Diferenças entre edições de "Corpo negro"

11 bytes removidos ,  21h59min de 31 de janeiro de 2017
O objeto não é mais hipotético. Já há experimentos reais com corpo negro
(→‎Exemplos de emissão de corpo negro: Incluída ligação interna)
(O objeto não é mais hipotético. Já há experimentos reais com corpo negro)
[[Imagem:Corpo negro.svg|thumb|À medida que a temperatura diminui, o pico da curva da radiação de um corpo negro se desloca para menores intensidades e maiores comprimentos de onda. O gráfico de emissão de radiação de um corpo negro também é comparado com o modelo clássico de Rayleigh e Jeans.]]
Na [[Física]], um '''corpo negro''' é um objeto hipotético que absorve toda a [[radiação eletromagnética]] que nele incide: nenhuma luz o atravessa e nem é refletida. Um corpo com essa propriedade, em princípio, não poderia ser visto, daí o nome corpo negro.<ref name ="oliveira_saraiva">{{Citar livro |último1= Oliveira |primeiro1=Kepler |último2=Saraiva |primeiro2=Maria de Fátima |título= Astronomia e Astrofísica |editora= Livraria da Física |local=São Paulo |ano= 2004 |isbn=85-88325-23-3}}</ref> Apesar do nome, corpos negros emitem [[radiação]], o que permite determinar sua [[temperatura]]. Em [[equilíbrio termodinâmico]], um corpo negro ideal irradia [[energia]] na mesma taxa que a absorve <ref name ="oliveira_saraiva"/>, sendo essa uma das propriedades que o tornam uma fonte ideal de [[radiação térmica]]<ref name ="eisberg_resnick">{{Citar livro |último1=Eisberg |primeiro1=Robert |último2=Resnick |primeiro2=Robert |título= Física Quântica |editora=Elsevier |ano= 1979 |isbn= 85-700-1309-4 }}</ref>. Na natureza não existem corpos negros perfeitos, já que nenhum objeto consegue ter absorção e emissão perfeitas.
 
Independente da sua composição, verifica-se que todos os corpos negros à mesma temperatura T emitem radiação térmica com mesmo [[Espectro eletromganético|espectro]]. Do mesmo modo, todos os corpos, com temperatura acima do [[zero absoluto]], emitem radiação térmica. Conforme a temperatura da fonte luminosa aumenta, o espectro de corpo negro apresenta picos de emissão em menores [[Comprimento de onda|comprimentos de onda]], partindo das [[Onda de rádio|ondas de rádio]], passando pelas [[micro-ondas]], [[infravermelho]], [[luz visível]], [[ultravioleta]], [[raios x]] e [[radiação gama]]. Em [[temperatura ambiente]] (cerca de 300 [[Kelvin (unidade)|K]]), corpos negros emitem na região do infravermelho do espectro. À medida que a temperatura aumenta algumas centenas de [[Grau Celsius|graus Celsius]], corpos negros começam a emitir radiação em comprimentos de onda visíveis ao olho humano (compreendidos entre 380 a 780 [[nanometro]]s). A cor com maior comprimento de onda é o vermelho, e as cores seguem como no [[arco-íris]], até o violeta, que tem o menor comprimento de onda do espectro visível.
Utilizador anónimo