Diferenças entre edições de "Ettore Sottsass"

17 bytes adicionados ,  16h03min de 31 de julho de 2017
m
Ajustes.
(photos)
m (Ajustes.)
Courtesy Château de Montsoreau-Museum of Contemporary Art
]]
'''Ettore Sottsass''' ([[Innsbruck]], [[Áustria]], [[14 de setembro]] de [[1917]] - [[Milão]], [[Itália]], [[31 de dezembro]] de [[2007]]), filho de pai italiano e mãe austríaca, foi um dos expoentes do desenho italiano do pós-guerra, tendo se formado arquiteto pela Universidade Politécnica de Turim em 1939. Durante a Guerra de 1945, serviu num campo de concentração na Iugoslávia. Em seguida, instalou-se em [[Milão]], em 1946, onde iniciou sua carreira abrindo um estúdio próprio. Em 1958, passou a ser responsável pelo design dos produtos [[Olivetti]], ofício que lhe traria o reconhecimento internacional. Ali, criou produtos não só inovadores como também esteticamente atraentes, influenciados pelas culturas [[Pop art|pop]] e [[Geração beat|beat]] da [[década de 1960]], associando o nome da empresa ao design industrial de ponta.
[[File:Paolo Monti - Servizio fotografico (Milano, 1960) - BEIC 6365848.jpg|thumb|left|12 [[Triennale de Milão]], mobiliário para interiores concebidos por Sottsass. Photo por [[Paolo Monti]], 1960.]]
 
A Elea 9003, primeira calculadora italiana, ganhou para a Olivetti o prêmio Compasso de Ouro, em 1959. Em 1963, Sottsass criou a máquina de escrever Praxis; em 1964, a Tekne; e em 1969, a de maior sucesso, Valentine, de [[plástico]] vermelho-vivo.
 
''"Chama-se Valentine e foi inventada para ser utilizada em toda a parte, exceto no escritório. A sua finalidade não é evocar a monotonia das horas de escritório, mas fazer companhia aos poetas amadores, que cortejam as musas ao domingo no campo ou para decorar uma mesa de um estúdio, como objeto de cor viva." '''[[Revista Abitare]], 1969.'''''
 
Em 1970, criou a Synthesis 45, cadeira de escritório em cores vivas de modo que a alegria penetrasse no ambiente de trabalho. Expôs as suas criações no [[Studio Alchimia]], fundado em 1976, também em Milão, tornando-se o ponto de encontro da vanguarda pós-radical com Ettore Sottsass e jovens arquitetos e designers como [[Alessandro Mendini]] (n.1931), [[Michele De Lucchi]] (n.1952), [[Andrea Branzi]] (n.1938), [[Aldo Cibic]] (n.1955) e [[Nathalie Du Pasquier]] (n.1957).
4 622

edições