Diferenças entre edições de "Bordetella pertussis"

147 bytes removidos ,  20h15min de 14 de abril de 2017
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 138.219.111.212 (heinn), com Reversão e avisos
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 138.219.111.212 (heinn), com Reversão e avisos)
A '''''Bordetella pertussis''''' é um pequeno [[cocobacilo]] (meio micrómetro), [[técnica de Gram|Gram-negativo]] e imóvel, sendo um dos agentes causadores da [[tosse convulsa]]. É um [[aeróbio]] estrito, não fermentador da [[lactose]]. Metaboliza [[aminoácidos]], daí que necessite de meios nutricionalmente exigentes para sobreviver.
Têm factores de adesão à [[mucosa]] as seguintes adesinas: [[fímbria]]s, [[hemaglutinina]]s filamentosas, a porção B da toxina pertussis e a [[pertactina]] ou proteína P69. Produz as seguintes toxinas: a toxina pertussis (porção A), a toxina adenilato ciclase, a toxina dermonecrótica, a citotoxina traqueal e ainda [[LPS]] e [[endotoxina]], presentes nas bactérias Gram negativo.
A toxina pertussis é uma exotoxina do tipo A-B, com a porção B especifica para receptores existentes na célula alvo, para o interior das quais é [[endocitose|endocitada]]. A porção A é a [[toxina]] propriamente dita: tem actividade de [[enzima]] ADP-ribosil transferase, aumentando o [[AMPc]]o, AMPcum aumentadoimportante ativamediador aintracelular proteincujo kinasaefeito Anas (PKA) que fosforila proteinas dentrocélulas da celulamucosas ebrônquica atua com os receptores 7tms associadosé a proteinaprodução (Gi)muito queacelerada estade formada[[muco]]. por tres subunidades alfa, beta gama, laA toxina pertussistambém empede que la subunidade alfa se desprenda de la proteina heterotrimerica Gi e assim mantendesregula o amplificador[[macrófago]]s, Adenilato ciclasa convertendo ATPresultando em AMPcresistência e todo esse mecanismo produz muco nas vias aereas superiores producindo tambem aà tosse[[fagocitose]]. convulsiva
A espécie ''[[Bordetella parapertussis]]'', causa uma doença semelhante, porém menos violenta.
 
{{esboço-bactéria}}