Diferenças entre edições de "Dialética"

217 bytes removidos ,  11h53min de 15 de agosto de 2017
→‎História da dialética: Não existe um motivo claro para citar o referido, e controverso, guru indiano, e não citar diversos outros filósofos antigos, modernos e contemporâneos que se inspiraram na dialética para elaborar seus pensamentos.
(→‎História da dialética: Não existe um motivo claro para citar o referido, e controverso, guru indiano, e não citar diversos outros filósofos antigos, modernos e contemporâneos que se inspiraram na dialética para elaborar seus pensamentos.)
Desde a Grécia Antiga, a dialética sempre encontrou quem fosse contra, como [[Parmênides]], mesmo vivendo na mesma época do mais radical pensador dialético: [[Heráclito]]. Para compreensão do tema, o autor passa por vários itens, começando pelo trabalho.
 
[[Heráclito]] foi o pensador dialético mais radical da [[Grécia Antiga]]. Para ele, os seres não têm estabilidade alguma, estão em constante movimento, modificando-se. É dele a famosa frase “um homem não toma banho duas vezes no mesmo rio”, porque nem o homem nem o rio serão os mesmos. No [[século XX]], [[Rajneesh|Osho Rajneesh]], nascido na [[Índia]], retoma o pensamento de Heráclito sobre a dialética com a publicação do livro "A Harmonia Oculta: Discursos sobre os fragmentos de Heráclito".
 
[[Imagem:Heraclitus, Johannes Moreelse.jpg|thumb|140px|direita|[[Heráclito]], o pensador dialético mais radical da Grécia Antiga.]]
Utilizador anónimo