Radio Corporation of America: diferenças entre revisões

129 bytes removidos ,  03h40min de 21 de julho de 2017
m
Foram revertidas as edições de 189.71.43.86 para a última revisão de 81.84.216.123, de 22h58min de 16 de julho de 2017 (UTC)
m (Foram revertidas as edições de 189.71.43.86 para a última revisão de 81.84.216.123, de 22h58min de 16 de julho de 2017 (UTC))
== RCA no Brasil ==
[[Ficheiro:RCA Victor brazilian propaganda carnival 1942.png|miniaturadaimagem|Anúncio de 1942 do fonógrafo e principais artistas, dentre os quais [[Carlos Galhardo|Galhardo]], [[Linda Batista]], [[Silvio Caldas]], [[Orlando Silva]], [[Aracy de Almeida]] e [[Nelson Gonçalves]].]]
No Brasil, seu recordista em vendagensvendas de discos foi [[Nelson Gonçalves]], que permaneceu na gravadora desde 1941 até o final de sua vida em 1998. O cantor havia vendido cerca de 78 milhões de cópias até aquele ano.
 
A RCA Brasil já contratou vários talentos brasileiros como [[Vanusa]], [[Carmen Miranda]], [[Luiz Gonzaga]], [[Cauby Peixoto]], [[Engenheiros do Hawaii]], [[Latino (cantor)|Latino]], [[Eliana (apresentadora)|Eliana]], [[Carlos Gonzaga]], [[Jacob do Bandolim]], [[Sergio Reis]], [[Os Incríveis (banda)|Os Incríveis]], [[The Fevers]], [[Patrícia e Luciano]], [[Trem da Alegria]], [[Fafá de Belém]], [[Bruno & Marrone]], [[Bezerra da Silva]], [[Obina Shock]], [[Genival Lacerda]], [[José Augusto (cantor)|José Augusto]], [[Maria Creuza]], [[Sá e Guarabira]], [[Gal Costa]], [[Maria Bethânia]], [[Roupa Nova]] e a [[Perla]] (a cantora paraguaia), que graças ao próprio esforço e à gravadora vendeu mais de 30 milhões de discos.
 
A RCA também é conhecida no Brasil por ter ajudado a implantar a televisão no Brasil em [[1950]], graças à iniciativa de [[Assis Chateubriand]].
Lembrando, que, de fato, desde o início do [[Governo Federal]] de [[Eurico Gaspar Dutra]] foram importados [[Televisores]] no [[Brasil]].
 
== Ver também ==
229 756

edições