Diferenças entre edições de "Teoria atômica"

4 bytes removidos ,  23h27min de 13 de abril de 2017
m (Foram revertidas as edições de 2804:D59:1512:289B:5076:FDFF:FE02:C372 para a última revisão de Antero de Quintal, de 22h51mi...)
O primeiro passo na descoberta desta lei foi dado pelo químico alemão [[Wenzel]] que, no trabalho ''Lehre von den Verwandschaften'', publicado em [[1777]] em [[Dresden]], mostrou que sempre que dois sais neutros reagem entre si, o resultado são outros dois sais neutros, em que as proporções dos constituintes são mantidas.<ref name="daubeny.p.30" />
 
Por exemploExemplo, na reação de 19,7 gramas <ref group="Nota">No texto de Daubeny, a unidade utilizada é o [[grão (massa)|grão]]. Não foi feita a conversão, pois o que importa é a proporção.</ref> de [[sulfato de prata|sulfato anidro de prata]] (formado por 5 gramas de [[ácido sulfúrico]] com 14,7 gramas de [[óxido de prata]]) com 16,5 gramas de [[nitrato de bário]] (formado por 6,75 gramas de [[ácido nítrico]] com 9,75 gramas de [[óxido de bário]]<ref group="Nota">No texto de Daubeny, em vez de óxido de bário está [[barita]], que é o [[sulfato de bário]].</ref> produz-se 21,5 gramas de [[nitrato de prata]] e 14,75 gramas de [[sulfato de bário]]. Desta forma, observa-se que existe uma simetria na reação, ou seja, os 21,5 gramas de nitrato de prata são resultado da neutralização dos 6,75 gramas de ácido nítrico com os 9,75 gramas de óxido de bário, e os 14,75 gramas de sulfato de bário são resultado da neutralização dos 5 gramas de ácido sulfúrico com os 9,75 gramas de óxido de bário.<ref name="daubeny.p.31">[[Charles Giles B. Daubeny]], ''Introduction to the atomic theory'' (1831), ''Chapter II'', p.31 [http://books.google.com.br/books?id=6vlMHfisQGgC&pg=PA31 <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref><ref group="Nota">Utilizando-se a notação moderna, esta reação corresponde à reação de aproximadamente 1/8 [[equivalente|equivalente-gramas]] de cada uma destas substâncias, ou, mais especificamente, 0,125 [[moles]] do nitrato de prata com 0,0625 moles das outras substâncias:<br /><br />&nbsp;1/2 Ag<sub>2</sub> S O<sub>4</sub> + 1/2 Ba (N O<sub>3</sub>)<sub>2</sub> -> Ag N O<sub>3</sub> + 1/2 Ba S O<sub>4</sub><br /><br />Ag<sub>2</sub> S O<sub>4</sub>: 1 mol = 311,8 g, 0,0625 moles = 19,5 g<br />Ba (N O<sub>3</sub>)<sub>2</sub>: 1 mol = 261,3 g, 0,0625 moles = 16,3 g<br />Ag N O<sub>3</sub>: 1 mol = 170 g, 0,125 moles = 21,25 g<br />Ba S O<sub>4</sub>: 1 mol = 233,43 g, 0,0625 moles = 14,6 g.<br /><br />Em vez de ácido sulfúrico e ácido nítrico deve-se entender seus anidridos, respectivamente><br /><br />[[Anidrido sulfúrico]]: 1 mol = 80 g, 0,0625 moles = 5 g<br />[[Anidrido nítrico]]: 1 mol = 108 g, 0,0625 moles = 6,75 g</ref>
 
Com isto, fica demonstrado que 5 gramas de ácido sulfúrico são equivalentes a 6,75 gramas de ácido nítrico, assim como 14,75 gramas de óxido de prata a 9,75 de óxido de bário.<ref group="Nota">Ver nota anterior. Estas medidas correspondem, aproximadamente, a 1/8 equivalente-gramas de, respectivamente, anidrido sulfúrico, anidrido nítrico, óxido de prata e óxido de bário.</ref> Analogamente, o mesmo esquema pode ser usado para analisar a reação de 21,5 gramas de nitrato de prata com 7,5 gramas de [[fosfato de sódio|fosfato anidro de sódio]], resultando em 10,75 gramas de [[nitrato de sódio]] e 18,25 gramas de [[fosfato de prata]]. A conclusão é que 5 gramas de ácido sulfúrico, 6,75 de ácido nítrico e 3,5 de ácido fosfórico são equivalentes, assim como 4 gramas de [[óxido de sódio]], 9,75 de óxido de bário e 14,75 de óxido de prata.<ref name="daubeny.p.31" />
Utilizador anónimo