Abrir menu principal

Alterações

21 bytes removidos, 03h20min de 9 de agosto de 2017
* Cooperação financeira – surge como a solução para conseguir o apoio financeiro necessário ao desenvolvimento de uma estratégia ou projeto empresarial, mas também como uma opção para reforçar uma cooperação já estabelecida, por exemplo, no domínio técnico ou para participar numa “''joint venture''” ou projeto internacional, como os programas comunitários de investigação;
* Cooperação comercial – a cooperação de âmbito comercial surge como a solução para comercializar e distribuir os produtos/serviços em novos mercados internacionais, para controlar a oferta nos mercados existentes, para melhorar e completar a gama de produtos da empresa, para distribuir os produtos antes dos concorrentes, para reduzir os custos e riscos em termos gerais e para alargar a rede de distribuição, e se esta não existir, para criar uma infraestrutura básica. As modalidades de cooperação comercial mais comuns são: o ''Franchising'' [2] e o Consórcio de empresas para a comercialização;
* Cooperação tecnológica – as empresas decidem cooperar com outras empresas mais dotadas tecnologicamente para colmatar deficiências a nível do processooperacionais de produção ou do produto. Entre as diversas modalidades de cooperação tecnológica destacam-se a licença de exploração de patentes e marcas e os contratos de assistência técnica;
* Cooperação a nível de produçãoprodutiva – neste tipo de cooperação, a subcontratação é uma das modalidades mais utilizadas pelas empresas, isto é, uma empresa (contratante) confia a outra (subcontratada), a execução, segundo indicações pré-estabelecidas, de uma parte da produção ou serviços, conservando a empresa contratante a responsabilidade económica final.
 
[1] ''Joint Venture'' corresponde a uma associação entre duas ou mais empresas com vista à implantação de uma empresa comum. Isto significa que participam no capital social de uma entidade juridicamente independente, partilhando os investimentos, os lucros ou perdas e os riscos (OECD, 2008<ref>{{citar web|url = http://www.oecd.org/industry/inv/investmentstatisticsandanalysis/40193734.pdf|título = OECD Benchmark Definition of Foreign Direct Investment. Glossary of Foreign Direct Investment Terms and Definitions, 4th Edition|data = 2008|acessadoem = 14 de julho de 2015|autor = OECD|publicado = OECD}}</ref>).
Utilizador anónimo