trinity in Dublin [Ireland]. So, I took two semesters there. And I started taking photos for Hot Press, and I met eh, Julian Cope one night, and uh, and uh, and uh&nbsp;… these crazy things happened. And he said, "come live in my house" and he gave me his keys." Interview on ''Later&nbsp;… with Jools Holland''. 2 de maio de 1995</ref> Love se mudava constantemente entre Oregon e Califórnia, onde se matriculou na San Francisco State University e no Instituto de Artes de São Francisco, onde teve aulas com George Kuchar. Mais tarde, ela trabalhou como stripper no Japão. Depois de passar um ano no exterior, Love voltou para Portland. Em 1983, ela trabalhou dançarina erótica em [[Taiwan]], mas foi deportada depois que o clube foi fechado pelo governo.
 
Em 1985, Love mandou uma fita com seu teste para interpretar [[Nancy Spungen]] no filme ''[[Sid & Nancy]]'' (1986), e chamou atenção do diretor Alex Cox, que escreveu um pequeno papel para ela no filme.<ref name="vh1" /> Mais tarde, ele a ofereceu o papel principal do filme ''Straight to Hell'' (1987), que contava com diversos ícones do punk e outros atores conhecidos, mas que recebeu críticas negativas. LoveEla retornouchamou aatenção Oregon,de e depois se mudou para[[Andy AnchorageWarhol]], Alasca, onde morou por meses e voltouque a trabalhar como stripperchamou para separticipar sustentar.<refde name="vh1"/><ref name="etrue">{{citarum episódio |série=The E! True Hollywood Story |título=Courtney Love |data=5 de outubro''[[Andy deWarhol's 2003Fifteen |rede=E!}}</ref><ref>{{citar periódico |url=http://wwwMinutes]].nme.com/news/hole/49737 |autor= |titulo=Courtney Love blasts UK music scene and slags off 'America's Ela Sweetheart'também duringfez Oxforduma Unionponta speechno |língua=inglês |data=13clipe de fevereiro"[[I deWanna 2010Be |acessadoem=24Sedated]]", dedos fevereiro de 2011 |jornal=NME |local=Reino[[Ramones]]. Unido}}</ref>
 
Em 1988, Love abandonou sua carreira de atriz e se mudou de Nova York, voltando para Oregon, citando a fama de "subcelebridade" como motivo. Ela voltou a trabalhar como stripper na cidade pequena de McMinville, Oregon, onde foi reconhecida por clientes do bar. Isso a fez entrar em isolamento, então ela se mudou para Anchorage, no Alasca. "Decid me mudar para o Alasca porque precisava tomar vergonha na cara e aprender a trabalhar", Love relembrou. "Então eu fui tipo buscar uma missão de vida. Me livrei de todas as minhas posses e me mudei para um trailer com um monte de strippers."<ref name="vh1" /><ref name="etrue">{{citar episódio |série=The E! True Hollywood Story |título=Courtney Love |data=5 de outubro de 2003 |rede=E!}}</ref><ref>{{citar periódico |url=http://www.nme.com/news/hole/49737 |autor= |titulo=Courtney Love blasts UK music scene and slags off 'America's Sweetheart' during Oxford Union speech |língua=inglês |data=13 de fevereiro de 2010 |acessadoem=24 de fevereiro de 2011 |jornal=NME |local=Reino Unido}}</ref>
 
== Carreira musical ==
Utilizador anónimo