Abrir menu principal

Alterações

12 bytes removidos ,  20h03min de 25 de julho de 2017
m
traduzindo nome/parâmetro, ajustes gerais nas citações, outros ajustes usando script
{{Tipologia linguística}}
Em [[tipologia linguística]], '''Sujeito-Verbo-Objeto''' (ou '''SVO''') é uma estrutura oracional na qual o [[sujeito]] surge primeiro, seguido do [[verbo]] e por último o [[objeto]]. As línguas podem ser classificadas de acordo com a sequência deste elementos dominante. Juntamente com a ordem [[SOV]], a ordem SVO é uma das duas mais comuns, e as duas incluem mais de 75% das línguas do mundo.<ref>{{citecitar booklivro
| lastúltimo = Crystal
| firstprimeiro = David
| title título= The Cambridge Encyclopedia of Language
| edition edição= 2nd edition
| year ano= 1997
| publisher publicado= Cambridge University Press
| location local= Cambridge
| id isbn= ISBN 0-521-55967-7
}}</ref>É também a ordem mais comum nas [[línguas crioulas]], sugerindo que pode ser de algum modo mais "óbvia" inicialmente para a psicologia humana (possivelmente através de "metáfora física", como no caso de um objecto atirado, em que a atenção passa naturalmente do atirador (sujeito) para o caminho do objecto voador (verbo) e só depois para o alvo (objeto). Porém tal não foi ainda examinado cientificamente.
 
Exemplos de línguas com ordem SVO são o [[Língua inglesa|inglês]], [[Língua finlandesa|finlandês]], [[Língua chinesa|chinês]], [[Língua iorubá|iorubá]], [[Língua malaia|malaio]], [[Língua quiché|quiché]], [[Língua guarani|guarani]], entre muitas outras. As [[línguas românicas]] também seguem a ordem SVO, excepto em construções em muitas delas nas quais um pronome funciona como o objecto.
 
Um exemplo de ordem SVO em português: ''O João comeu a maçã''.
210 093

edições