Deserto de Gobi: diferenças entre revisões

96 bytes adicionados ,  18 de abril de 2017
m
ajustando datas nas citações, outros ajustes usando script
(Correção de erro de ortografia.)
m (ajustando datas nas citações, outros ajustes usando script)
[[Ficheiro:Gobi desert map.png|300px|thumb|Mapa de localização.]]
O '''Deserto de Gobi''' é um extenso [[deserto]] situado na região norte da [[República Popular da China]] e região sul da [[Mongólia]]. A palavra '''Gobi''' significa deserto, em [[língua mongol|mongol]].{{Carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Gobi tem as seguintes dimensões: 1600 km de leste a oeste e 800 km de sul a norte, ocupando uma de área de 1.295.000 em km², mais ou menos o tamanho do estado [[brasil]]eiro do [[Pará]]. A média da temperatura anual é de −2,5 °C a +2,8 °C e os valores extremos chegaram a 38,0 °C e −43 °C em uma região, e 33,9 °C e −47 °C em outra. É o deserto arenoso mais [[norte|setentrional]] de todos, e lar de alguns animais raros tais como o [[camelo-bactriano]] (de duas corcovas) e o raríssimo [[cavalo-de-przewalski]].{{Carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Suas areias foram pela primeira vez percorridas e descritas por um ocidental no ano de [[1275]], na famosa viagem de [[Marco Polo]] junto ao pai e um tio, a [[Pequim]].<ref>{{Citar periódico |ultimo=CARVALHO |primeiro=Márcia | ano= 2010 |mes = julho |titulo=Geografia e imaginário na Idade Média |jornal=O Espaço Geográfico em Análise, América do Norte, 1 |paginas = 54 |url=http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/raega/article/view/17914/11691 |acessadoem =4 mai. 2011 }}</ref>
== Paleontologia ==
[[Ficheiro:Desert - Inner Mongolia edit.jpg|esquerda|thumb|200px|Deserto no interior da Mongólia.]]
O deserto de Gobi é conhecido no mundo da [[Paleontologia]] pela riqueza e qualidade das suas jazidas [[fóssil|fósseis]], onde foram descritas pela primeira vez muitas espécies de [[dinossauro]]s. É considerado um dos maiores sítios paleontológicos do mundo, com fósseis petrificados a céu aberto.{{Carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Em [[1993]], foram retirados fósseis de 67 dinossauros (incluindo um embrião fossilizado), lagartos e mamíferos.{{Carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
Em [[2006]], uma equipe do paleontologista [[Jack Horner]] encontrou 67 esqueletos de [[psitacossauro]], além dos 30 coletados no ano anterior.{{Carece de fontes|data=abril de 2017}}
 
== Tempestades de areia ==
[[Ficheiro:Baicheng.jpg|thumb|220px|A tempestade de 2001, em [[Baicheng]].]]
As [[Tempestade de areia|tempestades de areia]] oriundas dos desertos são não apenas um fenômeno [[meteorologia|meteorológico]], que afeta o clima tanto pela absorção quanto pela refração da radiação solar pelas partículas em suspensão - também afetam a [[biosfera|vida]], muitas vezes associadas as doenças que afetam desde seres marinhos quanto a animais terrestres e pessoas. As tempestades de Gobi são especialmente afetadas por agregar elementos poluentes das áreas industrializadas e populosas que atravessam.<ref name=gobi>{{citar web|url=http://www.cprm.gov.br/publique/media/geo_med9.pdf |título=Riscos à Saúde de Substâncias Orgânicas |autor=Carlos Siqueira Bandeira de Mello; Dennis James Miller|data=|publicado=cprm.gov.br |acessodata=1 de maio de 2011}}</ref>
 
A tempestade vinda de Gobi em abril de 1988 percorreu milhares de quilômetros, carregando finos sedimentos de areia e da área industrial chinesa, atravessando o [[Oceano Pacífico]] até atingir 25% da [[América do Norte]] ([[Canadá]] e [[EUA]]). O fenômeno foi registrado novamente em 2001, desta feita com o acompanhamento por satélites pela [[NASA]].<ref name=gobi/>
{{Referências}}
 
== {{Ver também}} ==
* [[Geografia da China]]
 
210 193

edições