Diferenças entre edições de "Propaganda institucional"

834 bytes adicionados ,  15h29min de 6 de fevereiro de 2007
m
Referências bibliográficas
(Revertidas edições por 201.11.22.199)
m (Referências bibliográficas)
A função deste tipo de [[publicidade]], não é promover produtos, e sim, instituições, mostrando sempre as suas qualidades e superioridade; de forma repetida e exaustiva para fixar no inconsciente coletivo, atitudes comportamentais favoráveis ao poder instituído, ou que pretende instituir sua vontade sobre a massa humana.
Este tipo de [[propaganda]] visa somente a manipulação da [[sociedade]], de forma [[subversão|subverter]] a ordem estabelecida, para a preparação da tomada do poder; ou causar a [[alienação]] de um determinado segmento [[população|populacional]], para manter este poder.
 
==Referências bibliográficas==
* ARBEX JR., José. '''Guerra Fria: Terror de Estado, Política e Cultura'''. São Paulo: Moderna, 1997.
* DIEHL, Paula. '''Propaganda e Persuasão na Alemanha Nazista'''. São Paulo: Annablume
* GOMES, Neusa Demartini. '''Formas Persuasivas de Comunicação Política'''. Porto Alegre: EdiPUC-RS
* KERTZER, David I.. '''Ritual, Politics, and Power'''. Yale University Press, 1989.
* MOSSE, George L.. '''Nationalization of the Masses: Political Symbolism and Mass Movements in Germany from the Napoleonic Wars Through the Third Reich'''. Cornell University Press, 1991.
* NEOTTI, Clarêncio (org.). '''Comunicação e Ideologia'''. São Paulo: Loyola, 1980.
* POWELL, John. '''Art, Thruth and High Politics'''. Scarecrow Press, 1999.
* VALVERDE, Monclar. '''Militância & Poder'''. Salvador: EDUFBA
 
[[Categoria:Anos de chumbo]]