Diferenças entre edições de "Grão-Ducado de Saxe-Weimar-Eisenach"

269 bytes removidos ,  07h49min de 13 de abril de 2017
m
v1.41 - Corrigido usando WP:PCW (Predefinição contém a palavra "predefinição" - Ortografia e tipografia - Span tag)
m (v1.41 - Corrigido usando WP:PCW (Predefinição contém a palavra "predefinição" - Ortografia e tipografia - Span tag))
Etiquetas: Inserção de predefinição obsoleta WPCleaner
Como duquesa viúva, Ana Amália desempenhou um papel activo no período de regência, tendo recebido a aprovação da imperatriz [[Maria Teresa da Áustria|Maria Teresa]] e o apoio do ministro de ética, o barão von Fritsch. Para educar os seus filhos, contratou [[Christoph Martin Wieland]], um professor da [[universidade de Erfurt]].
 
Aos dezoito anos de idade, Carlos Augusto casou-se com a princesa [[Luísa de Hesse-Darmstadt]]. Contratou o poeta [[Johann Wolfgang von Goethe]], de quem se tornou amigo. Goethe, por sua vez, convidou os escritores [[Johann Gottfried von Herder|Johann Gottfried Herder]] e [[Friedrich Schiller]] para viverem em Weimar, marcando assim o início do circulocírculo do [[Classicismo de Weimar|classimismo de Weimar]] que era apoiado anonimamente por Ana Amália. Os governantes posteriores consideraram que este legado cultural deveria ser mantido e esforçaram-se nesse sentido.
 
Em 1804, o filho mais velho e herdeiro de Carlos Augusto, [[Carlos Frederico, Grão-Duque de Saxe-Weimar-Eisenach|Carlos Frederico]] casou-se com a grã-duquesa [[Maria Pavlovna da Rússia (1786–1859)|Maria Pavlovna da Rússia]], irmã do czar [[Alexandre I da Rússia|Alexandre I]], uma união conjugal que foi decisiva para promover o fortelacimento da dinastia ernestina de Saxe-Weimar. Foi também uma aliança que deu alguma protecção ao ducado durante o tumulto das [[Guerras Napoleónicas]]. Apesar de se ter aliado inicialmenta à [[Reino da Prússia|Prússia]] durante a [[Quarta Coligação|Guerra da Quarta Coligação]], o duque Carlos Augusto fugiu à sua deposição e juntou-se à [[Confederação do Reno]] a 15 de dezembro de 1806.
 
Após a sua fusão oficial em 1809, o ducado de Saxe-Weimar-Eisenach passou a consistir de distritos separados à volta da capital [[Weimar]] a norte e de [[Eisenach]] a oeste. Graças à sua relação próxima com a Rússia, o ducadoganhou territórios substanciais no [[Congresso de Viena]] em 1815. A este, ganhou o distrito de[[Neustadt an der Orla]] (<span contenteditable="false">629</span>&nbsp;<span contenteditable="false">km</span><sup contenteditable="false">2</sup><span contenteditable="false">, 243</span>&nbsp;<span contenteditable="false">sq</span>&nbsp;<span contenteditable="false">mi</span>). Também recebeu grande parte do principado de Erfurt, que tinha sido um enclave de&nbsp;[[Arcebispado de Mainz|Mainz]] antes da guerra e um condado administrado directamente pela França durante a ocupação. Também ganhou outras pequenas possessões como Blankenhain e Kranichfeld. Na zona de Rhön foi criado o Eisenacher Oberland a partir de antigas zonas de Hesse-Cassel e territórios adjacentes da [[Abadia de Fulda]], que foi secularizada. Finalmente, o estado foi elevado a grão-ducado.
 
Uma vez que tinha um ambiente muito cosmopolita, o grão-duque concedeu a sua primeira constituição liberal a 5 de maio de 1816. Os estudantes da [[Universidade de Jena]] organizaram-se na primeira fraternidade da Alemanha, a ''Urburschenschaft'' e celebraram o [[Festival do Wartburg]] em ;[[Castelo de Wartburg|Wartburg]] em outubro de 1817. Muitos liberais participaram e os oradores, a maioria estudantes, foram considerados alguns dos primeiros democratas da Alemanha.
* [[Guilherme Ernesto, Grão-Duque de Saxe-Weimar-Eisenach|Guilherme Ernesto]], 1918–1923
* Carlos Augusto, Grão-Duque Hereditário de Saxe-Weimar-Eisenach (1912–1988),
* PrincipePríncipe Miguel, 1988–''actualidade''
 
== Economia ==
Em Ilmenau e [[Jena]], produzia-se vidro (principalmente nas fábricas de Schott). A indústria vidreira especializava-se em vidro industrial (por exemplo, para dispositivos de medição como termómetros na zona próxima de Ilmenau) e produtos ópticos, perto de Jena. Em 1846, [[Carl Zeiss]] abriu uma empresa de engenharia de precisão e óptica que se tornou rapidamente numa empresa líder mundial. Em 1917, a empresa tinha&nbsp;10<span style="margin-left:0.2em">000</span><span style="white-space:nowrap" contenteditable="false"></span> empregados. Em 1889, [[Ernst Karl Abbe|Ernst Abbe]] fundou a&nbsp;Carl-Zeiss-Stiftung, que se tornou accionista única das empresas&nbsp;Carl Zeiss AG e&nbsp;Schott AG.
 
A indústria têxtil também era importante. Concentrava-se nos arredores de&nbsp;[[Apolda]] (principalmente fábricas de tricô) e [[Neustadt an der Orla]]. Havia também outros complexos indústriais em Wenigenjena, [[Eisenach]], [[Weida]], [[Remada|Remda]]&nbsp;e&nbsp;[[Blankenhain]]. Em 1895, industriaa indústria têxtil empregava cerca de&nbsp;7<span style="margin-left:0.2em">000</span><span style="white-space:nowrap" contenteditable="false"></span> pessoas.
 
[[Ruhla]] era o centro da indústria metalúrgica. A primeira fábrica de automóveis do país foi construída em 1895, em Eisenach. Também havia indústrias químicas em Eisenach, nomeadamente para o fabrico de tinta. Havia também uma fábrica de papel em Oberweimar e uma fábrica de brinquedos em Ilmenau. Também se fabricavam cestos na zona de&nbsp;[[Rhön|Kuppenrhön]] area e tubos em&nbsp;[[Geisa]]. Em 1895, havia 257 destilarias no grão-ducado; as maiores ficavam em Apolda e Ilmenau.
 
== Educação ==
Havia uma universidade pública no grão-ducado, a [[Universidade de Jena]], que foi fundada por Saxe-Weimar-Eisenach juntamente com outros estados da Turíngia. Havia várias escolas de artes e música em Weimar, e em Ilmenau, havia também a ''Technische Universität Ilmenau'', uma universidade privada que dava formação técnica e cientificacientífica. Havia [[Ginásio (escola)|ginásios]] em Weimar, Eisenach e Jena; Havia ''Realschules'' em Weimar, Apolda, Jena, Eisenach, Neustadt e Ilmenau. Em 1895, havia 462 escolas primárias e todas as crianças recebiam pelo menos os primeiros quatro anos de educação primária. Havia grandes bibliotecas com 200.000 volumes cada em Weimar e Jena. Em 1869, foi aberto um museu público em Weimar.
 
== Ver também ==
* Carl Ferdinand Weiland: ''General Charte von dem Großherzogthume Weimar-Eisenach nach den besten vorhandenen Hülfsmitteln entworfen und gezeichnet von C. F. Weiland'', Geographical Institute of Weimar, 1817, reprinted: Rockstuhl, Bad Langensalza 2009, [[:en:Special:BookSources/9783867771368|ISBN 978-3-86777-136-8]], (German)
* Karl Helmrich: ''Geschichte des Großherzogthums Sachsen-Weimar-Eisenach für Schule und Haus'', Albrecht, Weimar, 1852, (German)
* {{Predefinição:Citation|author=Constantin Kronfeld|title=Geschichte des Landes|language=German|series=Landeskunde des Großherzogthums Sachsen-Weimar-Eisenach|volume=1|publisher=Hermann Böhlau|place=Weimar|year=1878}}
* {{Predefinição:Citation|author=Constantin Kronfeld|title=Topographie des Landes|language=German|series=Landeskunde des Großherzogthums Sachsen-Weimar-Eisenach|volume=2|publisher=Hermann Böhlau|place=Weimar|year=1879}}
* {{Predefinição:Citation|author=Detlef Ignasiak|title=Regenten-Tafeln Thüringischer Fürstenhäuser. Mit einer Einführung in die Geschichte der Dynastien in Thüringen|language=German|publisher=Quartus|place=Jena|year=1996|ISBN=3-931505-20-0}}
{{Refend}}
 
== Ligações externas ==
* {{Predefinição:Cite web|url=http://www.btinternet.com/~allan_raymond/Saxe_Weimar_Royal_Family.htm|title=Saxe-Weimar-Eisenach genealogy|archiveurl=http://archive.is/P2SK|archivedate=2012-06-30}}
* {{Predefinição:CathEncy|wstitle=Saxe-Weimar-Eisenach}}
* {{Predefinição:Cite EB1911|wstitle=Saxe-Weimar-Eisenach}}
[[Categoria:Ducados ernestinos]]
[[Categoria:Estados extintos da Europa]]