Abrir menu principal

Alterações

1 275 bytes adicionados ,  22h08min de 22 de fevereiro de 2017
Inserindo informações
A ponte Hercílio Luz é a maior [[ponte pênsil]] do [[Brasil]] e possui o 132º maior vão pênsil do mundo. Teve sua construção iniciada em {{Dtlink|14|11|1922}} e foi inaugurada em {{Dtlink|13|5|1926}}. A ponte tem {{Fmtn|821.005|[[Metro|m]]}} de comprimento total, sendo formada pelos viadutos de acesso do continente, com {{Fmtn|222.504|m}}, da ilha, com {{Fmtn|259.08|m}}, e pelo vão central pênsil, que tem {{Fmtn|339.471|m}} de extensão.<ref name="deinfra">{{Citar web|url=http://www.deinfra.sc.gov.br/jsp/informacoes_sociedade/ponte_HercilioLuz.jsp|título=Histórico da Ponte Hercílio Luz|publicado=Departamento Estadual de Infraestrutura de Santa Catarina|acessodata=22 de fevereiro de 2017}}</ref>
 
A estrutura de [[aço]] tem o peso aproximado de {{Fmtn|cinco mil |[[Tonelada|toneladas]]}}, e os alicerces e [[pilar]]es consumiram {{Fmtn|14250|[[Metro cúbico|m³]]}} de concreto. As duas [[torre]]s principais têm {{Fmtn|74.21|m}} de altura. O vão pênsil tem uma altura média de {{Fmtn|30.86|m}} em relação ao nível do mar e a carga total nas cadeias de barras de olhal é de {{Fmtn|4000|toneladas-força}}.<ref name="deinfra"/><ref name="Narbal">{{Citar web|url=http://www.narbal.ecv.ufsc.br/Curiosas/HIST%C3%93RICO%20DA%20PONTE%20HERC%C3%8DLIO%20LUZ.pdf|formato=PDF|título=Histórico da Ponte Hercílio Luz|primeiro=Narbal A|último=Marcellino|publicado=Departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal de Santa Catarina|acessodata=22 de fevereiro de 2017}}</ref>
 
O mirante situado à cabeceira insular proporciona uma das mais belas vistas panorâmicas do centro da cidade. Na área também estão situados o [[Museumuseu da Ponte]] e o [[Parque da Luz (Florianópolis)|parque da Luz]].
 
== História ==
Desde o princípio, o processo de financiamento foi complicado. O primeiro banco que havia emprestado os 20 mil contos de réis ao governo catarinense faliu. Assim, um novo empréstimo teve que ser obtido, atrasando as obras. Além disso, uma manobra dos banqueiros norte-americanos fez com que o Estado de Santa Catarina se responsabilizasse por dívidas da instituição falida. Ao final, o custo atingiu 14 milhões 478 mil 107 contos e 479 réis — praticamente o dobro do orçamento do Estado à época.
 
===TombamentoInterdições===
A necessidade de se averiguar o estado da ponte Hercílio Luz tornou-se óbvia com a ruína de uma ponte de concepção estrutural similar sobre o rio Ohio, entre Point Pleasant e Gallipolis, nos EUA, que causou a morte de 46 pessoas em 1967.<ref name="Narbal"/>
[[Imagem:Ponte Hercílio Luz, Florianópolis.jpg|miniatura|direita|Detalhes estruturais.]]
 
Perícia realizada em {{Dtlink|3|12|1981}} pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT) verificou que as barras de olhal estavam deterioradas, o que comprometia a segurança de seus transeuntes.<ref name="deinfra"/> A descoberta de uma trinca de 5cm de abertura no olhal de uma das barras localizada na altura do topo do pilar do lado sul da ilha fez com que o departamento de Estradas de Rodagem do Estado levasse a recomendação do relatório do IPT a cabo, interditando a ponte ao tráfego pela primeira vez em {{Dtlink|22|01|1982}}.<ref name="Narbal"/> Na época a ponte absorvia {{Fmtn|43.8|%}} do tráfego de veículos.<ref name="deinfra"/> A segunda ponte, ponte Colombo Salles, aberta ao tráfego em março de 1975, passou a ser a única ligação da ilha ao continente.<ref name="Narbal"/>
Desde que foi fechada, em [[1982]], por medida de segurança, a Ponte Hercílio Luz serviu apenas de cartão postal, como ponto de referência e para embelezamento da cidade. Reaberta em {{Dtlink|15|3|1988}} somente ao tráfego de pedestres, bicicletas, motocicletas e veículos de tração animal, foi novamente fechada por completo em {{Dtlink|4|7|1991}}, depois que um relatório de análise de viabilidade da reabertura do tráfego da ponte foi apresentado em fevereiro de [[1990]].
 
Posteriormente, em {{Dtlink|15|3|1988}}, a ponte foi reaberta ao tráfego para pedestres, bicicletas, motocicletas e veículos de tração animal. Em fevereiro de 1990 foi concluída a primeira etapa da análise de viabilidade da reabertura da ponte ao tráfego, o que levou à segunda interdição da mesma, em {{Dtlink|15|7|1991}}. A subsequente retirada do piso asfáltico do vão central resultou em um alívio da ordem de {{Fmtn|400|[[Tonelada|toneladas]]}} na carga suportada pela ponte.
O pesadelo do desabamento tornou-se constante na vida das pessoas. Esse temor, entretanto, foi eliminado justamente no dia em que a ponte completou 71 anos de idade. A obra clássica da engenharia internacional foi tombada como patrimônio histórico e artístico.
 
===Tombamento===
O mirante situado à cabeceira insular proporciona uma das mais belas vistas panorâmicas do centro da cidade. Na área também estão situados o [[Museu da Ponte]] e o [[Parque da Luz (Florianópolis)]].
[[Imagem:Ponte Hercílio Luz, Florianópolis.jpg|miniatura|direita|Detalhes estruturais.]]
A ponte Hercílio Luz foi tombada como patrimônio histórico, artístico e arquitetônico do município de Florianópolis em {{Dtlink|4|8|1992}} através do decreto de número 637/92. Na data em que comemoraram-se os 71 anos de sua construção, {{Dtlink|13|5|1997}}, o tombamento da ponte Hercílio Luz foi homologado pelo governo estadual através do decreto de número 1830.<ref name="deinfra"/>
 
===Restauração===
6 296

edições