Abrir menu principal

Alterações

1 byte removido, 05h31min de 11 de julho de 2017
sem resumo de edição
Muitos historiadores tem sugerido que os poderes especiais de estas três sés episcopais provieram do fato de serem asociadas com [[São Pedro]] (segundo a tradição, Roma e Antioquia foram fundadas por ele e Alexandria por seu discípulo [[São Marcos]]).<ref name=Anastos>[http://www.myriobiblos.gr/texts/english/milton1_21.html Milton V. Anastos, ''Aspects of the Mind of Byzantium (Political Theory, Theology, and Ecclesiastical Relations with the See of Rome)'', Ashgate Publications, Variorum Collected Studies Series, 2001. ISBN 0 86078 840 7)]</ref>
 
O bispo de '''Jerusalém''' é citado no cânone 7, como tendo uma honra especial (por lá ter ocorrido a Paixão e Ressureição de Cristo), mas sem possuir qualquer autoridade<ref>([http://www.ewtn.com/library/COUNCILS/NICAEA1.HTM Canon 7])</ref>, e sendo submetido ao bispo metropolita de CesaréiaCesareia.
 
Junto com a menção das tradições especiais de Roma, Alexandria e Antioquia, os mesmos cânones 6 e 7 falam da forma de organização metropolitana, que também foi o tema dos dois cânones anteriores, um sistema através do qual o bispo da capital de cada província civil (o [[metropolita]]) possuí certos direitos sobre os bispos das outras cidades da província (''[[:wikt:sufragâneo|sufragânea]]s''),<ref name="metropolitan">Oxford Dictionary of the Christian Church (Oxford University Press 2005 ISBN 978-0-19-280290-3), s.v. ''metropolitan''</ref> e que possivelmente tiveram sua origem também em torno do século III.