Diferenças entre edições de "História de Israel"

168 bytes removidos ,  16h57min de 30 de agosto de 2017
alterei uma informação tendenciosa e errada.
m (Foram revertidas as edições de 201.88.5.116 para a última revisão de Luizdl, de 03h48min de 2 de agosto de 2017 (UTC))
(alterei uma informação tendenciosa e errada.)
O moderno estado de '''[[Israel]]''' tem as suas histórias religiosas na [[Terra de Israel]] (''Eretz Israel''), um conceito central para o [[judaísmo]] desde os tempos antigos,<ref name="britannnicajudaism">{{citar enciclopédia|título= Judaism |enciclopédia= [[Encyclopædia Britannica]] Online |acessodata= 30-12-2008 |url = http://www.britannica.com/EBchecked/topic/307197/Judaism/35241/Israel-the-Jewish-people }}</ref><ref>Veja, por exemplos [[Lech-Lecha|Genesis 12 e 13]]. ''[[Etz Hayim Humash]]''. [[Jewish Publication Society]], 2001.</ref><ref>{{Citar web |url=http://www.cilisboa.org/nil_gen.htm |título=''Israel em Foco'' - Centro Israelita de Lisboa |língua= |autor= |obra= |data= |acessodata=}}</ref> e no coração dos antigos reinos de [[Reino de Israel|Israel]] e [[Reino de Judá|Judá]].<ref>{{Citar web |url=http://dictionary.reference.com/browse/jew |título="Dictionary.com - 'jew.'" Webster's Revised Unabridged Dictionary. MICRA, Inc. 16 Feb. 2009 |língua= |autor= |obra= |data= |acessodata=}}</ref> Após o nascimento do [[sionismo]] político, em [[1897]], e da [[Declaração de Balfour]], a [[Liga das Nações]] concedeu ao [[Reino Unido]] o [[Mandato Britânico da Palestina]] após a [[Primeira Guerra Mundial]], com a responsabilidade para o estabelecimento de ''"…tais condições políticas, administrativas e econômicas para garantir o estabelecimento do lar nacional judaico, tal como previsto no preâmbulo e no desenvolvimento de instituições autônomas, e também para a salvaguarda dos direitos civis e religiosos de todos os habitantes da [[Palestina]], sem distinção de [[raça]] e de [[religião]]… "''.<ref>article 2 of [http://avalon.law.yale.edu/20th_century/palmanda.asp The Avalon Project: The Palestine Mandate]</ref>
 
Em novembro de 1947 as [[Organização das Nações Unidas|Nações Unidas]] recomendaram a [[Plano da ONU para a partição da Palestina de 1947|partição da Palestina]] em um Estado judeu, um [[Estados Árabes|Estado árabe]] e uma administração direta das Nações Unidas sob [[Jerusalém]].<ref>{{Citar web|url=http://www.yale.edu/lawweb/avalon/un/res181.htm |publicado=Yale University |título=United Nations General Assembly Resolution 181 |acessodata=3-3-2010|data=29-11-1947 |obra=The Avalon Project}}</ref>. A partição foi aceita pelos líderes sionistas, mas rejeitada pelos líderes árabes, o que conduziu à [[Guerra civil no Mandato da Palestina|Guerra Civil de 1947-1948]]. Israel [[Declaração de Independência do Estado de Israel|declarou sua independência]] em [[14 de maio]] de [[1948]] e Estados árabes vizinhos [[Guerra árabe-israelense de 1948|atacaram o país]] no dia seguinte. Desde então, Israel travou uma [[Conflito árabe-israelense|série de guerras]] com os Estados árabes vizinhos<ref>{{citar enciclopédia
|título= Arab-Israeli wars
|enciclopédia= Britannica Online Encyclopedia
|acessodata= 29-7-2008
|url = http://www.britannica.com/EBchecked/topic/31439/Arab-Israeli-wars
}}</ref> e, como consequência, Israel atualmente controla [[Territórios ocupados por Israel|territórios]] além daqueles delineados no [[Armistício israelo-árabe de 1949]]. Algumas das fronteiras internacionais do país continuam em disputa, mas Israel assinou tratados de paz com o [[Tratado de paz israelo-egípcio|Egito]] e com a [[Tratado de paz Israel-Jordânia|Jordânia]] e apesar de esforços para resolver o conflito com os palestinos, até agora só se encontrou sucesso limitado.
 
== Origens de Israel ==
1

edição