Diferenças entre edições de "Augusto Massi"

814 bytes adicionados ,  13h30min de 27 de junho de 2017
vida e obra
(vida e obra)
|website =
}}
'''Augusto Massi''' ([[São Paulo (cidade)|São Paulo]], [[1959]]) é um poeta, professor universitário e editor brasileiro<ref>{{Citar web|url=https://www.escavador.com/sobre/3446482/augusto-massi|titulo=Augusto Massi {{!}} Escavador|acessodata=2017-06-27|obra=Escavador|lingua=pt-BR}}</ref>.
 
== Vida e obra ==
Formou-se em [[jornalismo]] na [[PUC-SP]] e começou sua carreira como crítico literário no jornal [[Folha de S. Paulo]] em 1984. Entre 1988 e 1991, foi responsável por um dos mais importantes lançamentos editoriais da década, a coleção de poesia '''Claro Enigma''', que editou livros de [[Francisco Alvim]], [[José Paulo Paes]], [[Orides Fontela]], [[Sebastião Uchoa Leite]], [[Alberto Martins]], Alcides Villaça, Ronaldo Brito, João Moura Jr., Maria Lúcia Alvim, [[Paulo Henriques Britto]], [[Duda Machado]], Age de Carvalho e Rubens Rodrigues Torre Filho.
 
Em 1991, Massi organizou a série de debates "Artes e ofícios da poesia" que, além dos poetas citados, reuniu vários outros como [[Adélia Prado]], [[Armando Freitas Filho]], [[Alexei Bueno]], Carlos Ávila, Felipe Fortuna, [[Glauco Mattoso]] e [[Manoel de Barros]], cujos depoimentos foram reunidos em livro. No mesmo ano, lançou o seu primeiro livro de poemas, ''Negativo'' [[[Companhia das Letras]]]. Dez anos depois, veio a luz, ''Vida errada'', pela Coleção Moby Dick, da editora carioca [7 Letras].<ref>{{Citar web|url=http://www.memorial.org.br/cbeal/poetas-na-bilbioteca/augusto-massi/depoimento-massi/|titulo=Depoimento Massi – Memorial da América Latina|acessodata=2017-06-27|obra=www.memorial.org.br|lingua=pt-BR}}</ref>
 
Desde 1990, é professor de [[Literatura Brasileira]] na [[Universidade de São Paulo]]. Em 1992, defendeu seu mestrado, ''Espacio: inventário e invenção'', tradução comentada de um poema em prosa do poeta espanhol Juan Ramón Jiménez. Em 2004, concluiu seu doutorado, ''Militante bissexto: o crítico Prudente de Morais, Neto''.
 
Por dez anos (2001-2011), contribuiu com a editora [[Cosac Naify]].
 
Como crítico, organizou diversos volumes, entre eles, ''Poesia completa de Raul Bopp'' [[[José Olympio]]/ [[Editora da Universidade de São Paulo|Edusp]], 1998], ''Gaveta de guardados'', memórias do pintor [[Iberê Camargo]] [Edups, 1998] e ''Eu vi o mundo'', memórias do pintor [[Cícero Dias]] [Cosac Naify, 2011]. Recentemente, em colaboração com Júlio Castañon, reuniu em ''Poesia traduzida'' traduções realizadas por [[Carlos Drummond de Andrade]] [Cosac Naify, 2011]<ref>{{Citar web|url=http://revistaepoca.globo.com/cultura/noticia/2011/09/drummond-tradutor-deus-sabe-como.html|titulo=Revista Época - Drummond, tradutor “Deus sabe como” - notícias em Cultura|acessodata=2017-06-27|obra=revistaepoca.globo.com|lingua=pt-br}}</ref>. Também reeditou, ao lado de Milton Ohata, dois livros de ensaios de Drummond: ''Confissões de Minas'' [1944] e ''Passeios na ilha'' [1952], ambos pela [Cosac Naify, 2011]. Em 2013, organizou e prefaciou "Retratos Parisienses", de [[Rubem Braga]] [José Olympio].
 
ÉFoi editor da revista de poesia [[Inimigo Rumor]]<ref>{{citar web|url=http://www.7letras.com.br/inimigo.htm|titulo=Inimigo|publicado=7 Letras|lingua=português|acessodata=27 de setembro de 2009}}</ref>, ao lado do poeta carioca [[Carlito Azevedo]], bem como da revista ''Teresa'', publicação da pós-graduação da área de Literatura Brasileira na USP.
 
{{referências}}
88

edições