Diferenças entre edições de "Wikipédia:Páginas para eliminar/Zona Centro-Sul de São Paulo"

====Seção de discussão====
<!-- Debata abaixo desta linha -->
A cada administração governamental há diversas mudanças. Com a saída do PT todos os mapas que estavam no site da prefeitura foram apagados. Mas se procurar a fundo há um atlas municipal. Esses artigos servem para nortear a população onde elas realmente moram. Morumbi não faz parte da Sul, juntamente com Itaim Bibi, Broklin Novo...
 
Acho completamente desnecessário a remoção destas páginas até tive um choque quando o vi. Não sei se você mora na cidade ou pelo menos olha na coloração dos ônibus que rodam nela. Cada um tem uma coloração: azul, azul claro, vermelho, amarelo.... essa corresponde a divisão dos transportes. Há uma outra divisão da educação, outra da Saúde, outra só da CET e por último a divisão popular (a mais bagunçada de todas). '''Não há uma unificação de regiões.''' Esses artigos correspondem às zonas politico administrativas dos governos PT/PSDB antes do Dória. Eles na época agruparam subprefeituras seja pela localização e similaridade econômica e fizeram este mapa, além de estudos sócio-econômicos.
 
Se você passa pelo centro da cidade há pessoas vendendo mapas da cidade e alguns deles há essa divisão.
 
Em 2009 escrevia no Wikipédia antes de entrar na faculdade para melhorar minha redação. Hoje, médico formado, não tenho mais tempo hábil para tal. Mas esse aviso me assustou pois gastei muito tempo trabalhando em 2009/2010. Recebi até propostas de imobiliárias para escrever textos sobre bairros. E tudo isso seria jogado fora. Os artigos estão desatualizados pois não há divulgação publica de indicadores socioeconomicos o IDH é feito na cidade de 10/10 anos e não há matérias que apontem os dados de 2010 e estamos quase em 2020. Todos os IDHS são de 2000, mas não é por isso que vamos deletar todas as páginas dos distritos [[Usuário:Pedu0303|PeterLouiz]] ([[Usuário Discussão:Pedu0303|discussão]]) 04h31min de 14 de setembro de 2017 (UTC)
 
==== Conclusão do consenso ====
7 053

edições