Abrir menu principal

Alterações

28 bytes adicionados ,  02h38min de 15 de abril de 2017
sem resumo de edição
'''"Disparada"''' é uma canção escrita por [[Geraldo Vandré]] e [[Théo de Barros]] e interpretada por [[Jair Rodrigues]], acompanhado do Trio Maraiá e do Trio Novo. Uma das principais composições da época dos festivais de [[música popular brasileira]], foi a vencedora do [[Festival Internacional da Canção|Festival ]]<nowiki/>de Música Popular Brasileira em [[1966]], dividindo o primeiro lugar com "A Banda" de [[Chico Buarque de Holanda]], quando houve verdadeira "disputa com apostas" em todo o país entre os adeptos de uma e outra composição.<ref>[http://www.paixaoeromance.com/60decada/disparada/hdisparada.htm Disparada - Música brasileira]</ref> A canção foi gravada em [[língua francesa]] pela cantora [[Frida Boccara]], sob o título de "''Taureau''".
 
O compositor [[Geraldo Vandré]], nascido na [[Paraíba]] mas educado no [[Rio de Janeiro]], vivenciou todo o período dado Golpe [[revoluçãoGolpe de Estado no Brasil em 1964|de 1964]] ainda muito moço e ligado aos meios estudantis do Rio de Janeiro; era época de [[nacionalismo]] exacerbado quando os jovens com um pouco de cultura e sensibilidade não se conformavam com as injustiças sociais imperantes no [[Brasil]]; os meios musicais e literários, lideranças intelectuais do país, não estavam imunes aos movimentos sociais visando melhorias para as camadas mais pobres da população.
Geraldo Vandré participante dos movimentos estudantis também deu sua contribuição com composições muito significativas como "Disparada" e "[[Pra não Dizer que não Falei das Flores]]", consideradas duas obras primas entre as músicas de cunho social.
Utilizador anónimo