Sicília (província romana): diferenças entre revisões

30 bytes adicionados ,  13h54min de 3 de fevereiro de 2017
sem resumo de edição
Os povos mais antigos da Sicília eram os [[sicanos]], ao centro da ilha, e os [[sículos]], na parte oriental. Estes últimos, provavelmente oriundos do continente, empurraram para oeste os ocupantes originais da ilha e deram o nome à região.
 
A Sicília foi colonizada por [[fenícios]], [[cartagineses]] e [[gregos]], que deixaram diversos vestígios, como o [[Teatro Antigo de Taormina|teatro grego]] de [[Taormina]], os templos de [[Segesta]], [[Agrigento]] e [[Selinunte]]. Foi, posteriormente, governada por príncipes chamados "tiranos", dentre os quais os mais conhecidos foram [[Dionísio, o Velho]], e [[Dionísio, o Jovem]] (quem acolheu o filósofo [[Platão]]).
 
A ilha desempenhou um papel importante, dos pontos de vista estratégico e econômico, durante as duas primeiras [[Guerras Púnicas]]. Caiu nas mãos dos romanos ao fim da Primeira Guerra Púnica, tornando-se a primeira província romana. O rei [[Hierão]] de Siracusa permaneceu como um aliado fiel dos romanos.
1 674

edições