Diferenças entre edições de "Jorge Viana"

602 bytes removidos ,  22h27min de 23 de maio de 2017
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 221.118.108.215 (Sem refs), com Reversão e avisos
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 221.118.108.215 (Sem refs), com Reversão e avisos)
Em 1998, Jorge Viana disputou o governo do estado, numa aliança com o agora falecido Edson Cadaxo (PSDB),<ref>{{citar web|url=http://www.ac24horas.com/2014/10/24/pt-e-psdb-ja-se-uniram-para-governar-o-acre-juntos/?doing_wp_cron=1481031272.6299870014190673828125|publicado=ac24horas|acessodata=6 de dezembro de 2016|título=PT e PSDB já se uniram para governar o Acre juntos}}</ref> e obteve vitória no primeiro turno dia 3 de outubro. Em 2002, foi reeleito governador com 64% dos votos.<ref name="liderancas">{{citar web|url=http://www.liderancas.com.br/lideranca/jorge-viana.html|publicado=Lideranças|acessodata=6 de dezembro de 2016|título=Jorge Viana}}</ref>
 
Durante seu governo, foi citado pela [[Revista Time]] como liderança promissora para [[América Latina]].<ref name="liderancas"/>
Durante seu primeiro mandato, Viana buscou apoio e verbas federais para a realização de várias obras de infraestrutura no Acre, como o novo aeroporto internacional e o Parque Barbara Heliodora, mais conhecido por Parque da Maternidade.
 
Nas eleições majoritárias de 2006, Jorge Viana não concorreu a nenhum cargo, mas conseguiu que seu sucessor, [[Binho Marques]], fosse eleito para o período de 2007-2010.<ref name="liderancas"/> Durante esse período, esteve à frente da Helibras, estatal do ramo da aviação.
Com a eleição de Luis Inacio Lula da Silva para a Presidência da República, o segundo mandato de Jorge Viana foi marcado por maiores investimentos federais no estado e uma recuperação da autoestima do povo acriano. A guisa dos opositores, que o acusavam de perseguição, Viana foi citado pela [[Revista Time]] como liderança promissora para [[América Latina]].<ref name="liderancas"/>
 
Nas eleições majoritárias de 2006, Jorge Viana não concorreu a nenhum cargo, mas conseguiu que seu sucessor, [[Binho Marques]], fosse eleito para o período de 2007-2010.<ref name="liderancas"/> Durante esse período, esteve à frente da Helibras, estatal do ramo da aviação.
 
== Senado ==