Abrir menu principal

Alterações

50 bytes removidos ,  04h09min de 13 de junho de 2017
m
[[Ficheiro:Camoes - retrato de goa 2b.jpg|thumb|250px|O retrato pintado em Goa, 1581.]]
 
Provavelmente executado entre 1573 e 1575, o chamado "retrato pintado a vermelho", ilustrado na abertura do artigo, é considerado por [[Vasco Graça Moura]] como ''"o único e precioso documento fidedigno de que dispomos para conhecer as feições do épico, retratado em vida por um pintor profissional"''.<ref name="ReferenceB">Moura, Vasco Graça. ''O retrato pintado a vermelho''. IN Revista ''Revista Oceanos'', n°1, Junho 1989, p. 18</ref>. O que se conhece desse retrato é uma cópia, feita a pedido do 3º [[duque de Lafões]], executada por Luís José Pereira de Resende entre 1819 e 1844, a partir do original que foi encontrado num saco de seda verde nos escombros do incêndio do palácio dos [[Conde da Ericeira|Condes da Ericeira]], [[Marquês de Louriçal|Marqueses de Louriçal]], e que entretanto desapareceu. É uma ''"fidelíssima cópia"'' que,
 
::''"pelas dimensões restritas do desenho, a textura da sanguínea, criando manchas de distribuição dos valores, o rigor dos contornos e a definição dos planos contrastados, o neutro reticulado que harmoniza o fundo e faz ressaltar o busto do retratado, o tipo da barra envolvente nos limites da qual corre em baixo a esclarecedora assinatura, enfim, o aparato simbólico da imagem, captada em pose de ilustração gráfica de livro, se devia destinar à abertura de uma gravura a buril sobre chapa cúprica, para ilustração de uma das primeiras edições de Os Lusíadas"''.<ref>Serrão, Vítor. ''Fernão Gomes, Pintor maneirista de bravo talento''. IN Revista ''Oceanos'', n°1, Junho de 1989. p. 27</ref>