Abrir menu principal

Alterações

7 bytes removidos ,  23h54min de 5 de setembro de 2017
m
ajustando datas nas citações, outros ajustes usando script
| nome = Courtney Love
| fundo = cantor_solo
| imagem = [[FileImagem:Life Ball 2014 Courtney Love Crop.png|250px]]
| legenda = Courtney Love em Viena, Austria, em maio de 2014
|alt=| apelido =
| gênero = [[Rock alternativo]], [[grunge]], [[punk]]
Love também é atriz e iniciou sua carreira interpretando pequenos papéis em filmes de Alex Cox em 1986. Em 1996, ela estrelou o filme ''[[The People vs. Larry Flynt]]'', e foi nominada ao Globo de Ouro por melhor atriz coadjuvante. Mais tarde, na década de 2000, Love teve uma breve carreira solo após a dissolução do Hole, lançando um álbum, ''[[America's Sweetheart]]'' (2004) e teve diversos problemas com a lei e sentenças a clínicas de reabilitação até atingir a sobriedade.
 
Em 2009, Love reformou o Hole com novos membros e lançou ''[[Nobody's Daughter]]'' (2010). Em 2012, ela estreou uma exposição de arte com uma coleção de suas próprias pinturas e desenhos intitulado ''And She's Not Even Pretty''. No mesmo ano, anunciou o retorno à carreira solo e está atualmente preparando um novo álbum. Desde 2014, tem voltado a dedicar-se à atuação, trabalhando em ''[[Sons of Anarchy]]'', ''[[Empire]]'' e ''[[Revenge|Revenge]]''.
 
== Primórdios ==
Em 1981, seus avós adotivos a concederam um pequeno fundo fiduciário. Ela usou o dinheiro para viajar para Irlanda, onde estudou teologia por dois semestres na Trinity College.<ref name="courting">{{citar periódico |autor=Iley, Chrissy |url=http://www.timesonline.co.uk/tol/life_and_style/article604615.ece |titulo=Courting disaster |língua=inglês |jornal=The Times |local=Londres |data=22 de outubro de 2006 |acessadoem=23 de janeiro de 2011}} "'I talked one of my mother's gurus, of which she had many, into letting me live with him. He got $3,000 a month from my trust fund, which he'd spend on boys, and I went to the junior high, where my friends were teenage prostitutes. They were so glamorous, I just wanted to hang out with them. Melissa, Melinda and Melody. I ended up going through the juvenile system with them because I got arrested shoplifting a Kiss T-shirt.' She was 13."</ref> No Reino Unido, em Liverpool, ela fez amizade com o músico Julian Cope, e mudou para a casa dele brevemente antes de retornar para os Estados Unidos.<ref>Love, Courtney. "So, he [Hank Harrison] said he'd get me into Trinity in Dublin [Ireland]. So, I took two semesters there. And I started taking photos for Hot Press, and I met eh, Julian Cope one night, and uh, and uh, and uh&nbsp;… these crazy things happened. And he said, "come live in my house" and he gave me his keys." Interview on ''Later&nbsp;… with Jools Holland''. 2 de maio de 1995</ref> Love se mudava constantemente entre Oregon e Califórnia, onde se matriculou na San Francisco State University e no Instituto de Artes de São Francisco, onde teve aulas com George Kuchar. Mais tarde, ela trabalhou como stripper no Japão. Depois de passar um ano no exterior, Love voltou para Portland. Em 1983, ela trabalhou dançarina erótica em [[Taiwan]], mas foi deportada depois que o clube foi fechado pelo governo.
 
Em 1985, Love mandou uma fita com seu teste para interpretar [[Nancy Spungen]] no filme ''[[Sid & Nancy]]'' (1986), e chamou atenção do diretor Alex Cox, que escreveu um pequeno papel para ela no filme.<ref name="vh1" /> Mais tarde, ele a ofereceu o papel principal do filme ''Straight to Hell'' (1987), que contava com diversos ícones do punk e outros atores conhecidos, mas que recebeu críticas negativas. Ela chamou atenção de [[Andy Warhol]], que a chamou para participar de um episódio de ''Andy Warhol's Fifteen Minutes.'' Ela também fez uma ponta no clipe de "[[I Wanna Be Sedated]]", dos [[Ramones]].
 
Em 1988, Love abandonou sua carreira de atriz e se mudou de Nova York, voltando para Oregon, citando a fama de "subcelebridade" como motivo. Ela voltou a trabalhar como stripper na cidade pequena de McMinville, Oregon, onde foi reconhecida por clientes do bar. Isso a fez entrar em isolamento, então ela se mudou para Anchorage, no Alasca. "Decidi me mudar para o Alasca porque precisava tomar vergonha na cara e aprender a trabalhar", Love relembrou. "Então eu fui tipo buscar uma missão de vida. Me livrei de todas as minhas posses e me mudei para um trailer com um monte de strippers."<ref name="vh1" /><ref name="etrue">{{citar episódio |série=The E! True Hollywood Story |título=Courtney Love |data=5 de outubro de 2003 |rede=E!}}</ref><ref>{{citar periódico |url=http://www.nme.com/news/hole/49737 |autor= |titulo=Courtney Love blasts UK music scene and slags off 'America's Sweetheart' during Oxford Union speech |língua=inglês |data=13 de fevereiro de 2010 |acessadoem=24 de fevereiro de 2011 |jornal=NME |local=Reino Unido}}</ref>
 
=== Hole: 1989–2002 ===
Em 1989, Love aprendeu a tocar guitarra e se mudou para Los Angeles, onde colocou um anúncio em uma revista que dizia: "eu quero começar uma banda. Minhas influências são Big Black, [[Sonic Youth]] e [[Fleetwood Mac]]" ,<ref name="wkkc54">Who Killed Kurt Cobain?: The Mysterious Death of an Icon (pg. 54)</ref>, que recebeu uma resposta de [[Eric Erlandson]]. Love convidou Erlandson para ser guitarrista da banda, sua vizinha Lisa Roberts como baixista, e Carolina Rue como baterista. O primeiro show da banda, chamada [[Hole (banda)|Hole]], foi em novembro de 1989 após três meses de ensaio. O primeiro [[single]] da banda, "Retard Girl", foi lançado em abril de 1990 na gravadora indie Sympathy for the Record Industry.<ref name="etrue" /> No ano seguinte, a banda lançou seu segundo single, "Dicknail", na gravadora Sub Pop Records.
 
Influenciado por no wave e noise rock, o primeiro álbum do Hole, ''[[Pretty on the Inside]]'', foi lançado em agosto de 1991 na gravadora Caroline Records, e foi produzido por [[Kim Gordon]], do [[Sonic Youth]], com a assistência de [[Don Fleming (músico)|Don Fleming]], da banda [[Gumball]]. O álbum recebeu críticas positivas <ref name="real">{{citar livro |titulo=Courtney Love: The Real Story |ultimo=Brite |primeiro=Poppie Z |ano=1998 |página=117 |editora=Touchstone |isbn=0-684-84800-7}}</ref> e foi nomeado um dos melhores álbuns do ano pela revista ''Spin''.<ref>{{citar periódico |jornal=SPIN |anodata=dezembro de 1991-12 |titulo=20 Best Albums of the Year |acessadoem= |língua=inglês |numero= |editora= |paginas=122 |autor=Spencer, Lauren}}</ref> Para promover o álbum, a banda fez uma turnê com [[Mudhoney]] e abriu shows nos Estados Unidos para [[Smashing Pumpkins]] em lugares como Whisky A Go Go e CBGB.
 
No fim de 1991, começou a namorar [[Kurt Cobain]] e engravidou. Em 1992, Hole gravou os singles ''Beautiful Son'' e ''Over the Edge'', um cover da banda Wipers.
Hole gravou seu segundo álbum, ''[[Live Through This]]'', em outubro de 1993 em Atlanta, Georgia. A banda tinha novos membros: a baixista [[Kristen Pfaff]] e a baterista Patty Schemel. ''Live Through This'' foi lançado na gravadora DCG em abril de 1994, em um trágico momento: apenas quatro dias após Kurt Cobain ter sido encontrado morto. Em junho, Kristen Pfaff morreu de uma overdose de heroína.<ref name="vh1" /> Love então precisava de outra baixista, e [[Billy Corgan]] indicou uma amiga, a canadense [[Melissa Auf der Maur]], que se juntou à banda. Nos meses anteriores, Love era raramente vista em público, tendo passado maior parte do tempo em sua casa em Seattle, ou então visitando um templo budista de Nova York.
 
''Live Through This'' fez um enorme sucesso comercial e crítico, e recebeu dezenas de críticas positivas ,<ref>{{citar web |url=http://www.ew.com/ew/article/0,,301841,00.html |publicado=ew.com |obra=Entertainment Weekly |data=15 de abril de 1994 |autor=Browne, David |título=Live Through This |língua=inglês |acessodata=6 de março de 2011}}</ref>, além de levar um certificado de platina. Em agosto de 1994, a banda embarcou em uma turnê mundial para promover o álbum. A turnê chamou atenção pelo estado emocional de Love,<ref name="vh1" /> que jogava guitarras no público,<ref>{{citar web |url=http://www.azcentral.com/thingstodo/music/articles/2010/09/09/20100909mtv-vmas-memorable-moments.html?page=4 |publicado=Azcentral.com |título=10 most memorable moments of the MTV Video Music Awards – Living through this (1995) |língua=inglês |último=Masley |primeiro=Ed |último2= |primeiro2= |data=9 de setembro de 2010 |obra=[[The Arizona Republic|azcentral.com]] |acessodata=17 de setembro de 2010}}</ref> provocava fãs,<ref>{{citar web |url=http://www.sfgate.com/entertainment/article/Love-Loses-It-at-Lollapalooza-Hole-s-Shoreline-3026070.php |publicado=Sfgate.com |obra=San Francisco Chronicle |data=19 de agosto de 1995 |autor=Whiting, Sam |título=Love Loses It at Lollapalooza / Hole's Shoreline set cut short when Courtney scuffles with fans |língua=inglês |acessodata=4 de junho de 2013}}</ref> chorava e quebrava todos os instrumentos no palco. Anos depois, Love admitiu estar "completamente chapada" durante a maior parte dos shows da banda entre 1994 e 1995, e que nem se lembrava de maior parte daquele ano.
 
Em fevereiro de 1995, Hole fez um show acústico na MTV, e continuou a sair em turnê, que acabou em setembro de 1995, na premiação MTV Video Music Awards (VMA), onde tocaram "Violet", e foram indicados na categoria de melhor vídeo por "Doll Parts".
Love já disse se arrepender do álbum, tendo o chamado de "um álbum de merda", e atribuindo isso ao seu vício em drogas na época.<ref>{{citar periódico |url=http://www.nme.com/news/hole/49737 |jornal=NME |local=UK |autor= |titulo=Courtney Love blasts UK music scene and slags off 'America's Sweetheart' during Oxford Union speech |língua=inglês |data=13 de fevereiro de 2010 |acessadoem=23 de janeiro de 2011}}</ref> Logo após o álbum ter sido lançado, Love disse, em uma entrevista a Kurt Loder: "eu não dou certo como cantora solo. É uma piada".<ref>Love, Courtney. Interview with Kurt Loder, 2004. Total Request Live on MTV</ref>
 
Em 2006, Love começou a gravar o que seria seu segundo álbum solo, ''How Dirty Girls Get Clean'' ,<ref name="returnclove"/><ref name="nobodysdaughter">{{citar web |url=http://www.spinner.com/2007/04/18/courtney-love-is-nobodys-daughter |autor= |obra= |título=Courtney Love Is 'Nobody's Daughter' |língua= |publicado=Spinner.com |data=18 de abril de 2007 |acessodata=10 de fevereiro de 2010}}</ref>, mais uma vez trabalhando com Perry e Billy Corgan. Love tinha escrito diversas canções enquanto estava em uma clínica de reabilitação em 2005.<ref name="readytorock"/>
 
Algumas das canções e demos do álbum (que inicialmente seria lançado em 2008) vazaram na internet em 2006, e um documentário chamado ''The Return of Courtney Love'', que detalhava a produção do álbum, e foi exibido em canais britânicos no outono daquele ano. Uma versão acústica de "Never Go Hungry Again", gravada em uma entrevista para ''The Times'' em novembro também foi lançada. Uma canção chamada "Samantha" também vazou na internet em 2007.<ref>{{citar web |último=Ulaby |primeiro=Neda |url=http://www.npr.org/templates/story/story.php?storyId=10189167 |obra= |título=Rebuilding Courtney Love, One Song at a Time |língua= |publicado=Npr.org |data=15 de maio de 2007 |acessodata=10 de fevereiro de 2010}}</ref>
 
=== Reinício da carreira solo: 2013-presente ===
[[ImageImagem:Courtney Love Moore Theatre July 23 2013.png|thumb|left|Love se apresentando no Moore Theatre em Seattle, Washington; 23 de julho de 2013]]
 
Em outubro de 2012, Love contou a revista ''Rolling Stone'' que ela havia desistido da alcunha do Hole e que iria retomar sua carreira solo. Ela afirmou que havia acabado de gravar uma nova canção, chamada "This is War", produzida por [[James Iha]].<ref name="war" /> Love também gravou uma canção chamada "Rio Grande", um dueto com [[Michael Stipe]],<ref>{{citar web |url=http://www.spin.com/articles/johnny-depp-tom-waits-courtney-love-iggy-pop-pirates-album |publicado=Spin.com |obra=Spin |título=Johnny Depp Ropes Tom Waits, Courtney Love, Iggy Pop for Pirate-Themed Album |língua=inglês |data=5 de dezembro de 2012 |acessodata=22 de março de 2013 |autor=McGovern, Kyle}}</ref> e também um dueto com [[Fall Out Boy]], na canção "Rat a Tat".<ref>{{citar web |url=http://www.mtv.com/news/articles/1704151/fall-out-boy-courtney-love-save-rock-roll.jhtml |publicado=Mtv.com |título=Fall Out Boy Joined By Courtney Love On 'Save Rock And Roll' |língua=inglês |data=22 de março de 2013 |acessodata=22 de março de 2013 |autor=Kaufman, Gil |obra=[[MTV]]}}</ref>
| 1996 || [[Feeling Minnesota]] || --- || Rhonda || filme
|-
| 1996 || [[The People vs. Larry Flynt]] || O Povo Contra Larry Flynt || Althea Leasure Flynt || filme
|-
| 1996 || [[Not Bad for a Girl]] || --- || --- || documentário, também co-produtora
| 1998 || [[Off the Menu: The Last Days of Chasen's]] || --- || --- || documentário
|-
| 1999 || [[200 Cigarros]] ||200 Cigarettes || Lucy || filme
|-
| 1999 || [[Man On The Moon]] || O Mundo de Andy || Lynne Margulies || filme
|-
| 2000 || Beat ||Anos Loucos || Joan Vollmer Burroughs || filme
|-
| 2000 || [[Bounce: Behind the Velvet Rope]] || --- || --- || documentário
| 2014 || [[Sons of Anarchy]] || Filhos da Anarquia || Sr.ª Harrison || série de televisão (7ª temporada)
|-
| 2015 || Empire || --- || Elle Dallas || ---
|-
| 2015 || Revenge || --- || || ---
|-
|}
210 080

edições