Diferenças entre edições de "Chapada"

604 bytes removidos ,  02h07min de 9 de julho de 2017
excluir fauna específica de 1 chapada.
(alterações conceituais de geografia)
(excluir fauna específica de 1 chapada.)
No [[Brasil]], são formações típicas naturais, geralmente localizadas em áreas de intersecção de [[Biomas do Brasil|biomas]]. São áreas fundamentais para a preservação dos biomas brasileiros: [[Amazônia]], o [[Pantanal]], o [[Cerrado]], a [[Caatinga]], a [[Mata Atlântica]] e os [[Pampa|Pampas]], que geralmente abrigam Parques Nacionais como o da [[Chapada Diamantina]], da [[Parque Nacional da Chapada dos Guimarães|Chapada dos Guimarães]], da [[Microrregião da Chapada dos Veadeiros|Chapada dos Veadeiros]], da [[Chapada das Mesas]], do [[Monte Roraima]], dentre outros, Parques Estaduais, Reservas e APAS. Em linhas gerais são locais que possuem altitudes de 300 a 2.810 metros acima do nível do mar ricas em sua fauna, flora e recursos naturais.
 
As chapadas do [[Região Centro-Oeste do Brasil|Centro-Oeste]], como a dos [[Chapada dos Veadeiros|Veadeiros]] em [[Goiás]] e dos [[Chapada dos Guimarães|Guimarães]] no [[Mato Grosso]], são divisores de águas entre as Bacias Amazônicas, Platina, do rio São Francisco e do Tocantins, formando também a [[Chapada da Natividade]], no sul do estado do [[Tocantins]]. No Nordeste Oriental a Depressão Sertaneja e do rio São Francisco sofreram transgressão marinha, o que contribuiu para a presença de fósseis de répteis gigantescos na [[Chapada do Araripe]] e em jazidas de sal-gema (cloreto de sódio encontrado no subsolo). No Estado de Tocantins forma-se a Chapada da Natividade. No [[Região Sudeste do Brasil|Sudeste]], a [[Chapada Guarani]] nasce em grandes áreas de afloramento do [[Aquífero Guarani]], aonde a relação do solo com o enorme volume de água presente no subsolo forma o relevo conhecido como [[cuesta]] e cria a faixa de transição entre a [[Mata Atlântica]] e o [[Cerrado|Cerrado Brasileiro]]. No interior do [[Bahia|Estado da Bahia]] encontra-se a maior [[Chapada Diamantina]], que está um do maiores Parques Nacionais do Brasil. Na triplice fronteira entre o Brasil, a Guiana e a Venezuela talvez uma mais icônicas formação de chapada, o [[Monte Roraima]].
 
No [[Região Norte do Brasil|Norte do Brasil]], em especial nos estados do [[Tocantins ]]onde se encontra uma grande variedade de chapadas e [[Região Nordeste]] onde no [[Maranhão]] pode se encontrar a [[Chapada das Mesas]]. Há uma diversidade de chapadas, que se traduz por uma faixa de terra arenosa, de solo [[quartzareno]], muito propício à [[erosão]], sendo uma variedade do [[cerrado]], também conhecida como carrasco.
 
tocantinense constitui-se de uma vegetação xerófita, seca, dura, grossa, de árvores de galhos retorcidos e casquentos, um tanto longe umas das outras. Essa formação vegetal estende-se por todo o estado do Tocantins, na região de Araguaína, Babaçulândia, Filadélfia, Piraquê, Ananás, Xambioá, Wanderlândia e outros municípios.
Árvores da chapada tocantinense: cajueiro, cajuis, candeia, pequizeiro, tucum, mangaba, mirindiba.
Fauna da chapada tocantinense: Ema, siriema, sofrê, gaviões, corujas, corujões, curicas, tatus, pebas, mambiras, tamanduás, onça pintada, gafanhotos, cascavel.
 
A chapada é usada como pasto na invernação pelos fazendeiros locais.
58

edições