Diferenças entre edições de "Plataforma Gagarin"

37 bytes removidos ,  18h15min de 11 de setembro de 2017
m
ajustes usando script
m (Bot: A migrar 8 interwikis, agora providenciados por Wikidata em d:Q2580456)
m (ajustes usando script)
 
==Histórico==
Em 17 de Março de 1954, o [[Conselho de Ministros da União Soviética]] ordenou a vários ministérios que selecionassem um local para um [[Campo de provas|campo de provas]] para testar o [[R-7 Semyorka|foguete R-7]] até Janeiro de 1955. Uma comissão especial de [[Reconhecimento|reconhecimento]], avaliou varias possíveis regiões e selecionou [[Tyuratam]] na [[República Socialista Soviética Cazaque|RSS Cazaque]]. Esta seleção foi aprovada em 12 de Fevereiro de 1955 pelo conselho de Ministros, com a meta de terminar a construção em 1958.<ref name="RSWB1">{{citar web|url=http://www.russianspaceweb.com/baikonur_origin.html|título=Centers: Baikonur Origins|primeiro=Anatoly|último=Zak|publicado=RussianSpaceWeb.com|acessodata=21/03/2013}}</ref>
 
O trabalho na construção da Plataforma No.1 teve início em 20 de Julho de 1955 por engenheiros militares. Dia e noite, mais de 60 enormes caminhões trabalharam no local; 15.000 m3 de terra foram escavados e removidos por dia, com um volume total estimado de 750.000 m3. Durante o inverno, explosivos eram muito empregados nas escavações. No final de Outubro de 1956, todos os prédios básicos e infraestrutura primária para os testes do R-7 estavam concluídas.
 
==Utilização==
O objetivo primário dessas instalações era o programa [[R-7 Semyorka|R-7]], o primeiro desses [[Míssil balístico intercontinental|ICBM]] foi lançado do "Local No.1" em 21 de Agosto de 1957. Em 4 de Outubro daquele mesmo ano, aquela plataforma foi usada para lançar o primeiro satélite artificial do Mundo, o [[Sputnik 1]]. Missões espaciais tripuladas lançadas daquela plataforma incluíram os voos de [[Yuri Gagarin]] e [[Valentina Tereshkova]], além de vários outros, incluindo todas as missões Soviéticas e Russas [[Anexo:Lista de naves e grupos visitantes à Mir|levando tripulações para a Mir]]. A plataforma foi usada também para lançar as sondas do [[programa Luna]], do [[programa Marte]], do [[programa Vênera]], muitos dos satélites da série [[Kosmos (satélite)|Kosmos]] e vários outros.<ref name="ENCA1">{{citar web|url=http://www.astronautix.com/sites/baiurlc1.htm|título=Baikonur LC1|primeiro=Mark|último=Wade|publicado=Encyclopedia Astronautica|acessodata=24/03/2013}}</ref>
 
De 1957 a 1966 esse complexo de lançamento recebeu ICBMs nucleares estratégicos de prontidão imediata, além de vários lançamentos de espaçonaves diversas;<ref name="ENCA1"/> até meados da década de 2000 já haviam ocorrido mais de 400 lançamentos a partir desse complexo.<ref name="RSWB2">{{citar web|url=http://www.russianspaceweb.com/baikonur_r7_1.html|título=Baikonur: Soyuz launch facilities|primeiro=Anatoly|último=Zak|publicado=RussianSpaceWeb|acessodata=24/03/2013}}</ref>
210 174

edições