Diferenças entre edições de "Umm al Qaywayn"

22 bytes adicionados ,  12h53min de 24 de janeiro de 2017
m
sem resumo de edição
m
Durante a idade do Bronze (3000-1300 [[Era comum|AEC]]), [[Tribo|tribos]] semi-[[Nomadismo|nómadas]] habitaram com regularidade a região, eles mudavam em grupos de lugar para lugar de modo a [[Caçador-coletor|coletarem]] [[madeira]] da [[Acácia|acácia]] indígena para a [[fundição]] de [[cobre]], este metal era enviado para todos os portos proeminentes e próximos do [[Golfo Pérsico]] sendo [[Umm an-Nar]] uma destas, este comercio e laços com a Mesopotâmia foram regularmente mantidos marcando o comércio do cobre o início de prosperidade da região
 
Durante esta [[Idade do Bronze|idade]] a agricultura floresceu com dados recolhidos que demonstram que havia colheitas abundantes, sendo que o [[trigo]], o [[milho]] e outros [[Cereal|grãos de cereal]] também foram cultivados, onde houvesse água suficiente para irrigação pois crê-se que o clima naquele período era bem mais temperado do que atualmente. Durante o período de [[Umm al-Nar|Cultura de Umm al-Nar]] (entre os 2600-2000 [[Era comum|AEC]]) foram construidos várias torres e fortalezas em alguns pontos do território de Umm al Qaywayn, sendo os mais comuns associados a este Emirado os túmulos fortaleza circulares<ref>{{citar web|url=http://www.thenational.ae/uae/tourism/dh250m-for-mleiha-archaeological-project |titulo=Dh250m for Mleiha archaeological project |data=24 de Janeiro de 2016| publicado=The National |acessodata=22 September 2016}}</ref>.
 
===História Moderna===
5 518

edições