Abrir menu principal

Alterações

17 bytes adicionados ,  15h46min de 15 de março de 2017
m
correção de ligação, typos fixed: Icones → Ícones utilizando AWB
== Filogenia ==
Segundo o estudo preliminar sobre a filogenia de Pleurothallidinae citado acima, o qual não trata especificamente da morfologia, e de fato pouca importância lhe atribui, podemos dividir preliminarmente os gêneros em oito grupos segundo sua evolução, com a ressalva de que alguns dos grupos apresentam limites obscuros ou diferentes conformes as análises. Neste trabalho, Pridgeon ''et al.'' sugerem a eliminação de diversos gêneros propostos por Luer alegando que os caracteres morfológicos utilizados para sua separação não são suficientes para validar esses gêneros pois não refletem a evolução das espécies mas apenas os caracteres morfológicos por si mesmos, muitos destes encontrados em outras espécies e gêneros. Como adotamos a posição conservadora de que a morfologia das espécies deva, sempre que possível, também ser refletida pelo sistema taxonômico, estamos retendo aqui estes gêneros até que exista consenso na comunidade científica. Considerando-se aceitos os gêneros propostos por Luer seu número sobe a mais de 120.
 
 
''Apoda-prorepentia'' foi proposto por [[Carlyle August Luer]] em ''Monographs in Systematic Botany from the Missouri Botanical Garden 95: 255'', em 2004, ao elevar o subgênero ''Apoda-Prorepentia'' de ''[[Pleurothallis]]'', por ele mesmo proposto em 1986, à categoria de gênero. Sua [[espécie tipo]] foi originalmente descrita por [[Sw.|Olov Swarts]] como ''Epidendrum testifolium''. O nome refere-se ao fato de serem espécies reptantes mais ou menos pendentes com [[flor]]es cuja [[coluna]] não apresenta prolongamento podiforme. Além das características acima referidas, estas espécies são algo variáves, agrupadas mais pelas suas diferenças de outros grupos que pelas semelhanças entre si. Apresentam curtos ramicaules caídos ou pendentes, com grandes [[Folha (botânica)|folha]]s também algo pendentes. As flores, bastante diversas, brotam de grande espata, frequentemente inflada, não raro permanecendo escondidas dentro da mesma. Algumas de suas espécies estão distribuídas por outros gêneros, segundo a filogenia molecular. Correntemente o gênero é considerado um sinônimo de ''Pleurothallis''.
** ''[[Loddigesia]]''
** ''[[Lomax]]''
 
* '''Subclado Pabstiella''': espécies de morfologia floral muito variada:
** ''[[Pabstiella]]''
 
* '''Subclado Pleurothallis''': espécies afins do tipo de Pleurothallis:
** ''[[Acronia]]''
** ''[[Dryadella]]''
** ''[[Andinia]]''
 
* '''Subclado: Specklinia'''
** ''[[Specklinia]]''
* ''[[Ancipitia]]''
* ''[[Antilla]]''
* ''[[Colombiana (planta)|Colombiana]]''
* ''[[Cucumeria]]''
* ''[[Empusella]]''
 
== Referências gerais ==
* Luer, Carlyle A.: IconesÍcones Pleurothallidinarum (sistemática de Pleurothallidinae), volumes I a XIX, Missouri Botanical Garden (1978-2007).
* Pridgeon, A.M., Cribb, P.J., Chase, M.A. & Rasmussen, F. eds. (2006). Genera Orchidacearum 4 - Epidendroideae (Part 1). Oxford Univ. Press.
* {{Link||2=http://www.loujost.com/DNAFrameset/DNAanalysisDocument.htm |3=DNA-based reclassification of the Pleurothallidinae}}
102 766

edições