Diferenças entre edições de "Graça preveniente"

25 bytes adicionados ,  15h04min de 25 de julho de 2017
sem resumo de edição
{{Arminianismo2}}
{{Cinco Artigos}}
'''Graça preveniente''' é uma [[teologia cristã]] enraizada em [[Agostinho de Hipona]], porém foi defendida por inúmeros pais da igreja antes do bispo de Hipona, que hoje chamamos de constituintes da Patrística.<ref>[[Henry Bettenson]], ''The Later Christian Fathers'' (London: Oxford University Press, 1970), pp. 204-205.</ref> Ela é abraçada primeiramente pelos cristãos [[Arminianismo|arminianos]] que são influênciados pela teologia de [[Jacó Armínio]] ou [[John Wesley]]. Wesley tipicamente referiu-se a ela na linguagem do século XVIII como ''graça preventiva''. Em portugues moderno, a frase ''graça precedente'' deve ter um significado similar.
 
Graça preveniente é [[Graça|divina graça]] que precede a decisão humana. Ela existe antes de e sem referência a qualquer feito humano. Como os homens foram corrompidos pelo efeito do [[pecado]], a graça preveniente permite as pessoas exercerem o seu [[livre-arbítrio]] ''dado por Deus'', podendo então, escolher a salvação oferecida por Deus em Jesus Cristo ou rejeitar a oferta salvífica. Agostinho disse que a graça preveniente não pode ser resistida, arminianos wesleyanos acreditam que ela permite, mas não assegura, a aceitação pessoal do dom da salvação.
Utilizador anónimo