Diferenças entre edições de "Bisqueque"

275 bytes adicionados ,  16h40min de 28 de maio de 2017
sem resumo de edição
}}
 
'''Bisqueque'''<ref>{{citar web |url=http://www.ciberduvidas.com/perguntas/get/298330 |título=A grafia portuguesa de topónimos estrangeiros |acessodata=18 de janeiro de 2012 |último=Rocha |primeiro=Carlos |data=2 de junho de 2010 |publicado=[[Ciberdúvidas da Língua Portuguesa]] }}</ref><ref>{{citar web |url=http://www.infopedia.pt/vocabulario/Bisqueque |título=Bisqueque |autor=Porto Editora|acessodata=18 de janeiro de 2012 |obra=Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Infopédia &ndash; Enciclopédia e Dicionários Porto Editora}}</ref><ref>{{citar web |url=http://publications.europa.eu/code/pt/pt-5000500.htm |título=Anexo A5: Lista dos Estados, territórios e moedas |acessodata=18 de janeiro de 2012 | autor=Serviço das Publicações da União Europeia |obra=Código de Redacção Interinstitucional}}</ref><ref>{{citar periódico | url=http://ec.europa.eu/translation/portuguese/magazine/documents/folha40_pt.pdf | jornal=a folha &mdash; Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias | numero=N.º 40 | editora=Sítio ''Web'' da Direção-Geral de Tradução da Comissão Europeia no portal da União Europeia| titulo=A revisão das listas de países do ''Código de Redação Interinstitucional | autor=Grupo Interinstitucional de Terminologia Portuguesa &mdash; Bruxelas | página=5 | data=Outono de 2012 | issn=1830-7809 | formato=PDF | acessadoem=13 de janeiro de 2013}}</ref><ref>{{Citar periódico | ultimo = Macedo | primeiro = Vítor | data = Primavera de 2013 | titulo = Lista de capitais do ''Código de Redação Interinstitucional'' | jornal = A Folha &mdash; Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias | volume = | numero = n.º 41 | paginas = 15 | editora = Sítio web da Direcção-Geral da Tradução da Comissão Europeia no portal da União Europeia | issn = 1830-7809 | url = http://ec.europa.eu/translation/portuguese/magazine/documents/folha41_pt.pdf | acessadoem = 23 de maio de 2013}}</ref><ref>{{citar web|url=http://voc.iilp.cplp.org/index.php?action=toponyms&act=details&id=TER.142.143.KG.CAP|titulo=Bisqueque|autor=[[Instituto Internacional da Língua Portuguesa]]|obra=Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa|acessodata=28 de maio de 2017}}</ref> ({{lang-ky|Бишкéк|''Bishkek''}}), conhecida anteriormente como '''Pishpek''' e '''Frunze''', é a capital e maior cidade do [[Quirguistão]]. Bisqueque também é o centro administrativo da [[Chuy (província)|Província de Chuy]]. A cidade não faz parte da província (esta circunda aquela), mas sim tem, si própria, status de província do país.
 
Segundo pesquisas, seu nome provavelmente deriva da palavra em [[língua quirguiz|quirguiz]] para uma manteigueira utilizada para fabricar leite de égua fermentado ([[kumis]]), bebida nacional do país, embora nem todas as fontes concordem com esta afirmação. A cidade foi fundada em 1825 com o nome de Pishpek, servindo como uma fortaleza de [[Kokand]], que tinha por objetivo controlar rotas locais de caravanas e recolher impostos de tribos quirguizes. Em 4 de setembro de 1860, a fortaleza foi destruída por forças do [[Império Russo]], com apoio dos quirguizes. Em 1868, um assentamento russo foi fundado no lugar da antiga fortaleza, mantendo seu nome original, Pishpek. A cidade esteve, à essa época, sob controle do Governo Geral do [[Turquestão|Turquestão Russo]] e seu [[Oblast de Semirechye]].
28 818

edições