Diferenças entre edições de "Jurubeba Leão do Norte"

14 bytes adicionados ,  21h34min de 27 de janeiro de 2017
(→‎História: País e Estado, quando subtituído pelo nome próprio do mesmo, sempre grafa-se com maiúscula.)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
 
== História ==
A Jurubeba Leão do Norte foi criada em 1920, por Paulo da Costa Lima e Sinval Costa Lima, em [[Feira de Santana]], inicialmente vendida em [[farmácia]]s como [[digestivo|tônico estomacal]] (digestivo), [[estimulante sexual]] e substânciacomo medicamento auxiliar contra outros males, como [[febre amarela]] (devido às propriedades medicinais da jurubeba).<ref name=Correio_24_hr/><ref name=Ibahia>{{citar web|url=http://blogs.ibahia.com/a/blogs/memoriasdabahia/2013/09/18/jurubeba/|título=Jurubeba Leão do Norte: foi o marketing que lhe deu vida|autor=Nélson Cadena|acessodata=26 de janeiro de 2017}}</ref><ref name=Google_Livros>{{citar web|url=https://books.google.com.br/books?id=uJ2p__JpvY0C&pg=PT121&lpg=PT121&dq=jurubeba+le%C3%A3o+do+norte&source=bl&ots=-F-Y5ihSaw&sig=VZapkxvCyJ9Ylo3RLNghvH3b4og&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwi6y_r7-N_RAhUHkZAKHTz_DxM4UBDoAQhKMAk#v=onepage&q=jurubeba%20le%C3%A3o%20do%20norte&f=false|título=Bahia de Todos os Santos|autor=Jorge Amado|acessodata=26 de janeiro de 2017}}</ref> Em 1932, a [[fábrica]] foi transferida para [[Simões Filho]].<ref name=REA>{{citar web|url=https://www.espacoacademico.com.br/042/42cherold.htm|título=Entre o Açúcar e o Petróleo:Bahia e Salvador, 1920-1960|autor=Cecília T. Teradaira; Williamson|acessodata=26 de janeiro de 2017}}</ref> Em 1937, o então responsável pela fábrica, Epaminondas Costa e Lima, valendo-se de sua [[agência de publicidade]], começou a investir em divulgação, como anúncios, campanhas e pontos de vendas (PDV). Atualmente, o produto é apreciado em diversas localidades do País, principalmente no Nordeste.<ref name=Ibahia/>
 
== Ver também ==