Diferenças entre edições de "Ocapi"

12 bytes removidos ,  22h49min de 20 de fevereiro de 2017
Correção das fontes
(Correção das fontes)
=== Evolução ===
[[Ficheiro:Okapi_Giraffe_Neck.png|miniaturadaimagem|Apesar da grande diferença no comprimento do pescoço, o ocapi (esquerda) e a girafa (direita) têm sete vértebras cervicais.]]
Os primeiros membros de Giraffidae apareceram primeiramente no Miocene adiantado em África, tendo divergido superficialmente do veado [[Climacoceratidae|climacoceratids]]. Giraffids se espalharam na Europa e Ásia por Mioceno médio em uma primeira [[Radiação adaptativa|radiação]]. Outra radiação começou no Plioceno mas foi terminada por um declínio na diversidade no [[Pleistoceno|Pleistocene]].<ref name="finlayson">{{cite book|last1=Finlayson|first1=Clive|title=Neanderthals and Modern Humans : An Ecological and Evolutionary Perspective|date=2009|publisher=Cambridge University Press|location=Cambridge|isbn=0521121000|page=25|edition=Digitally printed}}</ref> Vários giraffids primitivos importantes existiram mais ou menos contemporaneamente no Miocene (23-10 milhão anos atrás), incluíndo Canthumeryx, Giraffokeryx, Palaeotragus e Samotherium. De acordo com a paleontóloga e autora Kathleen Hunt, Samotherium dividiu-se em Ocapia (18 milhões de anos atrás) e Giraffa (12 milhões de anos atrás).<ref>{{cite web|author=Hunt, Kathleen|title=Transitional Vertebrate Fossils FAQ Part 2C|publisher=TalkOrigins|url=http://www.talkorigins.org/faqs/faq-transitional/part2c.html#arti|accessdate=April 28, 2015}}</ref> No entanto, outro autor J. D. Skinner argumentou que Canthumeryx deu origem ao ocapi e a girafa através dos últimos três gêneros e que o ocapi é a forma existente de Palaeotragus<ref>{{cite journal|last1=Mitchell|first1=G.|last2=Skinner|first2=J.D.|title=On the origin, evolution and phylogeny of giraffes Giraffa camelopardalis|journal=Transactions of the Royal Society of South Africa|volume=58|issue=1|year=2003|url=https://tsjok45.files.wordpress.com/2012/12/giraffeevolution.pdf|doi=10.1080/00359190309519935|pages=51–73}}</ref> O ocapi é por vezes referido como um exemplo de um fóssil vivo, uma vez que tem existido como uma espécie durante um longo período de tempo geológico, e morfologicamente se assemelha a formas mais primitivas (por exemplo, Samotherium).<ref name="prothero2prothero" /><ref>{{cite journal|url=https://news.google.com/newspapers?nid=1499&dat=19570624&id=wAMkAAAAIBAJ&sjid=kCUEAAAAIBAJ&pg=6731,2170969|title=Why Is the Okapi Called a Living Fossil|journal=The Milwaukee Journal|date=24 June 1954}}</ref>
 
Um estudo publicado em 2016 descobriu que o antepassado comum da girafa e do ocapi viveu cerca de 11,5 milhões de anos atrás.<ref>{{cite journal|last1=Agaba|first1=M.|last2=Ishengoma|first2=E.|last3=Miller|first3=W.C.|last4=McGrath|first4=B.C.|last5=Hudson|first5=C.N.|last6=Bedoya Reina|first6=O.C.|last7=Ratan|first7=A.|last8=Burhans|first8=R.|last9=Chikhi|first9=R.|last10=Medvedev|first10=P.|last11=Praul|first11=C.A.|last12=Wu-Cavener|first12=L.|last13=Wood|first13=B.|last14=Robertson|first14=H.|last15=Penfold|first15=L.|last16=Cavener|first16=D.R.|title=Giraffe genome sequence reveals clues to its unique morphology and physiology|journal=[[Nature (journal)|Nature]]|date=May 2016|volume=7|pages=11519|doi=10.1038/ncomms11519|pmid=27187213|pmc=4873664}} {{open access}}</ref>
[[Ficheiro:Okapi_tongue.jpg|miniaturadaimagem|A língua longa do okapi]]
[[Ficheiro:Okapi_and_calf_at_White_Oak.jpg|miniaturadaimagem|Um ocapi está ao lado do seu bezerro na White Oak Conservation.]]
Ocapis são principalmente diurnos, mas podem estar ativos por algumas horas na escuridão.<ref>{{cite journal|last1=Lusenge|first1=T.|last2=Nixon|first2=S.|title=Conservation status of okapi in Virunga National Park|journal=DRC, Zoological Society of London|date=2008}}</ref> Eles são essencialmente solitários, unindo-se apenas para se reproduzir. Eles têm intervalos domésticos sobrepostos e ocorrem tipicamente em densidades de cerca de 0,6 animais por kilômetro quadrado.<ref name="adw2"adw>{{cite web|last1=Palkovacs|first1=E.|title=Okapi ''Okapia johnstoni''|url=http://animaldiversity.org/site/accounts/information/Okapia_johnstoni.html|website=Animal Diversity Web|publisher=University of Michigan Museum of Zoology|accessdate=17 April 2015}}</ref> Machos com intervalos domésticos de {{convert|13|km2|sqmi|abbr=on}} enquato a fêmeas tem intervalos domésticos de {{convert|3|-|5|km2|sqmi|abbr=on}}. Os machos migram continuamente, enquanto as fêmeas são sedentárias.<ref name="hart" /> Machos frequentemente marcam territórios e arbustos com a sua urina, enquanto as fêmeas usam locais comuns de defecação. Higiene é uma prática comum, focada nos lóbulos das orelhas e no pescoço. Ocapis esfregam muitas vezes o pescoço contra as árvores, deixando um [[exsudato]] marrom.<ref name="bodmer2bodmer" />
 
O macho protege seu território, mas permite que as fêmeas passem pelo domínio para se alimentar. Os machos visitam faixas de origem feminina no momento da reprodução.<ref name="kingdon2kingdon" /> Embora geralmente tranquilo, o ocapi pode chutar e com a cabeça bater na bunda para mostrar agressividade. Como as cordas vocais são pouco desenvolvidas, a comunicação vocal é restrita principalmente a três sons - "chuff" (chamadas de contato utilizadas por ambos os sexos), "gemido" (por mulheres durante o namoro) e "bleat" (por crianças sob estresse). Os indivíduos podem se envolver na resposta de Flehmen, uma expressão visual em que o animal ondula para trás seus lábios superiores, exibe os dentes e inala pela boca por alguns segundos. O leopardo é o principal predador do ocapi.<ref name="bodmer2bodmer" />
 
=== Dieta ===
Okapis são herbívoros, alimentando-se de folhas e brotos de árvores, gramíneas, samambaias, frutas e fungos. Eles preferem alimentar no intervalo de queda de árvores. Os alimentos básicos de arbustos e lianas. Os principais constituintes da dieta são espécies lenhosas, dicotiledóneas; Como plantas monocotiledóneas não são consumidas regularmente. Na floresta de Ituri, as espécies de plantas de Acanthaceae, Ebenaceae, Euphorbiaceae, Flacourtiaceae, Loganiaceae, Rubiaceae e Violaceae.<ref name="bodmer2bodmer" /><ref name="hart" />
 
=== Reprodução ===
Os ocapis fêmeas tornam-se sexualmente maduros em aproximadamente um ano e meio de idade, enquanto os machos atingem a maturidade após dois anos. Rotina nos machos e [[estro]] em mulheres não depende da estação. Em cativeiro, ciclos de estro recorrem a cada 15 dias. Em cativeiro, ciclos de estro recorrem a cada 15 dias.<ref name="kingdon2kingdon" /><ref name="reproduction">{{cite journal|last1=Schwarzenberger|first1=F|last2=Rietschel|first2=W|last3=Matern|first3=B|last4=Schaftenaar|first4=W|last5=Bircher|first5=P|last6=Van Puijenbroeck|first6=B|last7=Leus|first7=K|title=Noninvasive reproductive monitoring in the okapi (''Okapia johnstoni'')|journal=Journal of zoo and wildlife medicine : official publication of the American Association of Zoo Veterinarians|date=December 1999|volume=30|issue=4|pages=497–503|pmid=10749434}}</ref> O macho e a fêmea começam o namoro fazendo círculos, cheirando e lambendo uns aos outros. O macho mostra seu domínio estendendo seu pescoço, jogando sua cabeça e protrusão uma perna para frente. Isto é seguido por montagem e copulação.<ref name="grzimek2grzimek" />
 
O período gestacional é de cerca de 440 a 450 dias de duração, após o que geralmente um único bezerro nasce, pesando 14-30 kg (31-66 lb). O úbere da mulher grávida começa a inchar dois meses antes do parto e podem ocorrer descargas vulvares. Parto leva 3-4 horas, e a fêmea fica durante todo este período, embora ela pode descansar durante breves intervalos. A mãe consome o pós-parto e cuida intensamente do bebê. Seu leite é muito rico em proteínas e pobre em gordura.<ref name="kingdon2kingdon" />
 
Como em outros ruminantes, o bebê pode ficar dentro de 30 minutos do nascimento. Embora geralmente semelhante aos adultos, bezerros recém-nascidos têm cílios postiços, uma longa crina dorsal e longos cabelos brancos nas listras. Esses recursos desaparecem gradualmente e dar lugar à aparência geral dentro de um ano. Os juvenis são mantidos escondidos, e a amamentação ocorre com pouca frequência. A taxa de crescimento dos bezerros é sensivelmente elevada nos primeiros meses de nascimento, após o que diminui gradualmente. Juvenis começam a tomar alimentos sólidos a partir de três meses, e o desmame ocorre em seis meses. O desenvolvimento do chifre em machos demora um ano após o nascimento. A vida média do ocapi é de 20 a 30 anos.<ref name="bodmer2bodmer" />
 
== Habitat e distribuição ==