Abrir menu principal

Wikipédia β

Alterações

H. P. Lovecraft

3 bytes removidos, há 4 meses
m
traduzindo nome/parâmetro, ajustes gerais nas citações, outros ajustes usando script
|website = www.hplovecraft.com
|rodapé =
|assinatura = [[FileImagem:Small Lovecraft Signature.png]]
}}
 
'''Howard Phillips Lovecraft''' ([[Providence (Rhode Island)|Providence]], [[Rhode Island]], {{dni|20|8|1890|si}} — [[Providence (Rhode Island)|Providence]], [[Rhode Island]], {{morte|15|3|1937|lang=PT}}), mais conhecido por '''H. P. Lovecraft''', foi um [[escritor]] [[estadunidense]] que revolucionou o gênero de [[terror (gênero)|terror]], atribuindo-lhe elementos fantásticos típicos dos gêneros de [[Fantasia (literatura)|fantasia]] e [[ficção científica]].
 
H.P Lovecraft originou o ciclo de histórias que posteriormente passaram a ser categorizadas no denominado ''[[Cthulhu Mythos]]''. Além disso, também desenvolveu o [[grimório]] fictício conhecido como ''[[Necronomicon]]'', supostamente vinculado ao astrônomo e ocultista britânico do [[século XVI]] [[John Dee]]. Através deste grimório, os seres humanos nas histórias de Lovecraft podem se comunicar com o panteão de entidades extremamente anti-humanas criadas pelo autor. Lovecraft era assumidamente conservador e anglófilo, o que pode ser observado em seu poema ''An American To Mother England'',<ref name="Poema">{{citecitar web |url=http://www.hplovecraft.com/writings/texts/poetry/p061.aspx |titletítulo=Poema "An American To Mother England" |publisherpublicado=Donovan K. Loucks}}</ref>, publicado em janeiro de 1916.<ref name="Data de Publicação">{{citecitar web |url=http://www.hplovecraft.com/writings/poetry/p061.aspx |titletítulo=Data de publicação do poema "An American To Mother England" |publisherpublicado=Donovan K. Loucks}}</ref>. Daí o emprego no seu estilo de arcaísmos, bem como vocabulário e ortografia, marcadamente britânicos, fato que contribui para aumentar a atmosfera dos seus contos, como em ''[[O caso de Charles Dexter Ward]]''), que contêm referências a personagens que viveram antes da independência das [[Treze Colónias]], bem como a estabelecimentos comerciais existentes entre os séculos XVII e XVIII.
 
O princípio literário de Lovecraft era o que ele chamava de "cosmicismo" ou "terror cósmico", que se resume à ideia de que a vida é incompreensível ao ser humano, e de que o [[universo]] é infinitamente hostil aos interesses do homem. Isto posto, suas obras expressam uma profunda indiferença às crenças e atividades humanas. Seus trabalhos expressam uma atitude profundamente pessimista e cínica, muitas vezes desafiando os valores do [[Iluminismo]], do [[Romantismo]], do [[Cristianismo]] e do [[Humanismo]].<ref>{{citar livro|nome=Colin|sobrenome=Wilson|título=The Strength to Dream: Literature and the Imagination|editora=|ano=|página=8|idisbn=ISBN 1600250203|nota=Ele odiava a civilização moderna, especialmente a sua convicção de confiança no progresso e na ciência.}}</ref><ref>{{citar livro|nome=Don G.|sobrenome=Smith|título=H.P. Lovecraft in Popular Culture|editora=|ano=2005|página=85|idisbn=ISBN 0-7864-2091-X|nota=Lovecraft também não dizia nada de bom das famílias}}</ref>. Os protagonistas de Lovecraft eram o oposto dos tradicionais [[gnose]] e [[misticismo]] por momentaneamente anteverem o horror da última realidade e do [[Abismo (religião)|abismo]].
 
Durante sua vida, Lovecraft teve um número relativamente pequeno de leitores. No entanto, com o passar das décadas, sua reputação foi se elevando: agora, o autor é considerado um dos escritores de terror mais influentes do [[século XX]]. [[Joyce Carol Oates]] disse que Lovecraft, assim como [[Edgar Allan Poe]] no [[século XIX]], tem exercido "uma influência incalculável sobre sucessivas gerações de escritores de ficção de horror"<ref name=Oates>{{Citar periódico |titulo=The King of Weird |datedata=13 de outubro de 1996 |periodico=The New York Review of Books |sobrenome=Carol Oates |nome=Joyce |volume=43 |numero=17 |url=http://www.nybooks.com/articles/1376 |accessodataacessodata=10 de outubro de 2010}}</ref> e [[Stephen King]] classificou o escritor como "o maior praticante do século XX do conto de horror clássico".<ref>{{Citecitar journalperiódico| url=http://www.americanheritage.com/articles/magazine/ah/1995/8/1995_8_82_print.shtml | titletítulo=The Man Who Can Scare Stephen King |autor author=Wohleber, Curt | publisherpublicado=American Heritage Magazine | issuenúmero=volume 46, issue 8 | yearano=1995 | month=December}}</ref>{{nota de rodapé|King citou-o na capa de 1982 da edição brochada de ''The Best of H.P. Lovecraft: Bloodcurdling Tales of Horror and the Macabre'', publicado pela Del Rey Books, com introdução de Robert Bloch. Outras fontes citam King como chamando o juízo de Lovecraft de "inegável",<ref>{{citar web|url=http://www.abebooks.com/docs/Fantasy/lovecraft.shtml|título=H.P. Lovecraft|autor=|data=|publicado=AbeBooks.com|acessodata=10 de outubro de 2010}})</ref> ou "além de qualquer dúvida".<ref>{{citar livro|url=http://ebooks.ebookmall.com/ebook/102153-ebook.htm|autor=H. P. Lovecraft|título=Bloodcurdling Tales of Horror and the Macabre: The Best of H. P. Lovecraft|editora=|ano=|páginas=|id=|nota=Introdução de Robert Bloch}}</ref>}}
 
== Biografia ==
Durante a juventude, Lovecraft dedicou-se a escrever poesia, mergulhando na ficção de terror apenas a partir de [[1917]]. Em [[1917]], publicou seu primeiro trabalho profissional: o conto ''[[Dagon (Lovecraft)|Dagon]]'', na revista ''[[Weird Tales]]''. Lovecraft, junto de Clifford Martin Eddy, Jr., foi um ''[[Ghost-writer|ghostwriter]]'' da revista ''Weird Tales'', inclusive escrevendo uma história para [[Harry Houdini]], chamada "Sob as Pirâmides" ("Under the Pyramids", também conhecida como "Imprisoned with the Pharaohs"). Sua mãe nunca chegou a ver nenhum trabalho do filho publicado, tendo morrido em [[1921]] após complicações de uma cirurgia.
 
Lovecraft trabalhou como jornalista por um curto período, durante o qual conheceu Sonia Greene, com quem viria a casar. Ela era uma [[judia]] natural da [[Ucrânia]], oito anos mais velha que ele, o que fez com que sua tias protestassem contra o casamento. O casal mudou-se para o [[Brooklyn]], na cidade de [[Nova Iorque]], cidade de que Lovecraft nunca gostou.<ref>{{citar livro |nome=Michel |sobrenome=Houellebecq |título=H. P. Lovecraft: Against the World, Against Life |editora=McSweeney's & Believer Books |local=Nova Iorque |data=2005 |páginas=150 |id=}}</ref>. O casamento durou poucos anos e, após um divórcio amigável, Lovecraft regressou a [[Providence]], onde moraria até morrer.
 
O período imediatamente após seu divórcio foi o mais prolífico de Lovecraft, no qual ele se correspondia com vários escritores estreantes de horror, ficção e aventura. Entre eles, seu mais ávido correspondente era [[Robert E. Howard]], criador de [[Conan o Bárbaro]]. Algumas das suas mais extensas obras foram escritas nessa época, como ''[[At the Mountains of Madness|Nas Montanhas da Loucura]]'' e ''[[The Case of Charles Dexter Ward|O Caso de Charles Dexter Ward]]'', seu único romance.
 
;Conan
Lovecraft foi amigo de [[Robert Howard]], criador de [[Conan]] e [[Kull]]. Quando foram lançados, essas personagens eram publicadas apenas em forma de contos nas pulp magazines. A popularização de Conan a partir do lançamento do filme [[Conan the Barbarian|Conan, o bárbaro]], impulsionou as suas publicações em [[banda desenhada]] ([[história em quadrinho]] no Brasil). Muitas das melhores histórias de Conan contêm inúmeras referências a personagens criados por Lovecraft, em algumas, chega mesmo a aparece uma personagem, meio Deus meio Demónio, referência à série [[Cthulhu Mythos]].
 
;Martin Mystère
=== Música ===
Muitas bandas de rock e [[heavy metal|metal]] fazem homenagens a Lovecraft nas suas músicas, como por exemplo:
* [[Dylath-Leen]] - Toda a discografia. O próprio nome desta banda de [[death metal]] da [[França]] foi inspirada em um cidade fictícia citada na obra de Lovecraft.<ref>{{citar web|url=http://www.metal-archives.com/band.php?id=34737|título=Dylath-Leen|autor=|data=|publicado=[[Encyclopaedia Metallum]]|acessodata=3 de fevereiro de 2011}}</ref>.
* A banda [[Ucrânia|ucraniana]] [[Ossadogva]] comumente aborda como tema de suas [[música]]s o trabalho de Lovecraft, particularmente os mitos de Chtulu.<ref>{{citar web|url=http://www.metal-archives.com/band.php?id=3540264948|título=Ossadogva|autor=|data=|publicado=[[Encyclopaedia Metallum]]|acessodata=3 de fevereiro de 2011}}</ref>.
* A banda [[Spawn of Matriarch]], (formada no [[Tadjiquistão]], mas actualmente a residir nos [[Estados Unidos]]) normalmente tem como tema das suas músicas o trabalho de Lovecraft .<ref>{{citar web|url=http://www.metal-archives.com/band.php?id=43259|título=Spawn of Matriarch|autor=|data=|publicado=[[Encyclopaedia Metallum]]|acessodata=3 de fevereiro de 2011}}</ref>.
* A banda de [[black metal]] [[Itália|italiana]] Abgott tem como tema de suas músicas exclusivamente a obra de Lovecraft .<ref>[[Encyclopaedia Metallum]]. [http://www.metal-archives.com/band.php?id=5034]</ref>.
* Outra banda de black metal da Itália a abordar como tema de suas composições o trabalho de Lovecraft é o grupo Advent .<ref>[[Encyclopaedia Metallum]]. [http://www.metal-archives.com/band.php?id=13874]</ref>.
* A banda de [[doom metal]] Innzmouth, da [[Síria]], tem como tema de suas composições exclusivamente as obras de Lovecraft .<ref>{{citar web|url=http://www.metal-archives.com/band.php?id=3540324008|título=Innzmouth|autor=|data=|publicado=[[Encyclopaedia Metallum]]|acessodata=5 de março de 2011}}</ref>.
* Em [[2010]] a gravadora Voidhanger Records lançou uma coletânea chamada ''Tribute to H.P. Lovecraft - Gate 1: Yogsothery - Chaosmogonic Rituals of Fear'', contendo músicas executadas pelas bandas Jääportit, Umbra Nihil, Aarni e Caput LVIIIm. As letras de todas as composições abordam como temática os mitos de Chtulu, o [[ocultismo]], a literatura e o horror .<ref>[[Encyclopaedia Metallum]]. [http://www.metal-archives.com/review.php?id=290132]</ref><ref>[[Encyclopaedia Metallum]]. [http://www.metal-archives.com/release.php?id=290139]</ref>.
* A banda britânica [[Arctic Monkeys]] cita Lovecraft na musica "You're So Dark".
* A banda americana Metallica baseou-se nas obras de Lovecraft para compor as letras de <nowiki>''</nowiki>The Thing That Should Not To Be<nowiki>'', ''</nowiki>All Nightmare Long<nowiki>'', "</nowiki>Dream No More<nowiki>"</nowiki> e o título de seu renomado instrumental <nowiki>''</nowiki>The Call of Ktulu<nowiki>''</nowiki>.
200 684
edições