Diferenças entre edições de "Cúpula"

1 byte removido ,  10h13min de 10 de fevereiro de 2017
m (Foram revertidas as edições de 150.163.129.192 para a última revisão de Renato de carvalho ferreira, de 08h09min de 16 de outubro de 2015...)
Uma inovação espetacular, base do estilo [[barroco]], é a ''cúpula oval''. Apesar de ser identificada em [[catedral|catedrais]] de [[Bernini]] e [[Francesco Borromini|Borromini]], sua primeira versão foi construída por [[Giacomo Barozzi da Vignola|Vignola]] para uma pequena [[capela]] chamada Sant'Andrea, encomendada em [[1552]] pelo [[Papa Júlio III]].
 
Três cúpulas que tiveram muita influência em arquiteturas posteriores foram as de Santa Sofia em [[Constantinopla]], o [[Domo da Rocha]] em [[Jerusalém]] e o [[Panteão de Roma]]. Na arquitetura ocidental, asa cúpulas de maior influência desde o período renascentista foram a [[Basílica de São Pedro]] no [[Vaticano]] e a de [[Jules Hardouin-Mansart]] em [[Paris]]. A cúpula da [[Catedral de São Paulo (Londres)|Catedral de São Paulo]], em [[Londres]], foi uma inspiração do [[Capitólio dos Estados Unidos|Capitólio]] em [[Washington, DC|Washington]].
 
Em [[Língua italiana|italiano]], uma [[catedral]] é geralmente chamada um ''domo'', não porque tantas possuem tal estrutura na sua arquitetura, mas porque em [[latim]] ''domus'' significa "lar" ("o lar de Deus"). Uma cúpula é uma marca de um palácio ambicioso. A primeira cúpula residencial foi a de [[Nero]], construída após o grande fogo de Roma em [[64 a.C.]].
Utilizador anónimo