Diferenças entre edições de "Berta Craveiro Lopes"

1 byte adicionado ,  22h04min de 4 de julho de 2017
"Buckingham", não Buckingam.
("Buckingham", não Buckingam.)
Segue o seu marido nos diversos locais em que cumpre funções, incluindo Índia, Tancos, Açores, Tomar e finalmente Lisboa.
 
No período de 1951 a 1958, como Primeira Dama da Nação desenvolve grande actividade social, acompanhando o marido nas diversas deslocações oficiais e a sua figura elegante e carácter afável são elogiados em todos os locais em que passa, em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente Espanha, África do Sul, Brasil, Inglaterra, além de todos os territórios coloniais. A visita de estado a Inglaterra em 1955, será porém recordada como o momento mais significativo, sendo a primeira vez que um Presidente da República Portuguesa visita oficialmente aquele país. Consciente da importância do momento, Salazar disponibiliza ao Presidente as jóias da coroa para que Berta pudesse apresentar-se condignamente junto da rainha. Craveiro Lopes recusa, preferindo encomendar numa ourivesaria da baixa lisboeta, um conjunto de colar pulseira e brincos, ainda que isso tivesse pesado no orçamento familiar e que tivessem de vender parte do património familiar. Berta apresenta-se radiante em Londres, usando vários vestidos feitos por si. O casal é recebido pela [[Rainha Isabel II]] e instalados no [[Palácio de BuckingamBuckingham]], sendo rodeados de muitas atenções. Conta-se que a Rainha, durante uma recepção, ofereceu os seus próprios aposentos para que Berta recuperasse de uma crise de enxaqueca de que sofria habitualmente. A visita a Inglaterra foi um sucesso para o que contribuiu muito a sua presença, que foi profusamente comentada pela imprensa britânica e nacional. Dois anos depois, Isabel II retribuirá a visita, deslocando-se a Portugal. Também a visita ao Brasil em 1957 e a Moçambique em 1956 foram memoráveis, constituindo momentos em que a presença de Berta foi notada e muito comentada por todos. Ainda hoje na cidade do Maputo, existe o [[Jardim Dona Berta Craveiro Lopes]], onde num monumento de mármore com inscrição, em tempos esteve um busto seu de autoria do escultor [[Leopoldo de Almeida]].
 
Faleceu inesperadamente aos 58 anos de idade, vítima de um [[acidente vascular cerebral]], um mês antes do presidente terminar o seu mandato. Dizem que desencadeado pela preocupação devido à perseguição política de Salazar a seu marido. Morreu ainda na altura do mandato do seu marido. Os seus restos mortais foram depositados no [[Cemitério dos Prazeres]]. O seu marido ainda sobreviverá mais 6 anos.
Utilizador anónimo