Meio-campo: diferenças entre revisões

4 bytes removidos ,  7 de agosto de 2017
m
traduzindo nome/parâmetro nas citações, outros ajustes usando script
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (traduzindo nome/parâmetro nas citações, outros ajustes usando script)
 
== História dos meio-campistas ==
O meio campo, originalmente, não era tratado como um setor tão importante como é hoje em dia. Antes da [[década de 1970]], por exemplo, o esquema de jogo mais usado era o [[4-2-4]], com dois laterais, dois zagueiros, dois [[Pontas|pontas]] e dois [[Atacante (futebol)|atacante]]s, além dos dois homens de meio.
 
Isso começou a mudar na [[Copa do Mundo de 1970]], quando o técnico brasileiro [[João Saldanha]] (que pouco antes da copa foi substituído por [[Mário Jorge Lobo Zagallo|Zagallo]]) inventou um novo esquema de jogo, o [[4-3-3]], em que o [[ponta-esquerdo]] [[Roberto Rivellino|Rivellino]] jogava mais recuado, como um meio-campista. O sistema inovador, com o qual o [[Brasil]] foi campeão mundial, rapidamente se tornou o mais usado da época.
 
=== [[Playmaker]] ===
'''[[Playmaker]]''' é aquele jogador que tem a função de criar as jogadas ofensivas, ou seja, de controlar o fluxo ofensivo da equipe. A qualidade mais importante de um [[playmaker]] é a visão e a capacidade de ler o jogo. Intuição, criatividade e boa posse de bola são elementos chave para este tipo de jogador.<ref>{{citecitar web|url=http://dictionary.reference.com/browse/playmaker|titletítulo=Playmaker - Define Playmaker at Dictionary.com|workobra=Dictionary.com}}</ref> Os [[playmaker]]s normalmente utilizam a camisa 10 de seus clubes. Porém, deve-se ter em mente que um [[playmaker]] não necessariamente joga no meio-de-campo.
 
=== Volantes ===
210 193

edições