Diferenças entre edições de "Spark-Renault SRT 01E"

4 897 bytes removidos ,  04h15min de 28 de maio de 2017
Revertendo a adição de conteúdo sem fontes
(a palavra treimo estava eerrada e arumei para treino)
(Revertendo a adição de conteúdo sem fontes)
| motor = [[McLaren Electronic Systems]]
| caixa de velocidades = 5 marchas sequenciais
| distância entre os eixos =1,3 [[m]]
| comprimento = 5,0 [[metro|m]]
| largura = 1,8 m
| altura =1,25 [[m]]
| peso = 898kg888kg
| consumo de combustível =
| capacidade do depósito(l) =
| modelos similares =
| desenhador = [[Frédéric Vasseur]]
| }}
| |Potencia=Potência máxima 200 kW (268 hp; 272 PS); Modo de corrida de economia de energia limitada a 150 kW (201 cv; 204 PS); Adicional 'Push-to-Pass' fornecendo 30 kW (40 cv, 41 PS)}}
 
'''Spark-Renault SRT_01E''', também conhecido comoSRT 01E'''Formula E SRT_01E''', é um carro[[monoposto]] de corrida projetadocom propulsão elétrica, desenvolvido para a temporada inaugural da [[Fórmula E, em 2014-15. O carro é o resultado de uma colaboração de 10 meses entre a Spark Racing Technology, McLaren Eletronic Systems, Williams Advanced Engineering, Dallara e Renault]].
 
O modelo foi apresentado no dia 10 de setembro de 2013 durante o 65º [[Salão do Automóvel de Frankfurt]], [[Alemanha]] e sucede o [[Formulec EF01]], protótipo que serviu de pontapé inicial para o projeto.<ref>{{citar web |url=http://globoesporte.globo.com/motor/noticia/2013/09/formula-e-apresenta-carro-eletrico-para-temporada-inaugural-em-2014.html |obra=Globoesporte.com |publicado=Globo.com |título=Fórmula E apresenta carro elétrico para a temporada inaugural, em 2014}}</ref>
'''Desenvolvimento'''
 
O motor elétrico que impulsiona o monoposto foi construído pela McLaren Electronic Technologies originalmente para o carro de estrada [[McLaren P1]], pesa apenas 26 kg e produz mais de 250 cavalos de força.<ref>{{citar web|título=McLaren the power behind Formula E|url=http://www.motorsport.com/formula-e/news/mclaren-the-power-behind-formula-e/ |obra=motorsport.com |língua2=en}}</ref>
O desenvolvimento do carro começou em setembro de 2012. Lucas di Grassi foi apontado como o piloto de teste oficial, demonstrando o protótipo, Formulec EF01 (construído em 2010). O Formulec EF01 apresentava um chassis construído pela Mercedes GP e motores construídos pela Siemens. O carro foi utilizado para o vídeo oficial de promoção e para demonstrações em cidades-sede.
 
Em 1 de novembro de 2012, a McLaren Electronic Systems foi anunciada para fornecer o motor elétrico, transmissão e eletrônica para a Fórmula E. A organização Formula E encomendou 42 carros da Spark Racing Technology. Para esta ordem, a Spark associou-se ao renomado fabricante de automóveis de fórmula Dallara.
 
A Michelin foi anunciada como fornecedora exclusiva de pneus em 28 de março de 2013. Em 15 de maio de 2013, a Renault foi anunciada como parceira técnica da Spark Racing Technology. A experiência da Renault na Renault Z.E. (Emissão Zero) e os programas de Fórmula 1 serão usados ​​para colocar à vantagem da Fórmula E. No mesmo dia, a Fórmula E revelou o design da Spark-Renault SRT_01E.
 
O projeto da bateria estava nas mãos da Williams Advanced Engineering, parte do Grupo Williams, ao qual pertence a equipe da Fórmula 1.
 
No Salão Automóvel de Frankfurt, em 10 de setembro de 2013, a Spark-Renault SRT 01E foi revelada pelo presidente da FIA, Jean Todt, e pelo CEO da Formula E Holdings, Alejandro Agag.
 
Em 3 de julho de 2014, o primeiro treino oficial do carro ocorreu em Donington Park, Inglaterra. O treinamento terminou em torno de 21 de agosto, com cada equipe executando todos os seus quatro carros completar um total combinado de 1222 voltas. O tempo mais rápido foi 1:29.920, registrado pela equipe Abt - um McLaren MP4-12C registrou um tempo de volta de 1:29.679 durante a temporada de 2012 GT britânico.
 
'''Tecnologia'''
 
RESS
 
O Spark-Renault SRT_01E contará com um sistema de armazenamento de energia recarregável (RESS). De acordo com o artigo 251, 3.1.7 do ISC, o RESS é o dispositivo de armazenamento de energia completo, compreendendo um meio de armazenamento de energia (por exemplo, volante, condensador ou bateria). O desenho do RESS é livre, mas deve ser homologado pela FIA. Parte do RESS são as baterias de tração eo Sistema de Gerenciamento de Baterias, estes são fornecidos pela Williams Advanced Engineering.
 
Motor elétrico
 
O motor elétrico é construído pela McLaren Electronic Technologies. O motor pesa 26 kg e produz um máximo de 270 bhp com 140Nm de torque instantâneo. O motor foi desenvolvido originalmente para o carro da estrada de McLaren P1.
 
Carregamento (Fonte de Alimentação)
 
De acordo com os regulamentos, os carros da fórmula E podem ser carregados durante o treino livre, qualificação, a corrida e alguns outros momentos especificados durante um fim de semana de corrida. A Drayson Racing e seu parceiro técnico QualcommHALO estão desenvolvendo uma maneira de carregar o carro sem fio. O sistema de carregamento de veículo elétrico sem fio (WEVC) usa uma almofada sob um espaço de estacionamento para carregar o carro. O sistema é testado no Drayson B12 / 69EV eléctrico, uma versão modificada do Lola B08 / 60.
 
Pneus
 
O carro será calçado com pneus de 18 polegadas. O campeonato FIA Fórmula E usa um pneu que é adequado para condições úmidas e secas. O fornecedor exclusivo de pneus Michelin só disponibilizará um composto, pelo que não haverá compostos duros ou suaves como na Fórmula 1. O pneu deverá durar toda a corrida de fim de semana.
 
'''Espeficações Tecnicas'''
 
Design
 
● Aerodinâmica otimizada para facilitar a ultrapassagem.
 
● Alta sensibilidade de altura de passeio e ampla gama de suspensão criadas possibilidades para enfrentar as ruas do centro da cidade.
 
● Relação custo-beneficio.
 
● Em conformidade com as normas de segurança da FIA.
 
Tecnologia
 
● Uso da tecnologia mais recente.
 
● Compromisso entre desempenho e custo-benefício sempre que possível.
 
● Uso extensivo de materiais compósitos, mas uso limitado das fibras de carbono mais caras.
 
Dimensões
 
● Comprimento total: 5.000 mm (197 polegadas) (Máx.).
 
● Largura total: 1.800 mm (71 polegadas) (Máx.).
 
● Altura total: 1.250 mm (49 polegadas) (Máx.).
 
● Largura da pista: 1.300 mm (51 polegadas) (Min).
 
● Altura do Passeio: 75 mm (3 Polegadas) (max).
 
● Peso total (incluído o piloto): 888 kg (1,958 libras) (min) // Baterias sozinhas 320 kg (705 libras).
 
Potência
 
● Potência máxima (limitada): 200 kW (268 hp), aproximadamente 230 N·m (170 ft·lbf) de torque (estimado).
 
● Modo de corrida (poupança de energia): 170 kW (228 hp).
 
● FanBoost: 30 kW adicionais (40 cv).
 
● Relação potência / peso: 0,30 hp / kg.
 
A potência máxima estará disponível durante as sessões de treino e qualificação. Durante as corridas, o modo de economia de energia será aplicado com o sistema 'Push-to-Pass' temporariamente permitindo a máxima potência por um tempo limitado. A quantidade de energia que pode ser entregue à Unidade Geradora de Motor (MGU) pelo Sistema de Armazenamento de Energia Recarregável (RESS) é limitada a 30 kWh. Isso será monitorado pela FIA.
 
Performance
 
● Aceleração: 0–100 km/h (0–62 mph) em 3 s (Aproximadamente)
 
● Velocidade Máxima: 225 km/h (140 mph) (Limitação da FIA)
 
{{Referências}}