Diferenças entre edições de "João Gaspar Simões"

154 bytes removidos ,  17h47min de 18 de março de 2017
WP:CITE + WP:ÓNUS Desfeita a edição 48303936 de Orlando F
(WP:CITE + WP:ÓNUS Desfeita a edição 48303936 de Orlando F)
Filho de João Simões, grande comerciante da Figueira da Foz, e de Constança Neto Gaspar, doméstica, foi baptizado a 18 de julho de 1903.<ref>Assento de baptismo nº 83/1903, cota 404, São Julião da Figueira da Foz.</ref> Fez a instrução básica na sua terra natal, a [[Figueira da Foz]] e a partir dos 11 anos frequentou como interno o Colégio Lyceu Figueirense (1914), terminando o ensino liceal em [[Coimbra]], no Liceu José Falcão.
 
{{carece de fontes2|Em 1921 matriculou-se na [[Faculdade de Direito de Coimbra]] mas interrompeu por diversas vezes o curso, que só concluiu no ano de 1932.}} Nunca exerceu profissão na área jurídica, mas tinha o sonho de ser diplomata.<ref name="DN_07">{{citar web |autor=FIGUEIREDO, Leonor |título= Gaspar Simões, o temido 'homo criticus' de Lisboa |publicado=''Diário de Notícias'' |data=06-01-2007 |URL=http://www.dn.pt/inicio/interior.aspx?content_id=650891&page=-1 |arquivodata=2014-06-11 |arquivourl=<!--http://archive.is/T4H2E--> |acessodata=2014-06-11}}</ref> Casou-se em 1926 com Mécia de Vasconcelos Gonçalves Neves, tendo-lhes nascido uma filha, Maria Joana Gaspar Alpuy. O casal divorciou-se em 1961.
 
Durante os seus anos de estudo fundou algumas revistas literárias de grande importância para a cultura portuguesa: de 1924 a 1925 a revista ''[[Tríptico (revista)|Tríptico]]'', com [[Branquinho da Fonseca]] (seu condiscípulo dos tempos do liceu) e [[Vitorino Nemésio]], entre outros; nos seus 9 números colaboraram também [[Aquilino Ribeiro]], [[José Régio]], [[Alberto de Serpa]], [[Raul Brandão]] e [[Teixeira de Pascoaes]]; e de 1927 a 1940 foi um dos fundadores<ref name="DN_07"/> e dirigiu até ao seu último número (56) a revista ''[[Presença (revista)|Presença]]'', em parceria com [[José Régio]], [[Adolfo Casais Monteiro]] e [[Branquinho da Fonseca]], que estaria na origem do movimento literário do mesmo nome, também chamado Segundo Modernismo, que viria a ter enorme influência na literatura portuguesa. Foram colaboradores doutrinários do "presencismo", entre outros, [[Delfim Santos]], [[Alberto de Serpa]], [[Luís de Montalvor]], [[Mário Saa]], [[Raul Leal]] e [[António Botto]]. A ação dos 'presencistas' foi fundamental para o estudo e valorização do [[Geração d’Orpheu|Primeiro Modernismo]] de [[Fernando Pessoa]], [[Mário de Sá-Carneiro]] e [[Almada Negreiros]]. Também colaborou nas revistas ''[[Princípio (1930)|Princípio]]'' <ref >{{Citar web |autor=Rita Correia |data=11 de dezembro de 2008 |título=Ficha histórica:Princípio : publicação de cultura e política (1930) |url=http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/FichasHistoricas/Principio.pdf |publicado=[[Hemeroteca Municipal de Lisboa]] |acessodata=27 de março de 2015}}</ref> (1930) e ''[[Sudoeste (revista)|Sudoeste]]'' <ref >{{Citar web |autor=Rita Correia |data=18 de maio de 2011 |título=Ficha histórica: Sudoeste : cadernos de Almada Negreiros (1935)|url= http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/FichasHistoricas/Sudoeste.pdf|formato=pdf |publicado=[[Hemeroteca Municipal de Lisboa]] |acessodata=05 de novembro de 2015}}</ref> (1935) e ainda na revista ''[[Mundo Literário]]'' <ref >{{Citar web |autor=Helena Roldão |data=27-01-2014 |título=Ficha histórica: Mundo literário : semanário de crítica e informação literária, científica e artística (1946-1948). |url= http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/FichasHistoricas/MundoLiterario.pdf|formato=pdf |publicado=[[Hemeroteca Municipal de Lisboa]] |acessodata=03 de Novembro de 2014}}</ref> (1946-1948) na qual se encontram alguns ensaios, contos e críticas literárias da sua autoria.
Proferiu numerosas conferências sobre literatura em Portugal e no Brasil e em várias cidades europeias, tendo participado como orador convidado no ''First International Symposium on Fernando Pessoa'' realizado em 1977 na [[Brown University]], Providence, USA, e no ''Second International Symposium on Fernando Pessoa'' em 1983, na [[Vanderbilt University]], Nashville, USA.
 
Em 1981 foi-lhe atribuído o grau de Grande-Oficial da [[Ordem Militar de Sant'Iago da Espada]].<ref>{{citar web |url=http://www.ordens.presidencia.pt/?idc=153 |título=Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas|autor=|data=|publicado=Presidência da República Portuguesa |acessodata=2014-06-11 |notas=Resultado da busca de "João Gaspar Simões".}}</ref> Foi sócio correspondente da [[Academia Brasileira de Letras]]<ref>{{citar web |URL= http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=12 |título=Sócios Correspondentes e Patronos |publicado=Academia Brasileira de Letras |arquivodata=30-06-2012 |arquivourl=<!--http://archive.is/r8IT--> |acessodata=2014-06-11}}</ref> e colaborador da [[Enciclopédia Britânica]]. De 1954 a 1968 foi sua companheira de vida e de trabalhos literários a escritora [[Isabel da Nóbrega]].<ref>[http://www.infopedia.pt/$isabel-da-nobrega Isabel da Nóbrega na Infopedia]</ref>
 
De 1954 a 1968 teve uma ligação com a escritora [[Isabel da Nóbrega]], também sua colaboradora literária.<ref>[http://www.infopedia.pt/$isabel-da-nobrega Isabel da Nóbrega na Infopedia]</ref>
 
João Gaspar Simões morreu a 6 de Janeiro de 1987, em Lisboa.
4 345

edições