Diferenças entre edições de "Tradição judaico-cristã"

11 bytes removidos ,  21h16min de 30 de agosto de 2017
sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 200.222.41.11 para a última revisão de Salebot, de 17h48min de 9 de novembro de 2015 (UTC))
<blockquote> "Uma vez que se reconhece que o Cristianismo tem historicamente enraizado o anti-semitismo (...). Para os cristãos, o conceito de uma tradição judaico-cristã confortavelmente sugere que o judaísmo progride no cristianismo - que o judaísmo é algo concluído no cristianismo. O conceito de fluxos de tradição judaico-cristã a partir da teologia cristã ensina, que a Aliança Cristã (ou Testamento) com Deus substitui a Aliança judaica. O cristianismo, de acordo com este mito, reforma e substitui o judaísmo. O mito, portanto, implica, em primeiro lugar, que o judaísmo necessita de reforma e substituição, e, segundo, que o judaísmo moderno permanece apenas como uma "relíquia". O mais importante é que o mito da tradição judaico-cristã insidiosamente obscurece as diferenças reais e significativas entre o judaísmo e o cristianismo ".<ref>Stephen M. Feldman (1998), ''Please Don't Wish Me a Merry Christmas: A Critical History of the Separation of Church and State''</ref></blockquote>
 
== Judaico-cristão-muçulmano ==
O filósofo esloveno [[Slavoj Zizek]] alegou que o termo judaico-muçulmano para descrever a cultura do Oriente Médio contra a cultura cristã ocidental seria mais adequado atualmente,<ref>[http://www.lacan.com/zizarchives.htm Slavoj Zizek—A Glance into the Archives of Islam]</ref> afirmando que uma influência da cultura judaica no mundo ocidental foi minimizada devido à perseguição e à exclusão histórica da minoria judaica. (Embora haja também uma perspectiva diferente sobre a contribuição judaica e sua influência<ref>{{Citar web|título=Jewish Nobel Prize winners|url=http://www.jinfo.org/Nobel_Prizes.html|obra=Jinfo.org}}</ref>). O conceito de tradição Judaico-cristã-muçulmana refere-se, assim, às três principais religiões monoteístas, vulgarmente conhecidas como a [[religiões abraâmicas]]. O intercâmbio formal entre as três religiões, modelado através do diálogo inter-grupos, tornou-se comum com a [[globalização]].
 
Utilizador anónimo