Abrir menu principal

Alterações

m
ajustando datas, traduzindo nome/parâmetro nas citações, outros ajustes usando script
[[Ficheiro:Vertreibung.jpg|thumb|Expulsão de alemães dos [[Sudetas]].]]
[[Ficheiro:Bundesarchiv Bild 146-1985-021-09, Flüchtlinge.jpg|thumb|Refugiados [[alemães]] expulsos da [[Silésia]] após a transferência do território para a [[República Popular da Polónia|Polónia]] em [[1945]].]]
A '''expulsão de alemães após a Segunda Guerra Mundial''' se refere à [[migração forçada]] de [[alemães#Etnia alemã e nacionalidade alemã|alemães étnicos]] (''[[Volksdeutsche]]'') e cidadãos alemães (''[[Reichsdeutsche]]'') nas fases finais da [[Segunda Guerra Mundial]] e no período após o fim da guerra, de vários estados e territórios da [[Europa]], principalmente das zonas ocupadas pelos [[Aliados]] [[zonas ocupadas pelos Aliados na Alemanha|na Alemanha]] e a [[Zonas ocupadas pelos Aliados na Áustria|na Áustria]].
 
Depois da Segunda Guerra, essas áreas, incluídas nas províncias alemãs pré-guerra, foram transferidas para a [[República Popular da Polónia|Polônia]] e para a [[União Soviética]], assim como as áreas que a [[Alemanha nazista]] havia anexado ou ocupado na [[Segunda República Polonesa|Polônia]], [[Tchecoslováquia]], [[Hungria]], [[Romênia]], norte da [[Iugoslávia]] e outros Estados da [[Europa Central]] e [[Leste europeu|Oriental]].
Muitas mortes foram atribuídas às expulsões, com estimativas variando 500 mil a dois milhões, onde os valores mais elevados incluem as mortes por [[fome]] e [[doença]]s, bem como de atos violentos. Muitos civis alemães também foram enviados para campos de internamento e de trabalho. A política era parte da geopolítica e de reconfiguração étnica da Europa pós-guerra e, em retaliação à [[Alemanha nazista]] pelas subsequentes limpezas étnicas e atrocidades cometidas na Europa ocupada pelos nazistas.
 
As deslocações ocorreram em três fases sobrepostas, a primeira das quais foi a fuga e evacuação de civis alemães face ao avanço do [[Exército Vermelho]], de meados de 1944 até ao início de 1945.<ref name="Gibney197198">{{citecitar booklivro|titletítulo=Immigration and Asylum: From 1900 to the Present|first1primeiro1 =Matthew J |last1último1 =Gibney |first2primeiro2 =Randall |last2último2 =Hansen|yearano=2005|pagepágina=197 |isbn=1-57607-796-9 |publisherpublicado=ABC-CLIO |locationlocal=Santa Barbara, Calif.}}</ref> A segunda fase foi a expulsão desorganizada de alemães que se seguiu à derrota da [[Wehrmacht]].<ref name="Gibney197198"/> A terceira foi já mais organizada e seguiu-se ao [[Acordo de Potsdam]],<ref name="Gibney197198"/> que redefiniu as fronteiras da Europa Central e aprovou as expulsões ordeiras e humanas dos alemães da Polónia, Checoslováquia e Hungria.<ref>{{citecitar web|url=http://www.pbs.org/wgbh/amex/truman/psources/ps_potsdam.html |titletítulo=Agreements of the Berlin (Potsdam) Conference, July 17-August 2, 1945|publisherpublicado=[[Public Broadcasting Service|PBS]]|accessdateacessodata=29 de agosto de 2009}}</ref> Muitos civis alemães foram também enviados para campos de trabalho.<ref>*{{citecitar booklivro|titletítulo=Germany: 2000 Years : Volume III : From the Nazi Era to German Unification|editor-firstnome =Frederic C|editor-lastsobrenome =Tubach|first1primeiro1 =Gerhart|last1último1 =Hoffmeister|first2primeiro2 =Kurt Frank|last2último2 =Reinhardt|first3primeiro3 =Frederic C|last3último3 =Tubach|editionedição=2|publisherpublicado=Continuum International Publishing Group|yearano=1992|isbn=0-8264-0601-7|url=http://www.google.de/books?id=glMpTyiRXDoC&pg=PA57|accessdateacessodata=28 de agosto de 2009|pagepágina=57}}
*{{citecitar booklivro|titletítulo=Fires of hatred: ethnic cleansing in twentieth-century Europe|firstprimeiro =Norman M|lastúltimo =Naimark|publisherpublicado=Harvard University Press|yearano=2001|url=http://www.google.de/books?id=L-QLXnX16kAC&pg=PA131|accessdateacessodata=28 Augustde agosto de 2009|pagepágina=131|isbn=0-674-00994-0}}
*{{citecitar booklivro|titletítulo=Population resettlement in international conflicts: a comparative study|first1primeiro1 =Arie Marcelo|last1último1 =Kacowicz|first2primeiro2 =Pawel|last2último2 =Lutomski|publisherpublicado=Lexington Books|yearano=2007|pagepágina=101|isbn=073911607|url=http://www.google.de/books?id=ovck_g0xwX0C&pg=PA101|accessdateacessodata=27 Augustde agosto de 2009}}
*{{citecitar web|firstprimeiro =Tomasz|lastúltimo =Kamusella|editor1editor-lastsobrenome1 =Prauser|editor2editor-lastsobrenome2 =Reeds|titletítulo=The Expulsion of the German communities from Eastern Europe|pagepágina=28|publisherpublicado=EUI HEC|yeardata=janeiro de 2004/1|url=http://cadmus.iue.it/dspace/bitstream/1814/2599/1/HEC04-01.pdf|accessdateacessodata=27 Augustde agosto de 2009|formatformato=pdf}}</ref> As maiores expulsões ficaram completas em 1950.<ref name="Gibney197198"/> AS estimativas para o número total de pessoas descendentes de alemães que vivem na Europa Oriental varia de {{formatnum:700000}} a 2,7 milhões.
 
== Ver também ==
210 076

edições