Diferenças entre edições de "613 mandamentos"

18 bytes removidos ,  01h54min de 24 de abril de 2017
(→‎Mandamentos positivos: Removendo vandalismo no Primeiro Mandamento Judaico)
Etiqueta: Remoção considerável de conteúdo
Muitos [[filosofia judaica|filosófos]] e [[Misticismo judaico|místicos]] judaicos (como o [[Baal HaTurim]], o [[Judá Loew ben Betzalel|Maharal de Praga]] e líderes do judaísmo [[Judaísmo chassídico|hassídico]]) encontram alusões e cálculos inspirados na relação com o número de mandamentos.
 
Os [[tzitzit|tzitziot]] ("franjas com nós") do [[talit]] ("xale [de orações]") estão conectadas aos 613 mandamentos por interpretação: o principal comentarista da Torá, [[Rashi]], baseia o número de nós em uma guematria: a palavra tzitzit (hebraico: ציצת (bíblico), ציצית, como soletrado na [[Mishná]]) tem o valor 600. Cada nó tem oito fios (quando dobrados) e cinco jogos de nós, totalizando 13. A soma de todos os números é 613. Isso reflete o conceito de que a utilização de uma vestimenta com tzitzit lembra seu usuário de todos os mandamentos da Torá.
 
== Obras que enumeram os mandamentos ==
Utilizador anónimo