Diferenças entre edições de "Cativeiro Babilónico"

21 bytes adicionados ,  21h31min de 31 de maio de 2017
m (Foram revertidas as edições de 187.70.225.120 para a última revisão de FSogumo, de 00h07min de 9 de março de 2017 (UTC))
{{Mais informações|[[Cronologia das Testemunhas de Jeová#Jeremias 29:10|Análise de Jeremias 29:10 na Tradução do Novo Mundo]]}}
 
Assim, as Testemunhas, crêemde maneira peculiar, creem que os setenta anos mencionados por Jeremias são a duração do exílio dos judeus em Babilónia, e não da hegemonia neo-babilónica, pois o próprio versículo diz que Deus estava se referindo à disciplina que daria especificamente ao seu povo. Os 70 anos seriam anos literais de desolação da terra de Judá, e em particular, de Jerusalém, que ficaria desabitada e as suas cidades em ruínas. Crêem que, diminuindo 70 anos a 537 AEC, o ano do restabelecimento dos judeus em Jerusalém, teria sido 607 AEC o ano do início do Exílio judaico em Babilónia.
 
Argumentos contrários à posição das Testemunhas, incluindo dados históricos, foram publicados por Carl Olof Jonsson.<ref>''Os Tempos dos Gentios Reconsiderados'' - Atlanta: Commentary Press, 1998, 3ª edição, pág. 283-311</ref> Segundo o que é relatado na introdução do seu livro, o manuscrito original foi apresentado ao [[Corpo Governante das Testemunhas de Jeová]] em [[1977]].