Diferenças entre edições de "Equador celeste"

1 byte adicionado ,  01h26min de 24 de julho de 2017
m
traduzindo nome/parâmetro nas citações usando script
(Portal da astronomia)
m (traduzindo nome/parâmetro nas citações usando script)
 
[[Imagem:AxialTiltObliquity.png|right|thumb|300px|O equador celeste está inclinado em 23,4° em relação ao plano da eclíptica. A figura mostra as relações entre a [[inclinação axial]] da Terra, o eixo de [[Movimento de rotação|rotação]] e o [[plano orbital]].]]
 
O '''equador celeste''' é o [[círculo máximo]] determinado pela intersecção da [[esfera celeste]] com o plano perpendicular ao [[eixo terrestre]] que passa pelo centro da [[Terra]].<ref>{{Citar livro | último = BOCZKO |primeiro = Roberto | título = Conceitos de Astronomia | local = São Paulo | editora = Edgard Blücher | ano = 1984 | página = 37 | isbn = 85-212-0075-7}}</ref> Em outras palavras, é uma projeção do equador terrestre para o espaço.<ref>{{Citecitar web
| title título= Celestial Equator
| url=http://scienceworld.wolfram.com/astronomy/CelestialEquator.html
| accessdate acessodata= 5 de agosto de 2011 }}</ref> Como resultado da [[inclinação axial]] da Terra, o equador celeste está inclinado em 23,4° em relação ao plano da [[eclíptica]]. Os dois pontos da esfera celeste em que a eclíptica corta o equador celeste são denominados [[equinócio]]s.
 
O equador celeste, por definição, está a uma distância infinita, uma vez que está na esfera celeste. Portanto, o observador sempre vê as extremidades do semicírculo desaparecerem sobre o horizonte exatamente no leste e no oeste, independentemente da posição do observador na Terra. Nos [[Polo geográfico|polos]], porém, o equador celeste é paralelo ao horizonte. Em todas as latitudes o equador celeste parece perfeitamente reto, porque o observador está a uma distância finita do plano do equador celeste, mas infinitamente distante do equador celeste propriamente dito.<ref>{{Citecitar booklivro
| lastúltimo = Millar
| firstprimeiro = William
| title título= The Amateur Astronomer's Introduction to the Celestial Sphere
| publisher publicado= [[Cambridge University Press]]
| date data= 2006
| isbn = 978-0-521-67123-1}}</ref>
 
210 105

edições