Abrir menu principal

Alterações

15 bytes removidos, 15h06min de 12 de setembro de 2017
m
traduzindo nome/parâmetro nas citações, outros ajustes usando script
== História ==
{{artigo principal|tempo}}
Desde a [[pré-história]], o [[homem]] busca realizar a contagem do tempo e, para isto, utiliza medidas.<ref>{{citar web|url=http://www.infoescola.com/historia/a-origem-da-contagem-do-tempo/|título=A Origem da contagem do Tempo|autor=Paula, Ricardo Normando Ferreira de|publicado=Info Escola}}</ref>. Os [[sumérios]], residentes na [[mesopotâmia]], foram um dos primeiros povos a elaborar um calendário. Ao longo de toda a história, as unidades criadas pelos povos para medir o tempo basearam-se em fenômenos celestes.
 
== Antes do relógio mecânico ==
Os [[Egito|egípcios]] subdividiam o dia e a noite em períodos de doze [[hora]]s cada um desde pelo menos 2000 AC, o que levava a que a duração de uma hora variasse com a [[estação do ano]]. Os [[astrônomo]]s [[gregos]] [[Hiparco]] (''c.'' 150 AC) e [[Ptolemeu]] (''c.'' AD 150) subdividiram o [[dia]] de maneira [[Sistema sexagesimal|sexagesimal]] e usaram a hora média como {{nowrap|({{frac|1|24}} dia)}}, [[fração|frações]] de hora ({{frac|1|4}}, {{frac|2|3}}, etc.) e [[tempo]]-graus ({{frac|1|360}} dia ou quatro segundos modernos), mas não minutos modernos ou {{nowrap|segundos.<ref>{{citar livro |nome=G. J |sobrenome=Toomer |título=Ptolemey's Almagest |língua=en |local=Princeton, New Jersey |editora=Princeton University Press |ano=1998 |pagina=6–7; 23; 211–216 |isbn=978-0-691-00260-6}}</ref>}}
 
O dia foi subdividido sexagesimalmente, ou seja por {{frac|1|60}}, depois {{frac|1|60}}, depois {{frac|1|60}} sucessivamente, até 6 casas depois do ponto sexagesimal (uma precisão de mais de 2 microsegundos) pelos [[Babilônia (região)|babilônios]] depois de 300 AC.<ref>{{citar livro |autor=O Neugebauer |ano=1975 |titulo=A history of ancient mathematical astronomy |editora=[[Springer-Verlag]] |isbn=038706995X}}</ref> Os babilônios não usavam a hora, mas usavam a hora-dupla (120 minutos), o minuto grau (4 minutos) e a cevada com duração de 3{{frac|1|3}} de segundo (equivalente ao ''[[:en:helek|helek]]'' [[hebraico]]),<ref>Veja p. 325 em Neugebauer, O. ''The astronomy'' of [[Maimonides]], [[Hebrew Union College-Jewish Institute of Religion|Hebrew Union College]] Annual, volume 22 , pp. 321–360, 1949.</ref>, porém não subdividiam de maneira sexagesimal essas unidades menores de tempo.
 
No [[1000|ano 1000]], o erudito [[persas|persa]] [[al-Biruni]] calculou as [[Lua nova|luas novas]] de [[semana]]s específicas como sendo um número de dias, horas, minutos, segundos, terços e quartos depois do [[meio-dia]] de [[domingo]].<ref>{{citar livro |autor=al-Biruni |ano=1879 |título=The chronology of ancient nations: an English version of the Arabic text of the Athâr-ul-Bâkiya of Albîrûnî, or "Vestiges of the Past" |url=http://books.google.com/?id=pFIEAAAAIAAJ&pg=PA148#v=onepage&q |paginas=147–149 |outros=Sachau C Edward |authorlinkautorlink =al-Biruni}}</ref> Em 1267, o [[Ciência medieval|cientista medieval]] [[Roger Bacon]] definiu o horário de [[Lua cheia|luas cheias]] como um número de horas, minutos, segundos, terços e quartos (''horae'', ''minuta'', ''secunda'', ''tertia'', e ''quarta'') depois do meio-dia de datas específicas do calendário.<ref>{{citar livro |autor=R Bacon |ano=1928 |titulo=The Opus Majus of Roger Bacon |editora=[[University of Pennsylvania Press]] |isbn=9781855068568 }}</ref> Apesar de um ''terço'' de {{frac|1|60}} de segundo permanece em algumas línguas, como por exemplo [[Língua polaca|polonês]] (''tercja'') e [[Língua turca|turco]] (''salise''), o segundo moderno é subdividido [[sistema decimal|decimalmente]].
 
== O segundo contemporâneo ==
| 10<sup>−24</sup>
|0,000000000000000000000001
| [[Yoctossegundo|yoctossegundo]]
| ys
|-
210 071

edições