Diferenças entre edições de "Hipismo"

25 bytes removidos ,  05h08min de 8 de setembro de 2017
m
ajustes gerais nas citações, outros ajustes usando script
m (Adição de conteúdo em Provas)
m (ajustes gerais nas citações, outros ajustes usando script)
Apesar de existir desde a [[antiguidade]], suas regras e competições modernas surgiram no ano de [[1883]], nos [[Estados Unidos]]. No programa dos [[Jogos Olímpicos|Jogos Olímpicos modernos]], o hipismo foi incluído nos [[Jogos Olímpicos de Verão de 1912|Jogos de Verão de 1912]] em [[Estocolmo]], [[Suécia]].
 
Porém, não pode ser confundida com a equitação, pois hipismo é o conjunto de esportes praticados pela aliança entre homem e cavalo em qualquer modalidade de esporte. Já a equitação, é a arte da cavalgada, o treinamento feito para compreender melhor a psicologia do cavalo, e coordenar a consciência corporal humana à do animal buscando equilíbrio e harmonia de movimentos de ambos, como um todo. A equitação faz parte da prática de hipismo, uma vez que a arte de cavalgar é introdução para os exercícios posteriores como salto ou adestramento, e não a mesma coisa. Ela é hoje muito utilizada na área terapêutica, como a equoterapia.
 
==Cavaleiro== <!-- Redirecção: não mude o título -->
==Entidades==
===Internacionais===
Fundada [[1921]] em [[Lausanne]], na Suíça, pela França, Estados Unidos, Suécia, Japão, Bélgica, Dinamarca, Noruega e Itália,<ref>[http://www.horsesport.org/about-us/history História da Fédération Equestre Internationale (FEI)]</ref>, a FEI (Fédération Equestre Internationale) regula os eventos internacionais de Hipismo, em parceria com as 133 federações nacionais, sem preconceitos raciais, religiosos ou relacionados a conflitos internos. <ref>[http://www.horsesport.org/about-us/profile Perfil da Fédération Equestre Internationale (FEI)]</ref>.
 
É essa mesma instituição que estabelece os regulamentos e aprova os programas de campeonatos, e, ainda, buscando assegurar a integridade dos animais, a FEI desenvolveu um código de conduta baseado tanto no seu bem-estar, quanto no "[[fair play]]" que deve ser adotado pelos cavaleiros.
A entidade reguladora dos esportes equestres no Brasil é a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), que foi oficialmente fundada em 19 de dezembro de 1941, após esforços das Federação Paulista de Hipismo (FPH), Hípica Metropolitana (Rio de Janeiro) e Hípica Fluminense (Niterói).
 
A CBH é responsável pela regulamentação, coordenação, promoção e fomento das oito modalidades praticadas no Brasil, além da formação das delegações que representam o país nas competições internacionais, realização de campeonatos, seletivas e cursos, pela chancela de eventos promovidos por federações estaduais, pela captação e administração de verbas junto a órgãos governamentais e COB – Comitê Olímpico Brasileiro .<ref>[http://www.cbh.org.br/site/cbh_historico.php Histórico da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH)]</ref>.
 
==Provas==
Para o cavaleiro poder participar em provas nacionais ou internacionais deve tornar-se federado e, consoante a prova pretendida, obter o nível de "Sela" adequado. O termo "Sela" é a designação oficial dos diferentes níveis técnicos de hipismo. Existem 9 níveis distintos de "Sela" que podem ser obtidos através da realização de um "Exame de Sela". O primeiro ciclo completa-se com o "Exame de Sela 4", também chamado de Estribo de Bronze, que permite ao cavaleiro participar em provas oficiais nacionais.<ref>{{Citar web|url=http://hipicaeborense.pt/hipicaeborense/Exames_de_Sela.html|titulo=Exames de Sela|acessodata=2017-07-17|obra=hipicaeborense.pt|lingua=pt-PT}}</ref> A "Sela 7" ou Estribo de Prata permite ao cavaleiro a participação em provas oficiais internacionais.<ref>{{citar periódico|ultimo=Direção da Federação Equestre Portuguesa|primeiro=|data=23 de Janeiro de 2014|titulo=Regulamento Nacional de Formação de Praticantes|jornal=|doi=|url=https://www.fep.pt/Portals/0/Ficheiros/Federacao/Regulamentos/Reg.%20Formacao%20de%20Praticantes%20-%2024.01.2014.pdf|acessadoem=17 de Julho de 2017}}</ref> A "Sela 9", também denominada de Estribo de Ouro, constitui o pré-requisito para admissão ao curso e exame para Instrutor.<ref>{{Citar web|url=http://antigo.fep.pt/Noticias/detalhe.asp?ID=346|titulo=Federação Equestre Portuguesa|acessodata=2017-07-17|obra=antigo.fep.pt}}</ref>
 
===Olímpicas===
'''[[Adestramento (hipismo)|Adestramento]]'''
 
Os conjuntos (cavaleiro e cavalo) deverão realizar uma série de movimentos (chamados de "figuras") de diferentes graus de dificuldade. Há figuras obrigatórias. O objetivo é que essas figuras sejam executadas com a maior perfeição possível, as quais os juízes atribuirão notas nos quesitos disciplina, prontidão e elegância, exigindo perfeita sintonia do conjunto.<ref>[http://www.mundoequestre.com.br/adestramento-2/ Artigo sobre Adestramento Equestre]</ref>.
 
'''[[Saltos|Saltos]]'''
 
Nos saltos, o cavaleiro e seu cavalo devem transpor, em sua totalidade, de 10 a 15 obstáculos ordenados em uma pista que mede entre 700 e 900 metros. A altura dos obstáculos vai de 0,40m a 1,65m, dependendo da categoria. Para a chamada Equitação Fundamental, a altura dos obstáculos vai de 0,40m a 0,90m. Neste caso, o vencedor é aquele que termina a prova o mais próximo possível do chamado tempo ideal. O tempo ideal foi implementado recentemente com a intenção de diminuir o número de acidentes nas pistas de salto. Como as provas da fundamental não são tão altas, os cavaleiros tendiam a correr muito . Sendo a maioria iniciantes, acabavam-se envolvendo em acidentes. Para se determinar este tempo usa-se a extensão do percurso em metros dividido pela velocidade da prova e multiplica por 0,95. Para a pista de 1,0m o cavaleiro pode escolher se prefere saltar no tempo ideal ou no cronômetro. Nas demais alturas, vence quem acabar a prova mais rápido e com menos faltas. O atual campeão brasileiro é o cavaleiro Rodrigo Pessoa, saltando 1,65 metros em provas.
'''[[Concurso completo de equitação|Concurso Completo de Equitação]] (ou CCE)'''
 
O CCE é uma espécie de triatlo equestre, reunindo provas de adestramento, salto e cross-country, e pode ser disputada em dois formatos: um dia (ODE) e três dias (3DE), não sendo permitido trocar de cavalo uma vez que tenha começado. Trata-se de uma prova completa, na qual o conjunto deve mostrar habilidade em diversas situações.<ref>[http://www.hipismobrasil.com.br/modalidades/cce.asp Informações sobre o CCE]</ref>.
 
===Paraolímpicas===