Diferenças entre edições de "Almostali"

24 bytes removidos ,  21h32min de 29 de agosto de 2017
sem resumo de edição
|sepultamento=
}}
'''AḥmadAmade al-Musta‘li''' ({{Lang-ar|أحمد المستعلى}}) foi o nono [[califa fatímida]] e é tido pelos [[ismailitas]] [[mustaali]] como sendo o 19º [[imam]]. Al-Musta'li foi alçado ao poder pelo [[vizir]] e regente [[Al-Afdal ShahanshahLavendálio]] (r. 1094 - 1121) como sucessor de seu pai [[al-MustansirAlmostancir do Cairo|al-MustansirAlmostancir]]. Em todos os sentidos, o califa era subordinado de seu poderoso vizir.
 
== Crise sucessória ==
[[FicheiroImagem:Calif al Mustali Tripoli 1101 CE.jpg|150px|esquerda|thumb|[[Dinar]] de al-Musta'li.]]
 
Uma complicação na escolha de al-Musta'li foi o seu irmão mais velho [[Nizar]], que era considerado como o verdadeiro herdeiro do trono. A escolha de al-Musta'li levou a uma guerra civil entre os fatímidas e, embora a revolta de Nizar tenha sido derrotada (terminando com sua morte na prisão), a quebra nas regras de sucessão causaram um cisma entre os [[xiitas]] [[ismailitas]]. Nos territórios do [[turcos seljúcidas]] da [[Síria]] e da [[Pérsia]], a seita dos [[nizaris]] se desenvolveu, um ramo do que é conhecido historicamente como ''[[hashshashinordem dos assassinos]]s'' ("Assassinos"). Os que apoiaram o [[imam]]anato de al-Musta'li ficaram conhecidos como ''mustaalis''.
 
Durante o reinado do califa, a [[Primeira Cruzada]] (1099) fundou o [[Reino de Jerusalém]], o [[Condado de Trípoli]] e o [[Principado de Antioquia]] na [[Terra Santa]], o que reduziu ainda mais o poder dos fatímidas na Síria e na Palestina.