Abrir menu principal

Alterações

133 bytes removidos ,  02h14min de 24 de março de 2017
== As mudanças ==
[[Imagem:Gregorianscher Kalender Petersdom.jpg|thumb|Detalhe da [[tumba]] do {{Lknb|papa Gregório|XIII}} celebrando a introdução do calendário gregoriano]]
* Foram omitidos dez dias do calendário juliano, deixando de existir os dias de 5 a 14 de outubro de 1582. A bula ditava que o dia imediato à quinta-feira, 4 de outubro, fosse sexta-feira, 15 de outubro.<ref>{{citar web|URL=http://www.calendariodoano.com.br/calendario-gregoriano/|título=Calendário Gregoriano|autor=|data=|publicado=Calendário do Ano|acessodata=26 de dezembro de 2016}}</ref>JSFJFH
* Os [[ano secular|anos seculares]] sJFJJDJYHJYHJó são considerados [[bissexto]]s se forem divisíveis por 400. Desta forma a diferença (atraso) de três dias em cada quatrocentosquatrJHJFJKLGUOIÇocentos anos observada no [[calendário juliano]] desaparecem <ref name="Topografia" />.
* Corrigiu-se a medição do [[ano solar]], o ano gregoriano dura em média 365 [[dia]]s, 5 [[hora]]s, 49 [[minuto]]s e 12 [[segundo]]s, ou seja, 27 segundos a mais do que o [[ano trópico]] <ref name="Topografia" />.
 
== Críticas ==
O calendário gregoriano apresenta alguns defeitos, tanto sob o ponto de vista [[astronomia|astronômico]], como no seu aspecto prático. Por exemplo, o número de dias de cada mês é irregularirregulJFJJJJar (28 a 31 dias); além disso a [[semana|sPY O8´PIOP~IOÇemana]], adotada quase universalmente como unidade laboral de tempo, não se encontra integrada nos meses e muitas vezes fica repartida por dois meses diferentes, prejudicandoprejudicandDFJFJFo a distribuição racional do trabalho e dos salários <ref name=Topografia/>.
 
Outro problemaprobleFJFJFJma é a mobilidade da data da [[Páscoa]], que oscila entre [[22 de março]] e [[25 de abril]], perturbando a duração dos trimestres escolares e de numerosas outras atividades econômicas e sociais <ref name=Topografia/>.
 
== Aceitação ==
{{AP|Mudança para o calendário gregoriano}}
A [[mudança para o calendário gregoriano]] deu-se ao longo de mais de três séculos. Primeiramente foi adotado por [[Portugal]], [[Espanha]], [[Itália]] e [[Polônia]]; e de modo sucessivo, pela maioria dos países católicos europeus. Os países onde predominava o [[luteranismo]] e o [[anglicanismo]] tardariam a adotá-lo, caso da [[Alemanha]] (Baviera, Prússia e demais províncias) ([[1700]]) e [[Reino da Grã-Bretanha|Grã-BretanhaBretaJJFJnha]] (Inglaterra e País de Gales) ([[1752]]). A adoção deste calendário pela [[Suécia]] foi tão problemática que até gerou o dia [[30 de fevereiro]]. A [[China]] aprovou-o em [[1912]], a [[Bulgária]] em [[1916]], aYUOIPUPIOa [[Rússia]] em [[1918]], a [[Roménia]] em [[1919]], a [[Grécia]] em [[1923]] e a [[Turquia]] em [[1926]] <ref>Edição especial do [[Correio da Manhã]] - "Os Papas - De São Pedro a João Paulo II" - Fascículo X, "Gregório XIII, o Papa que acertou o calendário", página 219, ano 2005.</ref>.
 
{{Cronologia da adopção do calendário gregoriano}}
Utilizador anónimo